Atacama 2011: Corrientes a Salta

Índice de posts da viagem ao Atacama 2011

Este é o  trecho mais longo da viagem e sabíamos que seria bravo, mas não imaginávamos que seria tão difícil…. a estrada estava péssima, com buracos, calombos….dos 800 km, mais de 200km estavam com piso rústico, e numa dessas, lá veio a Merda 4.

O escapamento da minha moto (Folegati) soltou !!!! Nao sei como isso aconteceu, mas consegui parar sem maiores problemas. Com a ajuda dos meus amigos Maguivers, colocamos o dito cujo no lugar (mal colocado por sinal) e lá fomos nós de novo, pelo meio dos buracos…. de repente, em outro buraco, soltou de novo, só que dessa vez, a coisa foi pior, pois além do escape soltou também o suporte inferior da mala, e ao estacionar tive que beijar o solo argentino, pois a roda passou em cima do escape e nao consegui segurar a belezura da minha moto…

O estrago foi feio, mas novamente com os 2 Maguivers ajudando e o item mais importante da caixa de ferramenta, o ARAME, e com um pedaço da banda de rodagem de um pneu que estava bem no local do beijo do solo argentino, fizemos uma perfeita gambiarra, que nos levou a Salta sem maiores problemas… eu na frente, e os meus guardiões atrás, garantindo que tudo estava sob controle…. isso é que é companheirismo !!!! A gente só conhece as pessoas quando viaja junto,  e com esses 2 eu vou até à Lua !!!!

Chegamos no Hotel Ghalla em Salta  já meio que escuro…. um banhinho rápido, e fomos procurar a PARRILHADA, pois estávamos varados de fome (principlamente o Helinho) !!!! Nada de parrilhada de novo, mas achamos um restaurante tão bom na “Calle Caseros” que jantamos lá também no dia seguinte… ficamos amigos do garçon, e fomos super bem atendidos…. Também pudera, tomamos 4 garrafas de vinho Malbec e duas garrafas de champagne de presente do garçon !!!!  Fomos dormir cedo, meia noite…. pois no dia seguinte tínhamos que consertar decentemente o escape da moto….

Salta - Argentina

Salta – Argentina

Acordamos cedo, e lá se foram os 3 mosqueteiros à procura de um taller (aprendemos isso de tanto perguntar), que significa “mecânico” !!!! Enquanto ralávamos na procura do taller, as meninas foram visitar as igrejas da cidade, muito bonitas por sinal… lógico que a Solange foi visitar tambem outro tipo de igreja…e queimou umas moedinhas do Geraldo jogando no Cassino….

Nos encontramos um mecânico chamado Hugo!!! Um artista que elogiou a nossa gambiarra !!!! Era uma oficina pequena onde trabalhavam ele e o filho…. o cara inspirou confiança, e então deixamos a Harley lá, com dor no coração, mas ela ficou lá sozinha, e vi até uma lagriminha escorrer do farol de milha, quando montei na garupa do Helio !!!!

Foi uma experiência no minimo estranha…. mas acho que o Helinho gostou, pois foi pelo caminho mais longo, colocou uma música romântica, e me chamou até de “NEGUINHO” !!!!!

A ansiedade de buscar a moto era tanta que resolvemos ir na oficina antes da hora combinada… prometido para as 18:00hs, chegamos lá às 14:00hs !!!! E aí a surpresa….. meu amigo Hugo, montado na moto, o filho dele se preparando para subir também, e ele tava indo almoçar em casa com a minha moto….. e o detalhe: ele até tirou a bandeira brasileira da moto…. jamais um argentino iria andar com uma bandeira do Brasil na moto !!!!!

O serviço ficou maravilhoso…. coisa de artista !!!! Custou 600 pesos, mas valeu a pena !!!! O mesmo farolzinho que derramou uma lágrima quando deixamos a moto sozinha na oficina, esboçou um largo sorriso ao me ver !!!! ah, e o Hugo lavou a moto, pois tava um barro só, devido as chuvas que pegamos…. aí o Geraldo e Helinho quizeram também lavar a moto deles, e fomos até um lava rápido !!!! Fizeram uma lavagem rápida pois tínhamos um compromisso muitooooooo importante para as 16:30, arranjado pela Solange: a Merda 5….. um City Tour pela cidade de Salta !!!!!

Nem mascando folha de coca, gentilmente cedida pelo nosso guia David, a gente conseguiu ficar acordado !!!! O que valeu, foi depois de uma cantadinha, o David deixou pra gente a sobra das folhas de coca, pois no dia seguinte, seria a nossa vez de atravessar a cordilheira dos Andes, com altitudes de cerca de 5000 metros !!!!

Na volta do City Tour (e pensar que quase perdemos isso…..) mais um jantar dos deuses, muito vinho, e como tinhamos que acordar as 4:30hs da matina, fomos dormir cedo…. Meia noite !!!!!

Amanhã mandamos a aventura de cruzar as cordilheiras e o deserto…. abraços!

OBS. Betão, e até agora, nada de parrilhada…. que saudades de você !!!!
_________________________________________________________________________
Texto: Folegati/Geraldo/Helio

(Visitado 211 vezes, 1 visitas hoje)

One Response to Atacama 2011: Corrientes a Salta

  • Este dia foi mesmo um aprendizado, amigos sempre juntos foi muito importante ver como estamos sintonizados, tudo muuito perfeito, demais da conta…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *