Egito: Muito além das Pirâmides

Pirâmides de Gize

PlanejamentoDicasCairoAbu Simbel Rio NiloLuxor

Neste artigo damos dicas para viagem ao Egito. Já visitamos o Egito há 33 anos atrás (ver post)! Na época morávamos na Alemanha e fomos ao Egito junto com um grupo de turistas alemães de cerca de 30 pessoas. Decidimos refazer praticamente o mesmo trajeto, desta vez incluindo Abu Simbel que ficou fora da nossa primeira viagem.

Outra importante alteração nesta nossa nova viagem foi fazer o trajeto de Assuan para Luxor em um cruzeiro de navio pelo Rio Nilo ao invés de avião. Há 33 anos atrás haviam poucos barcos no Nilo e os que existiam não ofereciam o conforto adequado aos turistas e os que mais confortáveis  eram muito caros. Com isso os cruzeiros pelo rio Nilo no trecho Assuan-Luxor não eram tão populares como agora que conta com mais de 300 barcos com diversos níveis de conforto para os turistas.

Adquirimos o pacote da empresa CVC que incluía o Cairo, Abu Simbel, Assuan e Luxor em um passeio de 10 dias com previsão de 6 dias de navegação em dois navios pelo Lago Nasser (Abu Simbel a Assuan) e pelo Rio Nilo em outro navio de Assuan a Luxor.

Além dos 10 dias do pacote da CVC, reservamos um dia livre adicional no Cairo, pois queríamos fazer uma visita às Pirâmides de forma exclusiva para fazer fotografias onde contaríamos com um Guia especialmente contratado para este fim. Esta foi uma das coisas mais acertadas que fizemos na viagem!

Guia Exclusivo!

Esperávamos ter um grupo de pessoas junto com a gente na viagem, visto que compramos um pacote turístico padrão comercializado pela CVC para todo o Brasil… Entretanto, para a nossa surpresa e sorte, fizemos toda a viagem de 10 dias no Egito somente nós 2 com um Guia que falava português! Desta forma, tivemos Guia exclusivo para nos levar para os passeios, templos, museus, etc. Como o Guia era exclusivo, pudemos solicitar mais ajuda dele para fazer nossas fotos, nos ajudar a fazer turbantes, ajudar com os equipamentos fotográficos, etc… Realmente tivemos muuuuuuita sorte em estarmos somente nós no Pacote Turístico da CVC!

Nossa viagem para revisitar o Egito foi maravilhosa e valeu todo o nosso esforço de planejamento e preparação para a viagem!  Neste artigo e nos próximos colocamos uma lista de dicas de viagem que esperamos sejam úteis para você que planeja sua própria viagem ao Egito.

É claro que todas as dicas de viagem ao Egito são baseadas apenas em nossa percepção e estão contaminadas com os nossos objetivos de viagem e com um forte foco em fazer fotografias.

Quando visitar o Egito?

Visitamos o Egito no final de abril / início de maio e achamos que foi uma escolha acertada pois, como este período coincide com a baixa temporada, os preços estavam mais baixos e tudo estava mais tranqüilo sem muitos turistas e ideal para fazer fotografias nos templos e monumento sem o incômodo de ter que desviar de outros turistas! 

Não recomendamos viagem ao Egito nos meses de verão (Junho a setembro) pois a temperatura é insuportável,  podendo passar dos 50 graus centígrados.

A temperatura estava muito boa em todo o trajeto principalmente na parte da manhã! No período da tarde, em Luxor, a temperatura chegou a 43 graus! Uma outra vantagem de fazer a viagem em abril/maio ao invés de fazer na alta temporada Novembro/Janeiro é ter os dias mais longos… Em janeiro o sol nasce às 8 hs e se põe às 17 hs.

Como chegar ao Egito?

O  aeroporto internacional do Cairo será o seu destino de entrada no Egito.  Como não existem vôos diretos do Brasil para o Cairo, sugerimos que você faça uma escala em uma cidade de seu interesse que tenha vôos diretos de/para o Brasil e Cairo. Desta forma você poderá dividir a cansativa viagem Brasil/Cairo que pode levar mais de 24 horas caso seja feita da forma non-stop (sem escalas!). Nós fizemos uma escala em Paris (2 dias) na ida e em Lisboa (4 dias) na volta para o Brasil.

Visto para o Egito

Os brasileiros necessitam de visto para entrar no Egito. Você pode obter o visto pela internet ou você pode obter o visto na chegada no aeroporto ao preço de US$25,00. No nosso caso o visto já estava incluído no pacote de viagem da CVC e o Guia que nos recepcionou em nossa chegada no aeroporto do Cairo já estava com tudo OK!

Ficamos hospedados no Hotel Hollyday Inn Citystars que fica integrado ao Shopping Center CityStars,  um dos melhores shopping Centers do Cairo.

Chip Pré-pago para Celular

Atenção, esta é uma das mais importantes dicas de viagem ao Egito que daremos neste artigo… Antes de você sair do aeroporto do Cairo é importante trocar cerca de US$100,00 por moeda local (libra egípcia) e comprar  um chip pré-pago para o seu celular celular (o nome é SIM Card). No aeroporto você encontrará os estandes de três provedores de telefonia móvel: Vodafone, Etisalat e Orange. Nós compramos por cerca de US$10,00 (LE$200,00) um chip de 10 GB da Vodafone.

Todo o procedimento levou menos de 10 minutos e somente precisei de fornecer o meu passaporte. Eu solicitei inclusive que eles instalassem o chip no meu aparelho celular e saí do aeroporto com o meu celular funcionando no Egito!

O celular funcionou em 4G praticamente em todos os lugares que fomos no Egito.  Apenas em um trecho inóspito, durante o cruzeiro de barco pelo lago Nasser, ficamos sem sinal.  Segundo nos informaram na região não existia sinal de nenhuma das operadoras de celular que operam no Egito.

Idioma no Egito

A língua oficial no Egito é árabe, mas muitas pessoas nos lugares turísticos falam inglês básico, o suficiente para se comunicar. Caso você tenha comprado um pacote turístico não precisa se preocupar pois terá um Guia falando português/espanhol durante todo o passeio pelo Egito.

Caso você não tenha um pacote turístico e não tenha contratado Guias para os seus passeios no Egito,  é recomendável baixar para o seu celular aplicativo que possa ajudá-lo com o idioma local.

O que visitar no Egito?

Mesmo que você goste de praias (o que não é o nosso caso!), a nossa opinião é que não vale a pena fazer turismo nas praias egípcias do mar vermelho (Hurghada, Sharm el Sheikh, Dahab ou Marsa).  As empresas de turismo oferecem nos pacotes visita às praias egípcias do mar vermelho seguindo um hábito europeu… Como as praias na Europa não são lá grande coisa e na alta temporada egípcia o frio nos países europeus é de rachar, nada melhor do que fazer turismo nas praias egípcias curtir um sol numa temperatura agradável de trinta e poucos graus…

No caso de nós brasileiros, temos sol o ano inteiro e praias maravilhosas com infra-estrutura de dar inveja às praias egípcias e, portanto,  não precisamos viajar tão longe para irmos à belas praias.  A nossa dica é não incluir praias em seu planejamento de viagem ao Egito… Mas se você adoooora praias, sugerimos incluir na ida ou na volta do Cairo uma escala na Grécia visitando as ilhas gregas!

Portanto, sugerimos que a sua viagem ao Egito seja focada  em visitas a museus, templos e monumentos do Cairo, Abu Simbel, Assuan e Luxor que podem ser visitadas tranquilamente em uma viagem de 10 dias.

Quantos dias para visitar o Egito?

Você vai precisar de pelo menos 2 dias para visitar as atrações mais populares no Cairo que são as Pirâmides de Gizé, o Museu Egípcio, a  Cidadela de Saladino e a região de Sakara.

Você vai necessitar de mais 6 a 8 dias para visitar Abu Simbel, Assuan e Luxor. Em Luxor, além do Vale dos Reis você deve visitar os templos de Luxor, Karnak e Hatshepsut. Em Assuan você deve visitar a Barragem Alta, o Templo de Philae, o Obelisco  Inacabado, fazer um passeio em pequenos barcos a vela no rio Nilo chamados de Felucas.  Uma outra visita obrigatória, é o  maravilhoso Templo de Abu Simbel na cidade de mesmo nome. 

