X National HOG Rally Buzios – Maio 2007

O evento foi realizado no Hotel Atlântico, onde se concentraram todas atividades: receptivo, atividades do Rally de regularidade, cocktail, desfile Motorclothes, show dos Paralamas do Sucesso e Festa de Premiação do Rally. Nos intervalos das atividades programadas os participantes do evento aproveitaram o magnífico complexo aquático do Hotel para tomar sol, tomar cerveja gelada e colocar o papo em dia.

A foto oficial foi no Mirante da Praia Brava, de onde se tem  a vista das Praias Brava, dos Ossos, da Armação, do Forno e do Canto.

 

Foto Oficial do HOG Rally Búzios 2007

Um outro programa foi o aluguel de bugres para passeios nas inúmeras praias e atrações turísticas de Búzios:

  • Praias – praia Rasa, Manguinhos, Tartaruga, das Virgens, dos Amores, do Canto, da Armação, dos Ossos, Azeda, Azedinha, João Fernandes, João Fernandinho, Brava, Olho de Boi, do Forno, da Lagoinha, da Foca, da Ferradura, da Ferradurinha; de Geribá, de Tucuns, José Gonçalves e praia das Caravelas.
  • Estátua de Brigitte Bardot – escultura em tamanho natural da famosa atriz francesa, localizada na Praia da Armação, no calçadão da chamada “Orla Bardot”. Mais adiante, na Praia dos Ossos existem  estátuas de pescadores na água manuseando uma rede de pesca.
  • Reserva de Tauá – situada na praia Rasa, área de reflorestada por iniciativa privada.
  • Enseada de Manguinhos – com extensão de 8 km, apresenta trechos de manguezal.
  • Mirante da Praia de João Fernandes – de onde avista-se as Praias da Armação, do Forno, do Canto e a Ilha Feia.
  • Ponta do Criminoso – oferece diversos locais com vistas das praias de João Fernandes e Brava. Possui uma pequena praia escondida em suas encostas, a Olho de Boi.
  • Mirante da Praia do Forno – belo visual da praia e o acesso se dá por estrada pavimentada por paralelepípedos.
  • Ponta da Lagoinha – próxima ao canto esquerdo da praia da Ferradura, é uma formação rochosa que retém a água lançada pelas ondas, formando uma piscina de águas cristalinas.
  •  Trilha para as Poças – situada entre as Praias Ferradura e Ferradurinha, chega-se a um costão chamado Poças das Tartarugas, piscinas de águas salgadas onde, eventualmente, pode-se observar espécies de tartarugas marinhas.
  • Restinga de Tucuns – com Vegetação remanescente de restinga, possui uma trilha leve, chamada “Trilha das Pitangueiras”.
  • Ponta das Emerências – situada no canto direito da Praia de Tucuns, é o final da Serra das Emerências que se projeta no mar em direção do arquipélago do mesmo nome.
  • Igreja de Sant’Anna – situada na Praia dos Ossos, foi construída em 1740 em pedra e cal, com argamassa de óleo de baleia, sendo os frontais de tijolo. Deste local tem-se uma das mais belas vistas da cidade. No século XVIII, à época da pesca da baleia, ao ver o esguicho de água característico do animal, o padre tocava o sino para enviar os baleeiros à caça. A abertura oficial da caça às baleias começava, então, no dia 26 de julho, durante a festa de Sant’ana, quando o material de pesca e pescadores eram abençoados no local.
______________________________________________________________________________
Texto: José Maria

I Regional HOG Rally Campos do Jordão – Nov 2006

O I Regional HOG Rally Campos do Jordão foi realizado no centro de eventos Market Plaza, onde foram concentradas todas as atividades: receptivo, atividades do Rally de Regularidade, Hospitality Center, Espaço Kids, Cocktail, desfile Motorclothes, Show da banda Jota Quest e Jantar com Festa de Premiação do Rally. O Hotel Serra da Estrela foi o Hotel Oficial do evento.

A foto oficial foi nos jardins do Auditório Cláudio Santoro, após um desfile das motocicletas Harley Davison pelas principais ruas de Campos do Jordão.

 

Foto Oficial do HOG Rally no Auditório Cláudio Santoro

________________________________________________________________________Texto: José Maria

 

EUA Route 66 Journey: DVD da viagem

DVD da viagem a Rota 66

DVD da viagem a Rota 66

Uma viagem inesquecível, com momentos intensos vividos sobre motocicletas Harley-Davidson rodando pelos desertos americanos e pela famosa Rota 66. Tudo isso pode ser visto no fantástico DVD , que acabou de ser finalizado, onde estão registradas em belíssimas imagens a aventura  dos 5 casais da região de Campinas.  No DVD estão imagens do grupo em suas motocicleta cruzando os  desertos dos estados americanos de Nevada, Utah, Arizona e California.  Nos menus do DVD estão  também disponíveis depoimentos, dicas e  mapas sobre a aventura.

O grupo saiu de Las Vegas, onde as motocicletsa foram alugadas, e rumaram para a cidade de Page no Arizona, passando pelo Zion National Park e pelo Lake Powell.  Saindo de Page, rumo ao Grand Canyon, passaram pelo Marble Canyon e margearam o Grand Canyon onde puderam curtir, sem capacetes (permitido no Arizona)  toda a amplidão e magnificência da paisagem. Após contornarem o Grand Canyon no sentido horário, rumaram para a cidade de Willians onde entraram na famosa Rota 66, da qual saíram apenas na ciadde de Barstow na California.

Na rota 66 visitaram inúmeros pontos históricos, tais como a Hackberry General Store, a cidade fantasma de Oatman, a minúscula cidade de Amboy (menos de 200 habitantes!) e o Bagdad Cafe do famoso filme de mesmo nome. Fizeram ainda uma parada após o pernoite em Barstow, na cidade fantasma de Calico nas margens da estrada que vai para Las Vegas. Chegando em Las vegas, o grupo iniciou a segunda parte da aventura, entregaram as motos na locadora e após pegarem mais uma Van alugada, partiram para Los Angeles e San Francisco, passando pelos parques Sequoia e Yosemite.

No DVD estão registrados os momentos vividos em lugares de interesse turístico, tais como a floresta das gigantescas árvores Sequóias, a neve encontrada nas montanhas em grande altitude e as inesquecíveis cachoeiras do Yosemite National Park. Finalmente, em San Francisco, o grupo visitou os inúmeros pontos turísticos, tais como a famosa ponte Golden Gate, o Pier 39, a Lombard Street, o Alamo Square e deram um passeio até o Napa Valley.

Com certeza o destaque especial no DVD foi a visita ao Zion National Park e ao Grand Canyon, além, é claro,  da viagem de moto pela Rota 66 onde foram feitas tomadas inesquecíveis do grupo andando nas motocicletas Harley-Davidson. O merecido relax do grupo foi nas cidades de Las Vegas, Los Angeles e San Francisco, onde puderam relaxar após a árdua viagem de moto pelos desertos de Nevada,  Arizona e do Mojave na  California.

Harley Davidson Route 66 Journey – Maio de 2006

O sonho de todos sempre foi fazer a Rota 66 em motocicletas Harley Davidson. Estava também nos planos, cruzar as estradas e parques nacionais americanos fora do trajeto da Rota 66, tais como o Grand Canyon e o Zion National Park.

Portanto, um ano antes da viagem, começamos os preparativos e o planejamento detalhado do trajeto com as paradas para abastecimento, escolha das cidades para pernoite, etc. Utilizamos o H.O.G.® Ride Planner (www.harley-davidson.com) que nos ajudou muito na definição das distâncias e nos tempos de percurso. O grupo era formado por cinco casais amigos, integrantes do HOG Campinas: Betão e Marli, Hélio e Cris, Gera e Solange, Jef e Maria Helena e Zé Maria e Imaculada.

Trajeto da primeira parte: Rota 66

Trajeto da primeira parte: Rota 66

No final do planejamento a nossa aventura ficou com o tamanho de um quase loop com 1860 milhas, percorridas em 14 dias pelas estradas dos estados de Nevada, Utah, Arizona e Califórnia.

As primeiras 974 milhas foram feitas em 4 motocicletas Harley-Davidson acompanhadas de uma Van de apoio. Iniciamos a viagem em Las Vegas, dando uma volta no sentido horário no Grand Canyon, passando pelo Zion National Park, Lake Powel, Grand Canyon e finalizamos pela Rota 66 a partir Willians/AZ até Barstow/CA, onde retornamos para Las Vegas.

Em Las Vegas trocamos as Harleys por mais uma Van e pegamos mais 886 milhas de Las Vegas a San Francisco passando pelos parques Sequoia National Park e pelo Yosemite National Park.

28/04/2006 – Embarque São Paulo para Las Vegas

Saída São Paulo: 10:55pm / chegada Las Vegas 10:31 am, com escala em Atlanta
Hotel : Cassino Circus Circus, 2880 Las Vegas Blvd – Las Vegas

Las Vegas

Las Vegas

Em Las Vegas  pegamos uma Van Dodge Caravan alugada no aeroporto e rumamos para o hotel.  Las Vegas é uma cidade muito interessante e é uma prova de que a arquitetura não tem limites desde que se tenha dinheiro para investimento.

Para se visitar minimamente as atrações da cidade são necessários uns 3 dias e ao contrário do que dizem, é possível não se gastar muito dinheiro na cidade.  Escolha um hotel Cassino que esteja bem localizado, de preferência no meio do boulevard (como referência de boa localização utilize o Cassino Bellagio). Procure por promoções pois sempre tem algum Hotel Cassino em promoção e elas variam dia a dia. Nós não seguimos esta regra e ficamos no Cassino Circus-Circus, que está a uma distância difícil de ser feita a  pé até a parte mais agitada do boulevard.

29/04/2006  e 30/04/2006 – Las Vegas

Hotel : Cassino Circus Circus, 2880 Las Vegas Blvd – Las Vegas

Loja Las Vegas Harley-Davidson

Loja Las Vegas Harley-Davidson

Levantamos cedo para visitar as atrações da cidade. Fomos na  gigantesca loja da Harley-Davidson onde compramos camisetas, acessórios e souvenirs. Fomos em  outras duas lojas Harley-Davidson menores.

No final da tarde do dia 30/04/2006 fomos até a Eaglerider pegar as motocicletas Harley-Davidson: duas  Elektras, uma Road King e uma Fat Boy. À noite o casal Zé Maria e Imaculada foram assistir o espectáculo “O” do Cirque du Soleil no Cassino Bellagio. Os casais Jef /Maria Helena e Gera/Solange foram assistir ao show Ka também do Cirque du Soleil no cassino MGM. Os demais foram visitar os cassinos.

01/05/2006 – Saída de Las Vegas para Page/AZ

Distancia de 281 Milhas e Tempo de viagem de 5 hs
Hotel em Page: Quality Inn at Lake Powel,  287 N. Lake Powell Blvd – Page AZ – Phone: (928)645-8851

Zion Nationa Park

Zion National Park

O aniversário de 50 anos do Zé Maria era neste dia 1 de maio, portanto, logo pela manhã  no saguão do hotel Circus Circus foi saudado pelos integrantes do grupo com um “Parabéns para voce”.

Saímos rumo ao Zion National Park (http://www.zionnational-park.com ), um dos mais belos parques que visitamos nesta viagem.   No caminho para o Zion, na altura da cidade de Hurricane/UT, ocorreu um dos casos  mas exóticos da viagem e também, com o passar dos dias, um dos casos mais lembrados com muito humor!

Neste trecho quem estava guiando a Van era o Gera. O Zé Maria conduzia o grupo, pilotando a sua moto na frente por toda a viagem. Para isso, ele se preparou bem tendo memorizado o trajeto, estradas e cidades,  portanto conseguia viajar sem a necessidade de olhar os mapas.

De repente, no meio do deserto, ao olhar no retrovisor da moto não viu ninguém, nem as motos nem o carro de apoio. Parou a sua moto com a Imaculada na garupa, esperou um pouco e resolveu retornar para ver o que tinha acontecido. Ao avistar um emblema da Harley-Davidson em uma loja próxima da estrada, não teve dúvida, o pessoal havia ido na loja Harley sem avisá-lo, para comprar camisetas e souvenirs.

Ao chegar na loja, houve um grande bate-boca devido ao ocorrido. O Zé Maria insistindo que deveriam tê-lo avisado que iriam na loja e membros do grupo dizendo que não o fizeram porque  notaram que ele havia visto a saída das motos da estrada em direção à loja. Após o bate-boca o Zé Maria se recusou a continuar conduzindo o grupo, somente retornando quilômetros à frente, por insistência do grupo, pois a viagem não estava rendendo com as frequentes paradas para olhar os mapas!.

Lake Powell e a Wahweap Marina ao fundo

Lake Powell e a Wahweap Marina ao fundo

O Zé Maria concordou em reassumir a frente do comboio, mas o “climão” continuou até a chegada na cidade de Page…O pior de tudo (e que ninguém estava sabendo) é que havia uma festa de aniversário surpresa para o Zé Maria no hotel da cidade de Page, organizada secretamente pela Imaculada e encomendada pela Eliana e James, um casal de amigos de San Diego que se juntaria ao nosso grupo quando chegássemos em Kingman/AZ.  A Imaculada estava preocupada pelo fato do Zé Maria estar rompido com o grupo e à medida que nos aproximávamos da cidade de Page ela ía ficando mais preocupada.

Chegamos no Zion National Park e o  clima entre o Zé e o grupo melhorou um pouco. Na parada para o almoço em um restaurante típico muito agradável que nos serviu hamburguer de búfalo, o grupo já estava praticamente em sintonia novamente!

Quase chegando em Page, visitamos  a Wahweap Marina no Lake Powell, com a sua deslumbrante paisagem e o fabuloso contraste das montanhas do deserto com a água azul do famoso lago. O acesso até a Wahweap Marina é pago, pois a área é considerada um parque nacional americano. Optamos por comprar um ticket que valia para múltiplas entradas em  inúmeros parques americanos por uma período de um ano.

Zé maria e o Paul Morris

Zé maria e o Paul Morris

Na chegada do hotel em Page, ainda sem ninguém saber da festa surpresa que nos aguardava, todos fizeram  as pazes no estacionamento do hotel. Em seguida a Imaculada avisou da festa surpresa e fomos chamados pelo cantor Paul Morris que nos levou para o Pub do Hotel onde ficamos bebendo cerveja e whisky e cantando com o Paul a excelente música do seu repertório: rock e musica country americana de alta qualidade.

Após cantarmos “Happy Birthday to You” e  o Zé Maria soprar as 50 velas do bolo de aniversário,  saímos umas três horas mais tarde para outro hotel, pois ao olharmos os nossos vouchers vimos que na última hora havia sido feita  a mudança de hotel pela agencia de viagem. Fizemos de moto um percurso de alto risco por cerca de uma 6 quadras da cidade de Page, pois se fôssemos parados pela polícia teríamos sérios problemas por causa do álcool que havíamos ingerido na festa de  aniversário do Zé maria.

02/05/2006 – Saída de Page/AZ para Williams/AZ

Distancia de 193 Milhas e Tempo de viagem de 4:38 hs
Hotel em Williams: Quality Inn Mountain Ranch & Resort , 6701 E. Mountain Ranch Rd – Williams AZ – Phone: (928)635-2693)

Estrada de Page/AZ para o Grand Canyon

Estrada de Page/AZ para o Grand Canyon

Saímos cedo rumo ao Grand Canyon por uma belíssima estrada. Quem conduziu a Van neste trecho foi o Zé Maria. Paramos algumas vezes para tirar fotos em mirantes e comprar souvenirs dos índios Navajos que tinham barracas na beira da estrada.  Fizemos um pequeno desvio para visitar o belo Marble Canyon, formado pelo rio Colorado rasgando o solo rosa do deserto .

Foi quando percebemos que ninguém havia abastecido as motos na saída de Page…A quantidade de combustível nas motos era suficiente para andar poucos quilômetro, não sendo possível retornar para Page.

Perfilados na entrada do Grand Canyon National Park

Perfilados na entrada do Grand Canyon National Park

Sabíamos que no meio daquele deserto os postos de gasolina eram raríssimos, mesmo assim arriscamos continuando a ir na direção do Marble Canyon. Ao chegarmos lá, perguntamos para uns índios que tinham suas barracas montadas próximo ao estacionamento onde poderíamos encontrar um posto de gasolina e eles informaram que logo após a ponte, do outro lado do Canyon, existia um posto!  Ufa…sorte nossa aqueles índios estarem alí, pois nossos planos nâo era atravessar aquela ponte e sim retornar do Marble Canyon de volta rumo ao Grand Canyon.

 

 

Grupo com o Grand Canyon ao fundo

Grupo com o Grand Canyon ao fundo

Após colocarmos gasolina nas motos, comermos e bebermos no posto rumamos para o Grand Canyon National Park. Sem dúvida ao chegar fica-se impressionado com a grandeza  e beleza do Grand Canyon, é um parque que vale cada minuto da visita.  O ingresso para o parque custa US 12,00 por pessoa ou US 25 por veículo, como já tinhamos comprado um ticket anual no Lake Powel tivemos apenas que apresentar o ticket na entrada do parque.

Animados pela beleza da paisagem, pelo grande número de paradas dentro do parque e pelo fato de ser permitido pilotar moto sem capacetes no estado do Arizona, todos colocaram os capacetes dentro da Van e aproveitaram para curtir o vento e as belíssimas paisagens sem o desconforto dos capacetes.

No final do dia chegamos em William/AZ, onde tivemos o primeiro contato com uma placa de estrada da Rota 66. Jantamos em um excelente restaurante típico e fomos passear nas pequenas lojas de souvenirs da Rota 66.

03/05/2006 –Saída de Williams/AZ para Kingman/AZ

Distancia de 132 Milhas e Tempo de viagem de  3:00 hs
Hotel em Kingman: Best Western A Wayfare´s Inn and Suites, 2815 E Andy Devine Avenue – Kingman AZ

Loja Grand Canyon Harley-Davidson

Loja Grand Canyon Harley-Davidson

Saímos de William/AZ e fomos até a loja Grand Canyon Harley-Davidson para comprar souvenirs e camisetas, tirarmos fotos e fazermos filmagens. Rumamos em seguida pela Highway 40 até Seligman, uma vez que a Rota 66 não é transitável entre Willians e Seligman. A partir de Seligmamn passamos a curtir a autêntica paisagem da Rota 66, a qual deixaríamos somente em Barstow.

Passamos por inúmeros lugarejos até que pararmos em Hackberry, em uma loja e museu da Rota 66, a  Hackberry General Store. Esta lojinha é um “must stop place”  na Rota 66. Nela voce pode comprar inúmeras lembranças de qualidade da Rota 66, tais como canecas, cinzeiros, adesivos, isqueiros, bonés e camisetas, portanto não saia de Hackberry sem os seus souvenirs. Foi isso que fizemos!

Parada na Hackberry General Store

Parada na Hackberry General Store

Após as compras retornamos para a estrada, onde encontramos um forte vento e presenciamos uma cena muito inusitada: o vento forte fazia com que a vegetação solta e seca dos campos rolasse formando esferas de gravetos enormes que iam cruzando a estrada à nossa frente…de repende vimos a moto do Betão entrar literalmente dentro de uma destas esferas de gravetos, que por ser leve e seco desintegrou-se com o impacto ficando apenas o susto que levamos!

Chegamos em Kingman no final da tarde,  fomos até a loja da Harley-Davidson comprar camisetas e em seguida  tentamos ir ao Museu da Rota 66, mas o mesmo já se encontrava fechado. Neste ponto a casal de amigos Eliana e James, ela brasileira e ele americano que vivem em San Diego, se  juntaram ao grupo pilotando um conversível PT Cruiser branco.

