Rota 66

O charme da velha Rota 66

Rota 66Embora a Rota 66 seja muito famosa pelas inúmeras canções sobre ela e inúmeros filmes de Hollywood, ela provavelmente não signifique tanto  para pessoas mais jovens que não assistiram ou curtiram estes filmes e canções.

A Rota 66 também é conhecida como a “Estrada Mãe” ou como ” The América´s Main Street” sendo considerada  o coração da cultura americana e, com certeza, conhecer os trechos desta antiga estrada é uma oportunidade que não deve ser desperdiçada  quando se viaja de carro do Grand Canyon para Las Vegas!

Em 1987, o Estado do Arizona criou o nome “Historic Route 66” para o trecho da antiga estrada  que liga Seligman a Kingman, com isso criou mecanismos para garantir a preservação da estrada mantendo suas características originais. A cidade de Seligman é o início do trecho de 158 milhas da antiga  Rota 66 que termina em Topock, no Arizona. Esta parte da Rota 66 é rica em paisagens e atrações históricas, sendo o mais longo trecho da Rota 66 que se manteve intacto até hoje. Existem em Seligman inúmeros Cafés e Motéis no estilo antigo, quando o Rota 66 ainda imperava como uma importante ligação do leste com o oeste dos Estados Unidos.

Rota 66A distância de Seligman a Kingman via Historic Route 66 é de 89,1 milhas, com um tempo de viagem médio de cerca de 2 horas que dependerá do tempo de paradas nos pontos de interesse na estrada.  As pessoas são muito amigáveis ​​neste trecho histórico da Rota 66, portanto, pare bastante e curta o ambiente. Os pontos de parada você encontrará motociclistas de todo o mundo em motos Harley-Davidson curtindo o sonho de pilotar pela Rota 66…. Aproveite as paradas para comprar souvenirs, tirar fotografias e conversar com as pessoas da região!

Rota 66No trecho histórico da Rota 66 pode-se  também visitar as famosas Cavernas do Grand Canyon que ficam ao lado da Rota 66. Não fizemos esta visita mas consultando a internet, vimos que as cavernas foram formadas  há 345 milhões de anos no fundo de um antigo mar. Os turistas entram e saem das cavernas por meio de um elevador, havendo uma caminhada de 45 minutos por cerca de 1000 metros dentro da caverna.  Os tours partem a cada meia hora diariamente.

Outras pequenas cidades às margens da velha estrada são Peach Springs, Truxton ,  Valentine, Hackberry e Vale Vista.

Rota 66A pequena cidade de Peach Springs é a sede tribal da Reserva dos Índios Hualapai que ocupa 995 mil hectares  ao sul do rio Colorado. As famosas quedas de água Havasu Falls, Navajo Falls, Mooney Falls e Beaver Falls ficam nesta reserva tribal. Não visitamos a área, mas informações na internet indicam que a pequena  aldeia Indígena Supai que foi  lar dos índios Havasupai por  muitos séculos, atualmente possui um pequeno café, lodge, correios, escola, igreja, clínica, posto de polícia e uma loja geral sendo o ponto de apoio para as visitas às famosas quedas de água.

Rota 66Rota 66Paramos na Hackberry General Store, um lugar símbolo deste trecho da Rota 66 que é muito fotografado pelos turistas.  Na pequena loja, com ambientação da velha Rota 66,  há bebidas,  antiguidades e souvenirs  sobre a Rota 66.

À medida que se  aproxima de Kingman, a Rota 66 segue ao lado da estrada de ferro de Santa Fé com uma paisagem mais desértica. A cidade de Kingman tem todas as facilidades de uma cidade média americana e por ficar também ao lado da nova auto-estrada I-40, que substituiu a Rota 66, a cidade  não sofreu a decadência das pequenas cidades onde a velha estrada ficou esquecida.