Considere fazer o trajeto entre Abu Simbel-Assuan-Luxor  em cruzeiros de navio pelo Lago Nasser e Rio Nilo, com certeza será a forma mais confortável e cênica de viajar… foi uma das experiências mais emocionantes que tivemos em nossas viagens internacionais até hoje!!

Pirâmides: passeio mais importante!

A visita às grandes Pirâmides é o ponto alto da visita ao Egito e nós fomos duas vezes lá… uma vez com um Guia exclusivo contratado para fazermos fotografias nas Pirâmides e no outro dia com o Guia da CVC que também foi exclusivo visto que estávamos apenas eu e minha esposa no passeio.

Você também pode ir nas Pirâmides  sozinho, sem a ajuda de Guias, e não é nada difícil. Basta pegar o Uber para as Pirâmides descendo diretamente em frente à entrada principal, comprar o ingresso, passar pela segurança,  entrar e explorar a área que é muuuuuito grande.  A vantagem de contratar um Guia é que ele entra com o carro dele e leva você de carro nos diversos pontos de interesse que ficam bem distantes um do outro e, obviamente, poderá ajudá-lo nas fotos e nas negociações com donos de camelos para você poder fazer fotos com os animais.

Dentro da área das Pirâmides você deve ficar preparado para o assédio constante de interessados em ser o seu Guia, alugar um camelo/cavalo, vender lembranças ou tentar ajudá-lo em troca de gorgeta. Seja firme e assertivo caso contrário não conseguirá andar na parte mais lotada perto das Pirâmides. Fique atendo com o seu ticket e tenha certeza que a pessoa que você está entregando realmente é a pessoa autorizada em receber tickets… o local de entrada é um pouco confuso e cheio de espertinhos!

Deslocamentos no Egito

Nós usamos avião e navio em nossos deslocamentos no Egito! Todos os bilhetes/vouchers nos foram entregues previamente pela CVC no Brasil e pelo Guia que nos recebeu na chegada ao aeroporto do Cairo. Nossos deslocamentos foram os seguintes:

  • Cairo – Abu Simbel (conexão em Assuan): vôo da Egyptair
  • Abu-Simbel – Assuan: cruzeiro de 3 dias pelo lago Nasser no navio Omar El Khayam visitando diversos templos.
  •  Assuan – Luxor: cruzeiro de 3 dias pelo Rio Nilo no navio Alyssa visitando os templos de Kom Ombo e Edfu.
  • Luxor – Cairo: vôo da Egyptair

Caso você prefira viajar de trem nos trechos acima, os bilhetes para a rota Cairo-Luxor-Aswan podem ser adquiridos de forma online duas semanas antes da data da partida. Você deve se registrar no site da Egyptian Railways para poder reservar os trens. Os bilhetes serão enviados para o seu e-mail ou poderá ser baixados do site sempre que necessitar, com o número da reserva.

 Segurança no Egito

Com certeza, o Egito não é um destino completamente seguro… mas a violência que estamos acostumados nas ruas do Brasil praticamente não existe no Egito. O risco que existe no Egito é o mesmo que existe atualmente em qualquer grande cidade da Europa: atentado terrorista! Inclusive, no Egito o governo investe muito na segurança anti-terrorismo.  Toda vez que você entra em uma estação de metrô, estação de trem, grandes shopping centers, grandes hotéis, museus,  monumentos e atrações turística você tem que passar pela segurança, semelhante ao do aeroporto com detector de metais e a mochila no Raio X. É um incômodo, mas você vai acostumando principalmente sabendo que para a sua própria segurança.

Durante toda a nossa permanência no Egito, nos sentimos muito seguros… com certeza muito mais seguros do que andar nas ruas de algumas cidades brasileiras!

Comida no Egito

O nosso pacote da CVC incluía café da manhã, almoço e jantar em todos os dias da viagem. No Cairo almoçamos em um restaurante indicado pelo nosso Guia e à noite comemos em um restaurante no Shopping Center Citystars e tomamos um café no Starbucks do Shopping.