04/05/2006 –Saída de Kingman/AZ para Barstow/CA

Distancia de 214 Milhas e Tempo de viagem de  5:12 hs
Hotel em Barstow: Best Western Desert Villa Inn, 1984 E Main Street – Barstow CA

Rota 66 entre Kingman e Oatman

Rota 66 entre Kingman e Oatman

No dia seguinte partimos para Barstow pela Rota 66, este não é o trajeto mais rápido mas com certeza é o mais charmoso, sendo sem dúvida uma das partes mais interessantes da famosa  Rota 66.  O visual é fantástico e o asfalto deve ter a idade da estrada!! Passamos por alguns grupos de moto, todas Harley-Davidson, inclusive por um grupo de brasileiros.

Quem dirigia a Van neste trecho era o Hélio, enquanto a Cris fez as excelentes tomadas de câmera durante o trajeto até Barstow.  Depois de alguns quilômetro num região de serra, paramos na cidade fantasma de Oatman (Ghostown). Esta é uma pequena cidade que se desenvolveu em torno de  minas de ouro e que após o esgotamento das minas teve adicionalmente que sobreviver à construção da Highway 40 que desviou completamente o tráfego de veículos da Rota 66, tornando assim a cidade decadente.

Show de Bang-bang em Oatman

Atualmente a cidade sobrevive com a fama de cidade fantasma, atraindo turistas para as suas lojas de souvenirs, restaurantes, bares e shows de bang-bang em pleno ar livre na única  rua do lugarejo.Oatman também é um ótimo lugar para comprar camisetas e souvenirs da Rota 66, elas são baratas e de boa qualidade, com uma variedade  de estampas  para todos gostos. Se voce não comprou os seus souvenirs em Hackberry, compre aqui pois voce não terá mais oportunidade de comprá-los em lugar com tanta variedade.

Saímos de Oatman e paramos para almoçar em Needles em um Fast Food, visto que estávamos com pressa para não chegarmos ao anoitecer em Barstow. Após o almoço rumamos pela Rota 66 para Amboy, um pequeno lugarejo com um famoso posto de gasolina da época áurea da Rota 66, que entretanto está  meio decadente com o desvio do tráfego para a Highway 40.

Parada no Bagdad Café na Rota 66

Parada no Bagdad Café na Rota 66

Mais para a frente, ainda na Rota 66, chegamos no Bagdad Café do famoso filme homônimo na pequena cidade de  Newberry Springs. Paramos para tomar refrigerantes e conhecer o lugar, que é dirigido por uma senhora bastante exótica e falante. Constatamos  a grande quantidade de visitantes que passam por ali ao vermos um mural com mensagens dos turistas.

Chegamos em Barstow no final da tarde e fomos para o hotel. Jantamos num restaurante recomendado pela Eliana e James. Ao voltarmos para o Hotel, fomos todos para a suite da Eliana e James tomarmos caipirinha com Jack Daniels que o James preparou e vermos na TV algumas das filmagens realizadas.

05/05/2006 – Saída de Barstow/CA para Las Vegas

Distancia de 160 Mihas e Tempo de viagem de 2:30 hs
Hotel Las Vegas: Circus Circus, 2880 Las Vegas Blvd – Las Vegas

Rota 66 próximo a Barstow

Rota 66 próximo a Barstow

Em Barstow saímos da Rota 66 e rumamos em direção a Las Vegas.  Aproveitamos e paramos em Calico, uma pequena cidade fantasma (Ghost Town) bastante explorada turísticamente. A cidade teve seu tempo de glória no final do século 19, com o esgotamento das minas de ouro a cidade ficou decadente. Atualmente vive do turismo dos viajantes que vão de Los Angeles para Las Vegas e param para visitar o lugar. Em Calico, como era bastante cedo e tudo estava fechado, conseguimos ter um clima bastante próximo de uma cidade fantasma!!

 

Cidade fantasma de Calico

Cidade fantasma de Calico

Continuamos viagem e chegamos na hora do almoço em Las Vegas a tempo de entregarmos as motos na Eaglerider e alugarmos mais uma Van para continuarmos a viagem rumo aos parques Sequóia e Yosemite passando por Los Angeles e San Francisco.  Almoçamos todos, inclusive a Eliana e o James, em um acochegante restaurante nas margens do canal do Cassino Venetian e no jantar o grupo se dispersou.

06/05/2006 – Saída de Las Vegas para Los Angeles (Hollywood)

Distancia de 290 Milhas e Tempo de viagem de 5:00 hs
Hotel Los Angeles: Best Western Hollywood Plazza Inn , 2011 N Hightland Avenue

No dia seguinte cedo, saímos nas duas Vans rumo a Los Angeles. Paramos em uma Loja Harley-Davidson em Lancaster para comprar camisetas e souvenirs, chegando em Los Angeles no final da tarde.

Entramos na cidade por Hollywood e fizemos um pequeno city tour percorrendo  toda a Sunset  Boulevard até o nosso hotel que ficava próximo ao Teatro Chinês e calçada da fama. Após descarregarmos as malas no hotel, saímos a pé para ver as atrações turísticas que ficavam próximas, além é claro, de visitar a loja Harley-Davidson de Hollywood que também ficava próxima.

Trajeto da segunda parte 2 da viagem

Trajeto da segunda parte 2 da viagem

07/05/2006  a  08/05/2006   Los Angeles/CA

Hotel Los Angeles: Best Western Hollywood Plazza Inn , 2011 N Hightland AvenueGalera na calçada da fama em Hollywood

No segundo dia, o casal Zé maria e Imaculada foi visitar  um casal de amigos em Irvine/CA enquanto parte do grupo foi fazer um city tour pela cidade e os demais foram visitar loja Harley-Davidson em Santa Mônica e conhecer o início da Rota 66.No último dia fomos até Malibu e no almoço comemos deliciosos frutos do mar num restaurante à beira mar. Na parte da tarde fomos até  Beverly Hills na Rodeo Drive tirar fotos e fazer filmagens.

09/05/2006 – Saída de Los Angeles/CA para Oakhust/CA

Distancia  de 383 Milhas e Tempo de viagem de 7:34 hs
Hotel em Oakhust Best Western Yosemite Gateway In, 40530 Highway 41 Oakhust/CA

Grupo com a Sequoia General Shermann ao fundo

Grupo com a Sequoia General Shermann ao fundo

No dia seguinte saímos cedo pois o trecho a ser percorrido era bastante longo. Rumamos para o Sequóia National Park, onde almoçamos na entrada do parque antes de subir até as Sequoias gigantes no topo do parque. Como era final de inverno, encontamos muita neve no topo da estrada do parque.

Visitamos algumas sequoias famosas, como a “General Sherman”,  o maior ser vivo da face da terra. Após inúmeras fotos e filmagens rumamos para a pequena cidade de Oakhurst, na entrada do parque Yosemite onde chegamos de noite ao hotel Best Western.

10/05/2006 – Saída de Oakhust/CA para San Francisco/CA

Distancia de 211 Milhas e Tempo de viagem de  4:13 hs
Hotel em San Francisco: Cathedral Hill Hotel, 1101 Van Ness Avenue – San Francisco/CA

Grupo no Yosemite National Park

Grupo no Yosemite National Park

Saímos cedo pela manhã para aproveitarmos o dia o máximo possível no parque Yosemite. O dia estava claro e o céu com um azul maravilhoso. Logo na entrada do parque paramos para ver algumas sequoias gigantes. Mais um pouco e chegamos ou espetacular Yosemite Valley com suas inúmeras cachoeiras gigantes formadas pelo degelo da neve das montanhas. Como estávamos bem na época do degelo, as cascatas estavam maravilhosamente cheias de água.

Paramos em todos os pontos cênicos para fotagrafias e fimagens. Na hora do almoço, paramos na Yosemite Village para comermos e compramos souvenirs do parque. Continuamos o nosso trajeto pelas cachoeiras do Yosemite Valley e no final da tarde rumamos para San Francisco.

Chegando em San Francisco no início da noite,  fomos para o hotel e jantamos em restaurante nas proximidades.

11/05/2006  a 13/05/2006  San Francisco/CA

Hotel em San Francisco: Cathedral Hill Hotel, 1101 Van Ness Avenue – San Francisco

Grupo com a Golden Gate ao fundo

Grupo com a Golden Gate ao fundo

No dia seguinte fomos visitar os pontos turísticos da cidade: o Fisherman´s Wharf, o Pier 39 e a Lombard Street. No dia seguinte fizemos um city tour nos pontos turísticos mais distantes, fomos até a ponte Golden Gate, ao Goldem Gate Park , ao  Jardim Japonês e ao Alamo Square. No Alamo Square fica a parte da Rua Steiner onde é possível tirar fotos com o fundo do cartão postal de San Francisco formado pelas belas casas em estilo vitoriano emolduradas com o famoso skyline formado pelos prédios de San Francisco downtown.

No ultimo dia livre em San Francisco fizemos uma tour um pouco mais longa, fomos ao Napa Valley visitar as famosas vinículas e  degustar os excelentes vinhos da região. Fomos ciceroneados por amigos do casal Jef e Maria Helena. Aproveitamos e fomos em duas lojas Harley-Davidson da região comprar camisetas e souvenirs.

No jantar voltamos ao Pier 39, onde fizemos as últimas compras, tiramos fotos, fizemos filmagens e jantamos num aconchegante restaurante com vista para a baía.

14/05/2006 – Saída de San Francisco para São Paulo/Brasil

San Francisco/Atlanta: 10:00am / 17:25pm
Atlanta/Guarulhos: 19:45pm / 6:05am

No último dia saímos cedo para devolvermos as duas Vans no aeroporto e embarcarmos para o Brasil. Chegava ao fim nossa maravilhosa aventura!  Com certeza os momentos que passamos nesta viagem ficarão marcados para sempre em nossas memórias.

Veja mais em nosso eBook da viagem!

__________________________________________________________________________________________
Texto: José Maria
Imagens: Integrantes da Viagem
Viagem ao EUA pela Rota 66, em Maio  de 2006, feita por integrantes do HOG Campinas

IX National HOG Rally Buzios – Abril 2006

O evento foi realizado no Hotel Atlântico, onde se concentraram todas atividades como o receptivo, atividades do rally de regularidade, cocktail com desfile Motorclothes, show do Capital Inicial  e Festa de Premiação do Rally. Nos intervalos das atividades os particpantes aproveitavam o magnífico complexo aquático do Hotel Atlântico para tomar cerveja gelada e colocar a conversa em dia.

A foto oficial foi em um mirante com uma vista privilegiada das praias da região, para onde todos foram com suas motocicletas desfilando pelas principais vias da cidade.

 

Foto Oficial no Mirante

Armação de Búzios fica numa península com oito quilômetros de extensão e 23 praias. Entre as principais praias, destacam-se Geribá, João Fernandes, Ferradura, Ferradurinha, Armação, Manguinhos, Tartaruga, Ossos, Tucuns, Brava, etc. A exploração turística e a ocupação imobiliária do local tiveram início após a fama internacional dada a Búzios pela atriz francesa Brigitte Bardot, que visitou a vila de pescadores em 1964. Hoje, a cidade é muito visitada por turistas do mundo inteiro e alguns a chamam de Saint-Tropez brasileira.

No final do século XIX e início do século XX, Búzios começou a receber imigrantes portugueses que se uniram ao grupo de pescadores locais, ensinando-lhes novas técnicas de pesca. Nesta época foi criada a Armação dos peixes de Búzios que consistia numa estrutura para capturar peixes, ocasionando então o nome do balneário: Armação dos Búzios. A origem do turismo em Búzios remete aos anos de 1940/1950, quando a cidade se resumia a um pequeno vilarejo de pescadores. Começou a ser apreciada por representantes das elites carioca e paulista, que fizeram surgir as primeiras casas nas praias de Manguinhos e no atual Centro (praias do Canto e Armação).

Esses visitantes recebiam em suas casas amigos ilustres, incluindo políticos e artistas, muitos deles estrangeiros. Com isso, a fama da cidade foi crescendo entre pessoas de alta classe socio-conômica e de diversos países. Foi assim que a localidade recebeu em 1964 a mais cobiçada atriz de cinema da época, a francesa Brigitte Bardot. Na época toda a imprensa mundial direcionou a atenção para a isolada vila de pescadores, acompanhando todos os passos da atriz através de um informante lá instalado. O impacto foi tamanho que até hoje existem referências à celebridade em qualquer ponto da cidade, na divulgação turística e na vida local.

Os participantes do evento aproveitaram os intervalos entre as atividades programadas para conhecerem os atrativos do lugar:

  • Passeios de Escuna – visitando as principais praias da península
    Orla Bardot, 350 Tel. (22)26234733
  • Ola Bardot – margeia toda a praia da Armação, com belas lojas, restaurante e uma belíssima paisagem do por do sol ao entardecer.
  • Rua das Pedras – a mais tradicional centro de lazer e de gastronomia de Búzios
  • Praia João Fernandes – para quem curte conforto na praia, é o lugar ideal. Cercada de restaurantes permite a degustação de pratos típicos e bebidas variadas.
  • Praia Brava – o nome veio da força de suas ondas, por isso atrai surfistas e tem um ar jovem e colorido dos esportes aquáticos.
  • Praia de Geribá – é um dos pontos mais badalados da península, reúne a moçada bonita nos ínúmeros bares e restaurantes.
  • Praia da Ferradura – em formato de ferradura é a praia que mais oferece opções para esportes náuticos. Nela é possível alugar caiaques, pranchas de windsuf, pedalinho, banana boat e jet ski.