Vale a pena continuar pela Rota 66, pois o trecho montanhoso entre Kingman e Topock reserva surpresas interessantes além de bonitas paisagens das montanhas.  Na minha opinião este estreito  trecho montanhoso da Rota 66, com suas inúmeras curvas, talvez seja o trecho com traçado mais preservado da estrada.

Rota 66No meio do caminho vale a pena parar na pequena loja “Cool Springs Cabins” e tirar a famosa foto do símbolo da Rota 66 pintado no asfalto  bem na frente da loja.

Rota 66Um pouco mais à frente, faça uma parada na cidade fantasma de Oatman, muito animada com cafés rústicos, motociclistas do mundo todo em motos Harley-Davidson e com shows de cowboys nas ruas com simulação de tiroteio… caso você passar por lá após às 5 horas da tarde não encontrará nada disso… será uma cidade fantasma literalmente!! Não esqueça de fechar os vidros do carro ao estacionar na Main Street de Oatman pois os pequenos jumentos que andam pela cidade enfiam a cabeça dentro dos carros e podem retirar alguma coisa do interior do veículo!

____________________________________________________________________
Texto: José Maria

EUA Route 66 Journey: DVD da viagem

DVD da viagem a Rota 66

DVD da viagem a Rota 66

Uma viagem inesquecível, com momentos intensos vividos sobre motocicletas Harley-Davidson rodando pelos desertos americanos e pela famosa Rota 66. Tudo isso pode ser visto no fantástico DVD , que acabou de ser finalizado, onde estão registradas em belíssimas imagens a aventura  dos 5 casais da região de Campinas.  No DVD estão imagens do grupo em suas motocicleta cruzando os  desertos dos estados americanos de Nevada, Utah, Arizona e California.  Nos menus do DVD estão  também disponíveis depoimentos, dicas e  mapas sobre a aventura.

O grupo saiu de Las Vegas, onde as motocicletsa foram alugadas, e rumaram para a cidade de Page no Arizona, passando pelo Zion National Park e pelo Lake Powell.  Saindo de Page, rumo ao Grand Canyon, passaram pelo Marble Canyon e margearam o Grand Canyon onde puderam curtir, sem capacetes (permitido no Arizona)  toda a amplidão e magnificência da paisagem. Após contornarem o Grand Canyon no sentido horário, rumaram para a cidade de Willians onde entraram na famosa Rota 66, da qual saíram apenas na ciadde de Barstow na California.

Na rota 66 visitaram inúmeros pontos históricos, tais como a Hackberry General Store, a cidade fantasma de Oatman, a minúscula cidade de Amboy (menos de 200 habitantes!) e o Bagdad Cafe do famoso filme de mesmo nome. Fizeram ainda uma parada após o pernoite em Barstow, na cidade fantasma de Calico nas margens da estrada que vai para Las Vegas. Chegando em Las vegas, o grupo iniciou a segunda parte da aventura, entregaram as motos na locadora e após pegarem mais uma Van alugada, partiram para Los Angeles e San Francisco, passando pelos parques Sequoia e Yosemite.

No DVD estão registrados os momentos vividos em lugares de interesse turístico, tais como a floresta das gigantescas árvores Sequóias, a neve encontrada nas montanhas em grande altitude e as inesquecíveis cachoeiras do Yosemite National Park. Finalmente, em San Francisco, o grupo visitou os inúmeros pontos turísticos, tais como a famosa ponte Golden Gate, o Pier 39, a Lombard Street, o Alamo Square e deram um passeio até o Napa Valley.

Com certeza o destaque especial no DVD foi a visita ao Zion National Park e ao Grand Canyon, além, é claro,  da viagem de moto pela Rota 66 onde foram feitas tomadas inesquecíveis do grupo andando nas motocicletas Harley-Davidson. O merecido relax do grupo foi nas cidades de Las Vegas, Los Angeles e San Francisco, onde puderam relaxar após a árdua viagem de moto pelos desertos de Nevada,  Arizona e do Mojave na  California.