A comida no navio Omar El Khayam, que nos levou num cruzeiro de 3 dias de Abu Simbel a Assuan, era fantástica em um restaurante com serviço muito sofisticado e atencioso… Nota 10!!!  Foi uma agradável surpresa para nós que não imaginávamos encontrar  tamanho conforto e nível elevado de serviço em um navio de cruzeiro no interior do Egito!

O segundo cruzeiro de 3 dias foi no navio Alyssa, que nos levou de Assuan a Luxor parando em Kom Ombo e Edfu para visitas aos famosos templos. A comida neste segundo navio também era deliciosa e tinha um cardápio mais regional do que no primeiro navio. Entretanto, tanto a infra-estrutura do navio como serviço prestado a bordo era menos sofisticado e atencioso.  

Preços no Egito

Em geral os preços no Egito não são altos quando comparamos com a Europa e mesmo com o Brasil. Uma garrafa de 1 litro de água mineral adquirida no interior sofisticado navio Omar El Khayam custava certa de US$1,00. Uma garrafa pequena de  água mineral comprada em lanchonete próxima dos templos custava US$0,50. Outro exemplo no Cairo em um Starbuck no Shopping CityStars, comemos um sanduíche de atum, um croissant e 2 garrafas de suco de laranja por cerca de US$7,00.  

Tickets de entrada em monumentos

Tickets para Templos

Todos os tickets de entrada a Templos, Monumentos e Museus já estavam incluídos em nosso pacote da CVC. Tivemos apenas que pagar permissão para fotografar nos lugares abaixo:

  • Permissão para fotografar o interior do Museu do Cairo, exceto sala das Múmias onde é proibido fotografar (50,00 EGP /~US$3,00)
  • Permissão para fotografar o interior do Templo  de Abu Simbel (300,00 EGP/~US$17,00)
  • Permissão para fotografar o interior das Tumbas no Vale dos Reis, exceto a tumba de Tutankamon onde é proibido fotografar (300,00 EGP/~US$17,00)

Abaixo estão os valores do tickets que teríamos pago para eu e minha esposa caso não estivessem incluídos no pacote da CVC:

  • Cidadela de Saladino (280 EGP/~US$16,00)
  • Pirâmides de Gizé (320 EGP/~US$19,00)
  • Museu Egípcio (600 EGP /~US$35,00)
  • Templo Abu Simbel (400 EGP/~US$24,00)
  • Templo Wadi Al-Sebua no Lago Nasser (140 EGP/~US$8,00)
  • Templo de Kalabsha no Lago Nasser (120 EGP/~US$7,00)
  • Templo de Philae  em Assuan (280 EGP/~US$16,00)
  • Obelisco Inacabado em Aswan (160 EGP/~US$9,00)
  • Barragem Alta em Aswan (150 EGP/~US$9,00)
  • Templo Kom Ombo no Rio Nilo (200 EGP/~US$12,00)
  • Templo Edfu no Rio Nilo (280 EGP/~US$16,00)
  • Templo de Hatshepsut em Luxor (200 EGP/~US$12,00)
  • Vale dos Reis em Luxor (400 EGP/~US$24,00)
  • Templo de Karnak em Luxor (300 EGP/~US$18,00)
  • Templo de Luxor em Luxor (280 EGP/~US$16,00)

Onde ficar no Egito

O nosso pacote da CVC previa ficamos no Cairo no Hotel Hollyday Inn CityStars que é integrado ao enorme Shopping Center CityStars. A desvantagem é que ficava longe das Pirâmides e a vantagem é estar integrado a um ótimo Shopping Center e não ser longe do Aeroporto. No Shopping Center tínhamos à nossa disposição inúmeros restaurantes, fast-food de todas as bandeiras, lojas variadas… adoramos!!!

As demais noites ficamos nos navios Omar El Khayam (cruzeiro no Lago Nasser) e Alyssa (cruzeiro no Rio Nilo) ambos com pensão completa (café da manhã, almoço, chá da tarde, Jantar) no próprio navio. Em nossa visita anterior ao Egito ficamos em um Hotel próximo às Pirâmides. Nossa opinião é que não vale a pena ficar nesta região turística próxima às Pirâmides pois além de ser uma região pobre sem atrativos, o turista ficará dependente no período da noite da infra-estrutura (e preços!) existente no Hotel. 