Búzios é famosa pelas inúmeras opções gastronômicas, portanto os participantes não tiveram dificuldades para escolher restaurantes:

  • Restaurante Fishbone – especialidades em frutos do mar. Fica à beira mar na Praia de Geribá
  • Recanto do Sol – especialidades em sabores do Mar. Fica à beira da praia João Fernandes.
  • Bar dos Pescadores – especialidades em Frutos do Mar. Fica na Av. J. Bento Ribeiro, 1300 – Manguinhos
  • Chez Michou – tradicionais crepes Salgados e Doces. Fica na Rua das Pedras e é muito movimentado.

_____________________________________________________________________________
Texto: José Maria

Check List para Viagem de Moto aos EUA

O que se deve levar em uma viagem de moto é uma decisão muito pessoal, dependendo do destino, da distância a ser percorrida, do número de dias e da necessidade particular de cada piloto,  principalmente quanto ao frio. No caso de viagem internacional para os EUA, alguns cuidados adicionais são necessários. 

De qualquer forma, em qualquer lugar que se vá viajar de moto, nunca pegue a estrada sem o equipamento de pilotagem adequado, mesmo que a viagem seja curta. Ande sempre de capacete, de preferencia fechado e com viseira, botas,  jaqueta e calça de couro ou  de outro material resistente e luvas. Não esqueça também do agasalho para chuva. 

Abaixo um Check list que utilizamos em nossa viagem aos EUA para as coisas a serem providenciadas e levadas, por cada casal, em viagens de motocicleta aos Estados Unidos:  

Documentos:    

  • Passaportes válidos com visto para entrada nos EUA (se estiver em passaporte vencido, é necessário que os dois passaportes sejam levados na viagem).
  • Carteira de motorista (para os que irão dirigir e/ou pilotar nos EUA)
  • Vouchers: da passagem de avião, dos carros alugados, das Motos, dos Hotéis, do Seguro-Saúde e eventuais Tickets para Shows comprados no Brasil
 Cartões de Crédito/Dinheiro:  
  • Cash em R$ : Quantidade em reais para a viagem até o aeroporto no Brasil para a ida e volta (táxi, ônibus, despesas/lanches no aeroporto, etc.).
  • Cartão de Crédito: Se cada um dos casais tiver cartão de crédito (internacional), devem ser levados ambos, pois facilita compras e é uma precaução contra  possível perda ou dano em tarja magnética dos cartões. Se possível leve mais de um Cartão de Crédito (Ex. VISA, MASTER, etc.), pois os estabelecimentos podem não aceitar todos os cartões de crédito.
  • Traveler Check/Cash: Levar em traveler check ou cash pelo menos o valor correspondente a US$100,00 por dia para pequenos gastos de alimentação e gasolina.

Maquina Fotográfica / MP3 / Celular/ GPS 

  • Levar GPS com mapa dos EUA carregado e o carregador.
  • Máquina fotográfica, cartão de memória  e Carregador (ou baterias). 
  • Tripé e Mini-tripé para máquina fotográfica
  • MP3 com músicas carregadas e carregador (ou baterias)
  • Caso leve celular, lembrar de contatar previamente a operadora (TIM, Vivo, etc.) para habilitar o mesmo para os EUA no periodo da viagem.
  • Levar cabo ou transmissor de FM para o iPOD  de forma a poder utilizá-lo na moto Elektra ou no carro de apoio.
  • Levar CDs MP3 de música (para Elektra e carro).
  • Levar adaptador de tomada elétrica EUA<-> Brasil

Registro em Vídeo da Viagem  

Vale a pena fazer registro de vídeo da viagem. É prático e barato ter um DVD com os momentos especiais da viagem registrados. Portanto, não economise e preveja levar pelo menos 2 cameras de vídeo. Evite fimagens utilizando máquinas fotográficas, a qualidade não é boa!    

Tenha em mente, que na edição final do material as perguntas “Quem?”, “Onde?”,  “O que?”, “Quando?” e “Como?”  terão que ser respondidas para as pessoas que estiverem assistindo o DVD. Portanto, voce tem que prever algumas filmagens extras, no momento da filmagem meio sem sentido, mas que irão ajudar a responder estas perguntas na edição final do DVD.  

Portanto, planeje suas filmagens, se possível por escrito. Para possibilitar responder as perguntas acima, lembre sempre de filmar detalhes como placas de entradas de parques, filmar placas com nomes de restaurantes visitados e  hoteis, placas indicativas nas estradas, etc. Filme as pessoas entrando em hoteis, lojas e atrações. Se possível faça a fimagens em diversas tomadas, por exemplo: pessoas entrando em um hotel numa tomada externa e numa tomada interna, se possível filme alguém se registrando no hotel, etc.   

Grave depoimentos das pessoas nos momentos mais interessantes da viagem. Faça tomadas fixas com a camera em tripé de 30 a 60 segundos mostrando um fundo interessante para, eventualmente vir a ser utilizado como fundo para uma entrevista ou depoimento de um dos participantes da viagem. Caso isso seja necessário mais tarde, grave o depoimento com fundo verde/azul e na edição funda as duas filmagens utilizando croma-key. Vai dar a impressão que a pessoa del aquele depoimento naquele lugar onde foi gravado o fundo.  

Roupas/Proteção  

  • Óculos Escuros
  • Óculos de Grau reserva (para quem utiliza óculos de grau)
  • Bloqueador solar
  • Protetor labial
  • Bonés
  • Jaqueta de couro
  • Roupa para Chuva
  • Calça de couro
  • Botas
  • Luvas
  • Minhocões ou Segunda Pele (proteção do frio)
  • Cachicol (proteção do frio)
  • Capus/Bala Clava (proteção do rosco quanto a frio e vento/poeira)
  • Capacetes
  • Bandeira do Brasil pequena para colocar na Moto

Ferramentas    

  • Alicate Multi-uso (pelo menos um dos casais!)
  • Fita colante/adesiva  (pelo menos um dos casais!)
  • Arame (pelo menos um dos casais!)
  • Elástico Aranha (opcional)

Higiene pessoal  

  • Cortador de unha
  • Escova de dente
  • Pente/Escova
  • Fio Dental (pode ser comprado nos EUA)
  • Desodorante (pode ser comprado nos EUA)
  • Pasta de dente (pode ser comprado nos EUA)
  • Sabonete (pode ser comprado nos EUA)
  • Shampoo (pode ser comprado nos EUA)
  • Creme hidratante (pode ser comprado nos EUA)
  • Cotonete (pode ser comprado nos EUA)
  • Lenço de papel (pode ser comprado nos EUA)

Remédios  

  • IMPORTANTE: levar remédios de uso contínuo em quantidade suficiente para o período da viagem
  • Outros remédios que estejam acostumados (lembrar que compra de remédio nos EUA poder ser complicada devido aos nomes poderem ser diferentes e possível necessidade de receita médica), tais como aspirina, sorine, anti-inflamatório, etc.