Harley Davidson Route 66 Journey – Maio de 2006

O sonho de todos sempre foi fazer a Rota 66 em motocicletas Harley Davidson. Estava também nos planos, cruzar as estradas e parques nacionais americanos fora do trajeto da Rota 66, tais como o Grand Canyon e o Zion National Park.

Portanto, um ano antes da viagem, começamos os preparativos e o planejamento detalhado do trajeto com as paradas para abastecimento, escolha das cidades para pernoite, etc. Utilizamos o H.O.G.® Ride Planner (www.harley-davidson.com) que nos ajudou muito na definição das distâncias e nos tempos de percurso. O grupo era formado por cinco casais amigos, integrantes do HOG Campinas: Betão e Marli, Hélio e Cris, Gera e Solange, Jef e Maria Helena e Zé Maria e Imaculada.

Trajeto da primeira parte: Rota 66

Trajeto da primeira parte: Rota 66

No final do planejamento a nossa aventura ficou com o tamanho de um quase loop com 1860 milhas, percorridas em 14 dias pelas estradas dos estados de Nevada, Utah, Arizona e Califórnia.

As primeiras 974 milhas foram feitas em 4 motocicletas Harley-Davidson acompanhadas de uma Van de apoio. Iniciamos a viagem em Las Vegas, dando uma volta no sentido horário no Grand Canyon, passando pelo Zion National Park, Lake Powel, Grand Canyon e finalizamos pela Rota 66 a partir Willians/AZ até Barstow/CA, onde retornamos para Las Vegas.

Em Las Vegas trocamos as Harleys por mais uma Van e pegamos mais 886 milhas de Las Vegas a San Francisco passando pelos parques Sequoia National Park e pelo Yosemite National Park.

28/04/2006 – Embarque São Paulo para Las Vegas

Saída São Paulo: 10:55pm / chegada Las Vegas 10:31 am, com escala em Atlanta
Hotel : Cassino Circus Circus, 2880 Las Vegas Blvd – Las Vegas

Las Vegas

Las Vegas

Em Las Vegas  pegamos uma Van Dodge Caravan alugada no aeroporto e rumamos para o hotel.  Las Vegas é uma cidade muito interessante e é uma prova de que a arquitetura não tem limites desde que se tenha dinheiro para investimento.

Para se visitar minimamente as atrações da cidade são necessários uns 3 dias e ao contrário do que dizem, é possível não se gastar muito dinheiro na cidade.  Escolha um hotel Cassino que esteja bem localizado, de preferência no meio do boulevard (como referência de boa localização utilize o Cassino Bellagio). Procure por promoções pois sempre tem algum Hotel Cassino em promoção e elas variam dia a dia. Nós não seguimos esta regra e ficamos no Cassino Circus-Circus, que está a uma distância difícil de ser feita a  pé até a parte mais agitada do boulevard.

29/04/2006  e 30/04/2006 – Las Vegas

Hotel : Cassino Circus Circus, 2880 Las Vegas Blvd – Las Vegas

Loja Las Vegas Harley-Davidson

Loja Las Vegas Harley-Davidson

Levantamos cedo para visitar as atrações da cidade. Fomos na  gigantesca loja da Harley-Davidson onde compramos camisetas, acessórios e souvenirs. Fomos em  outras duas lojas Harley-Davidson menores.

No final da tarde do dia 30/04/2006 fomos até a Eaglerider pegar as motocicletas Harley-Davidson: duas  Elektras, uma Road King e uma Fat Boy. À noite o casal Zé Maria e Imaculada foram assistir o espectáculo “O” do Cirque du Soleil no Cassino Bellagio. Os casais Jef /Maria Helena e Gera/Solange foram assistir ao show Ka também do Cirque du Soleil no cassino MGM. Os demais foram visitar os cassinos.