Dando Gorgetas no Egito

O Egito é movido por Gorgetas… em geral as gorgetas complementam os baixos salários das pessoas envolvidas no turismo! Eu não me importo em dar uma gorjeta para um serviço bem prestado, mas me sinto roubado se tiver que dar gorgeta para algum serviço  que eu não precisava, como por exemplo, as pessoas que ficam nos banheiros dos aeroportos se adiantando e abrindo a torneira para você lavar as mãos ou pegando a toalha de papel para você secar as mãos… com as mãos cheias de notas de dinheiro?!!??   

Dei gorgetas praticamente a todos que de alguma forma nos prestaram algum serviço totalizando cerca de US$200,00 nos 10 dias da viagem. Entretanto, as gorgetas que eu achei que mais valeram a pena considerando o serviço prestado foram  no navio Omar El Khayam (cruzeiro no Lago Nasser), para os Guias e para o Receptivo da Agência de Viagem no Cairo. Nos demais casos dei porque era de praxe.

Dicas de Fotografia

Uma das mais importantes dicas de viagem ao Egito são as restrições para fotografia existentes nos templos, museus e tumbas! É muito importante saber as regras para fotografar no Egito para não levar susto nos lugares proibidos… Vi pessoas passando aperto (constrangimento!)  após ter tirado foto em lugar onde era necessário permissão prévia (pagamento!) para fazer fotos!

A princípio você pode tirar fotos em todos os monumentos e templos sem problemas. Apenas nos seguintes lugares tivemos que pagar para poder fazer fotos:

  1. Museu do Cairo:  para fotografar dentro do museu você tem que comprar um ticket adicional de permissão para fotografia que custa cerca de US$3,00 (50 EGP).  Mas ATENÇÃO, mesmo com esta permissão, você NÃO poderá fotografar dentro das salas das múmias e na sala com os tesouros de Tutankamon.  O uso de tripé é proibido dentro do Museu do Cairo.
  2. Templo de Abu Simbel: para fotografar no interior do Templo de Abu Simbel  você tem que comprar um ticket adicional de permissão para fotografia que custa cerca de US$17,00 (300 EGP).  A fotografia na parte externa do Templo e no Show de Luzes é permitido sem custo. Existe uma taxa irrisória adicional de cerca de US$1,00 (20 EGP) para uso de tripé  fora e dentro do Templo de Abu Simbel.
  3. Vale dos Reis:  para fotografar no interior das Tumbas dos Faraós no Vale dos Reis na cidade de Luxor,  você tem que comprar um ticket adicional de permissão para fotografia nas Tumbas que custa cerca de US$17,00 (300 EGP). Entretanto, o ticket de permissão para fotos não vale para a Tumba do Tutankamon, onde fotografar é proibido.

Dentro do Museu, Templo Abu Simbel e Tumbas existem “fiscais” que quando pegam alguém fotografando sem o ticket de permissão para fotografia, fazem certa “pressão” deixando a pessoa numa enooorme saia justa… normalmente eles pegam o celular ou câmera e apagam a foto… vimos isso acontecendo!   Obviamente, o coitado do turista leva um susto enorme e acha que vai ser preso ou ter o equipamento apreendido visto o tamanho da pressão!!!

No caso específico de fotografia nas Pirâmides, existem Photo Spots maravilhosos  que para serem atingidos exigem caminhada à pé ou em Camelos. Saiba que, caso você esteja fazendo a visita em um grupo de excursão, com várias pessoas, provavelmente o Guia os levará apenas nos Photo Spots mais comuns, com fácil acesso para veículos. Caso você queira fazer fotos nos demais Photo Spots, sugerimos que você previamente escolha fotos na Internet dos pontos de seu interesse e contrate um Guia exclusivo para te levar às Pirâmides… mostre as suas referências de Photo Spots e diga que você quer fazer fotos nestes lugares!  Caso seja necessário contratar um Camelo, solicite ao Guia o ajude a negociar o preço com o dono do Camelo.   

_________________________________________________________________________
Texto: José Maria

(Visitado 41 vezes, 1 visitas hoje)

Postar sua mensagem