Roupas  

  • Conjunto de roupa mais social para Shows (Las Vegas) ou restaurantes mais formais.
  • Camisetas (lembrar que você vai comprar um monte de camisetas nos EUA que poderão ser utilizadas durante a viagem)!
  • Calças jeans
  • Tenis
  • Casaco leve
  • Roupa para piscina
  • Roupas íntimas
  • Meia especial para dias frios (se a viagem for em lugres altos ou no inverno).
Bagagem
Cada passageiro de vôo internacional tem o limite de 2 malas para despachar no check-in, cada uma com no máximo 32kg e dimensões altura+largura+comprimento de 157cm. Verificar os limites para vôos internos nos EUA.
  • Cada passageiro tem o limite de 2 malas de mão (18kg cada)  para carregar consigo no interior do avião, as dimensões máximas altura+largura+comprimento deve ser de 114cm.
  • Colocar em cada mala a plaqueta de identificação (fornecida pela Agencia de Vaigem) preenchida com o nome e endereço no Brasil, legíveis e completos!!
  • Colocar cadeados nas malas (caso as mesmas já não os tenha!)
  • Levar COM VOCE em lugar seguro (bolsos /bolsas/pochete) o Passaporte, os Cartões de Crédito e os traveler checks e/ou dólares!!
  • Levar na bagagem de mão itens que, em hipótese alguma podem ser perdidos (lembrar que é comum bagagem despachada no check-in ser extraviada), tais como: passagens, vouchers, travelers, dólares, máquina fotográfica, cartões de memória, carregador da bateria da máquina fotográfica, remédios de uso contínuo, etc.

Restrições na Bagagem    

Segundo novas Regras Internacionais para Bagagem de Mão, o transporte de substâncias líquidas, incluindo gel, pasta, creme, aerosol e similares, em vôos internacionais, inclusive em seus textos domésticos ou que utilizem o salão de Embarque destinados a vôos internacionais, estarão sujeitos às seguintes condições:  

  • Todos os líquidos devem estar em frascos individuais com capacidade de até 100ml;
  • Todos os frascos devem estar acondicionados em uma embalagem plástica transparente, vedada, com capacidade máxima de 1 litro ou até 20cm x 20cm, que deve ser apresentada durante a inspeção de embarque;
  • Medicamentos que precise ser consumidos durante o vôo, deverão estar acompanhados de receitas médicas;
  • Alimentos de bebês ou líquidos de dietas especiais serem consumidos durante o vôo, devem ser apresentados durante a inspeção de bagagem;
  • Líquidos adquiridos em “free shops” podem exceder os limites acima, desde que dispostos em embalagens plásticas seladas e com o recibo de compra com a data de início do vôo. Esta medida não garante a aceitação da embalagem em outros paísess.
Diversos
  • Mapa rodoviário dos EUA (Atenção: levar um mapa em cada moto e na VAN de apoio.
  • Plano de Viagem com os endereços e telefones dos Hotéis (Atenção: levar um em cada moto e na VAN de apoio)
  • Lista impressa de acessórios Harley desejados com código (part number), isso pode nos economizar tempo nas lojas HD nos EUA (se possível enviar antecipadamente a lista por e-mail para a Loja HD nos EUA).
  • Comprar Phone-card nos UA somente da ATT.
  • Em Lãs Vegas preferir Hotel bem localizad, não vale a pena ficar em Hotel longe das atrações (Veneion, Bellagio, etc.).
  • Deixar Buffer de 1 dia na cidade de chegada nos EUA para comportar alterações de plano de viagem por problemas de vôo do Brasil.
  •  Tamanho ideal do grupo: 5 casais + 4 motos + 1 VAN (um grupo maior exige Van muito grande, ou até micro-ônibus, um grupo menor fica com muito pouvc moto!!)
  • Comprar Tickets anuais para parques.
__________________________________________________________
Texto: José Maria

VIII National HOG Rallye Campos do Jordão – Novembro 2005

O Hotel Oficial do VIII National HOG Rally Campos do Jordão foi o elegante Hotel Serra da Estrela, onde todas as atividades foram concentradas:  receptivo, atividades de suporte do Rally de Regularidade, Hospitality Center, Espaço Kids, Cocktail, desfile Motorclothes, Show com música eletrônica e Jantar com Festa de Premiação do Rally. Uma grande parte dos integrantes do HOG Campinas ficaram hospedados no Hotel Serra da Estrela.

O Rally de Regularidade teve a partida das motos em frente do Baden Baden e a chegada foi no Haras Tarundu, onde estava previsto um almoço festivo com Leilão Beneficente.

A foto oficial foi no Auditório Cláudio Santoro, após um grande desfile das motos pelas principais ruas da Vila Capivari, Vila Abernéssia e Vila Jaguaribe.

Foto Oficial do VIII HOG Rally de Campos do Jordão

 ______________________________________________________________________________Texto: José Maria

 

O paraíso de Fernando de Noronha!

Praia da Conceição

Desta vez, eu e a Imaculada decidimos não participar do HOG Rally de Florianópolis e fomos curtir o feriado de primeiro de maio (meu níver!) no arquipélago de Fernando de Noronha… O arquipélago pertence ao estado de Pernambuco, sendo formado por 21 ilhas com uma área de 26 km². A ilha principal tem 17 km² e fica a 545 km do Recife e a 360 km de Natal. Em 1988, cerca de 8 km² da área total do arquipélago foi declarada Parque Nacional possibilitando a proteção da fauna e flora existentes, incluindo os golfinhos rotadores e tartarugas marinhas.

A Vila dos Remédios, que fica no centro geográfica da ilha principal do arquipélago, é o único núcleo de povoamento com apenas 2100 habitantes. No povoado  existem inúmeras pequenas pousadas familiares, lojas de artesanato e restaurantes. A maioria das ruas de Noronha é de terra, existindo somente uma estrada com 7 quilômetros de extensão (BR-363) que liga o porto ao norte da ilha à Baía do Sueste.

Fernando de NoronhaAntes de se tornar um paraíso para o turismo nos dias atuais, o arquipélago abrigou um presídio que funcionou de 1737 a 1942, sendo que a partir de 1938 abrigou presos políticos do Estado Novo.

Fomos para Fernando de Noronha  utilizando milhagens na parte aérea e, portanto, não contratamos  pacote de turismo de uma operadora.  Tivemos portanto que fazer as reservas de vôo,  hotel, pagar as taxas de turismo, pagar o translado na chegada e na saída ilha. Reservamos 5 dias para conhecermos os inúmeros atrativos naturais do arquipélago, acreditamos que este número de dias seja ideal!

Pousada Solar dos Ventos com Baía de Sueste ao fundo

A vantagem de nós mesmos termos feito as reservas é que pudemos escolher uma belíssima pousada na baía de Sueste (Pousada Solar dos Ventos) ao invés de ficar nas pequenas pousadas familiares onde normalmente as operadoras de turismo acomodam seus clientes. Uma pousada familiar é um estabelecimento que funciona de forma agregada a uma residência de um morador da ilha com poucos quartos e que a própria família toma conta dos serviços. Geralmente essas pousadas são simples,  mas o serviço é atencioso e são muito limpas.

Como dica, é muito importante você  ficar em uma pousada “bem localizada”, onde bem localizada deve ser entendido como uma pousada que tem naturalmente uma bela vista e uma localização privilegiada  próximo de alguma bela praia…Por incrível que pareça não existem muitas opções de pousadas deste tipo em Fernando de Noronha! A maioria das pequenas pousadas familiares  ficam na Vila dos Remédios que fica  localizado no meio da ilha, portanto sem grandes possibilidades de vista para belas praias.

Mirante com a Baía dos Porcos ao fundo

A Bahia de Sueste possui muito poucas pousadas, todas charmosas e muito confortáveis. Nós ficamos hospedados ao lado da famosa Pousada Maravilha,  em um aconchegante chalé da  pousada Solar do Ventos com uma vista cinematográfica da Baía do Sueste.

Uma outra dica é alugar um Bugre para você ter liberdade de locomoção na ilha. O valor da diária gira em torno de R$150,00 reais. Com a liberdade de um Bugre, pudemos  acordar cedo  e ir ver os golfinhos rotadores e a desova das tartarugas marinhas curtindo o nascer do sol nas praias da parte leste da ilha e no final da tarde fomos para inúmeras praias da parte oeste da ilha  para curtir o maravilhoso e romântico pôr do sol…

Existem inúmeras opções de  trilhas e caminhadas em Fernando de Noronha, algumas feito no interior do parque devem ser feitas com  orientação e fiscalização do IBAMA. Preferimos não fazer todas as caminhadas abaixo, optando por ir de Bugre até as praias e completar o passeio com pequenas incursões nas trilhas adjacentes às praias:

  • Caminhada Praia da Conceição ao  Mirante dos Golfinhos: longa trilha com inicio na Praia do Cachorro, cruzando as praias do Meio, Conceição, Boldró, Americano, do Bode e Cacimba do Padre, Baía dos Porcos e, finalmente, através de uma bela trilha até a enseada da praia do Sancho onde tem um mirante para observação de Golfinhos.
  • Caminhada Mirante dos Golfinhos até a Praia Cacimba do Padre: a partir da BR-363, por uma pequena trilha, chega-se  ao Mirante dos Golfinhos de onde seguindo por uma trilha de fácil percurso, chega-se ao famoso mirante da Baía dos Porcos, o mais famoso cartão postal de Fernando de Noronha.
  • Caminhada para a Praia do Leão e Praia do Sueste: trilha de fácil acesso até a  Praia do Leão, onde em determinadas épocas do ano ocorre a desova das tartarugas marinhas. Continuando a trilha, chega-se ao mirante da Ponta das Caracas e finalmente à  belíssima  Baía do Sueste.
  • Caminhada Histórica:  pela Vila dos Remédios incluindo as ruínas do antigo presídio e Igreja de Nossa Sra dos Remédios e passando por 3 belas praias.

Baía do Sancho

Além de visitar as diversas praias de Bugre fizemos passeio de barco organizado por empresa local até várias praias, incluindo  a  Baía dos Porcos. É muito importante  que você também por trilha até o mirante na baía do Sancho para tirar a foto no ângulo mais famoso da baia dos Porcos com as duas pequenas ilhas “Dois Irmãos”, que é o cartão postal mais conhecido de Fernnado de Noronha.

Baía dos Porcos e os morros Dois Irmãos

Como  programa noturno  procure jantar cada dia em um restaurante diferente. Outro programa noturno  é assistir as excelentes palestras na sede do IBAMA, sede do Projeto Tamar, onde se pode comprar belas camisetas ao mesmo tempo que se ajuda a preservação das tartarugas. Logo após a palestra do IBAMA uma opção é um agito num forró no Bar do Cachorro.
______________________________________________________________________________
Texto: José Maria

III International HOG Rally Florianópolis – Abril 2005

O III International HOG Rally Florianópolis foi realizado no sofisticado Resort Costão do Santinho, onde foram concentradas todas as atividades do evento: receptivo, suporte ao Rally de Regularidade, Hospitality Center, Espaço Kids, Cocktail, Show Anos 60 com Cover do Elvis Presley e Jantar com Festa de Premiação do Rally.

Os participantes do Rally de Regularidade,  enquanto competiam, puderam passear com suas Harleys pelas belas estradas da ilha.  Os organizadores do evento  programaram também um passeio de moto até Balneário Camboriú. A foto oficial foi descontraída, com todos nas areias da praia em frente ao Resort Costão do Santinho.

Foto Oficial do HOG Rally de Florianópolis Abril 2005

______________________________________________________________________________
Texto: José Maria

VII National HOG Rallye Angra dos Reis – Dezembro 2004

O VII National HOG Rally Angra dos Reis foi realizado no sofisticado Resort Blue Tree Park, onde foram concentradas todas as atividades do evento: receptivo, Hospitality Center, Espaço Kids, Passeio de Escuna pela baía de Angra, Cocktail, Show com Festa à Fantasia e Jantar com Festa de Homenagem aos HOG Chapters. Embora o tempo estivesse chuvoso, os participantes aproveitaram a magnífica infraetrutura  do Resort além de tomarem muito chopp gelado e colocarem a conversa em dia.

O Passeio de escuna foi feito com um sol maravilhoso pelas inúmeras ilhas da baía de Angra dos Reis. A Foto Oficial foi feita internamente ao Resort Blue Tree Park.

Foto Oficial do VII HOG Rally de Angra dos Reis Novembro 2004

______________________________________________________________________________
Texto: José Maria