01/05/2006 – Saída de Las Vegas para Page/AZ

Distancia de 281 Milhas e Tempo de viagem de 5 hs
Hotel em Page: Quality Inn at Lake Powel,  287 N. Lake Powell Blvd – Page AZ – Phone: (928)645-8851

Zion Nationa Park

Zion National Park

O aniversário de 50 anos do Zé Maria era neste dia 1 de maio, portanto, logo pela manhã  no saguão do hotel Circus Circus foi saudado pelos integrantes do grupo com um “Parabéns para voce”.

Saímos rumo ao Zion National Park (http://www.zionnational-park.com ), um dos mais belos parques que visitamos nesta viagem.   No caminho para o Zion, na altura da cidade de Hurricane/UT, ocorreu um dos casos  mas exóticos da viagem e também, com o passar dos dias, um dos casos mais lembrados com muito humor!

Neste trecho quem estava guiando a Van era o Gera. O Zé Maria conduzia o grupo, pilotando a sua moto na frente por toda a viagem. Para isso, ele se preparou bem tendo memorizado o trajeto, estradas e cidades,  portanto conseguia viajar sem a necessidade de olhar os mapas.

De repente, no meio do deserto, ao olhar no retrovisor da moto não viu ninguém, nem as motos nem o carro de apoio. Parou a sua moto com a Imaculada na garupa, esperou um pouco e resolveu retornar para ver o que tinha acontecido. Ao avistar um emblema da Harley-Davidson em uma loja próxima da estrada, não teve dúvida, o pessoal havia ido na loja Harley sem avisá-lo, para comprar camisetas e souvenirs.

Ao chegar na loja, houve um grande bate-boca devido ao ocorrido. O Zé Maria insistindo que deveriam tê-lo avisado que iriam na loja e membros do grupo dizendo que não o fizeram porque  notaram que ele havia visto a saída das motos da estrada em direção à loja. Após o bate-boca o Zé Maria se recusou a continuar conduzindo o grupo, somente retornando quilômetros à frente, por insistência do grupo, pois a viagem não estava rendendo com as frequentes paradas para olhar os mapas!.

Lake Powell e a Wahweap Marina ao fundo

Lake Powell e a Wahweap Marina ao fundo

O Zé Maria concordou em reassumir a frente do comboio, mas o “climão” continuou até a chegada na cidade de Page…O pior de tudo (e que ninguém estava sabendo) é que havia uma festa de aniversário surpresa para o Zé Maria no hotel da cidade de Page, organizada secretamente pela Imaculada e encomendada pela Eliana e James, um casal de amigos de San Diego que se juntaria ao nosso grupo quando chegássemos em Kingman/AZ.  A Imaculada estava preocupada pelo fato do Zé Maria estar rompido com o grupo e à medida que nos aproximávamos da cidade de Page ela ía ficando mais preocupada.

Chegamos no Zion National Park e o  clima entre o Zé e o grupo melhorou um pouco. Na parada para o almoço em um restaurante típico muito agradável que nos serviu hamburguer de búfalo, o grupo já estava praticamente em sintonia novamente!

Quase chegando em Page, visitamos  a Wahweap Marina no Lake Powell, com a sua deslumbrante paisagem e o fabuloso contraste das montanhas do deserto com a água azul do famoso lago. O acesso até a Wahweap Marina é pago, pois a área é considerada um parque nacional americano. Optamos por comprar um ticket que valia para múltiplas entradas em  inúmeros parques americanos por uma período de um ano.

Zé maria e o Paul Morris

Zé maria e o Paul Morris

Na chegada do hotel em Page, ainda sem ninguém saber da festa surpresa que nos aguardava, todos fizeram  as pazes no estacionamento do hotel. Em seguida a Imaculada avisou da festa surpresa e fomos chamados pelo cantor Paul Morris que nos levou para o Pub do Hotel onde ficamos bebendo cerveja e whisky e cantando com o Paul a excelente música do seu repertório: rock e musica country americana de alta qualidade.

Após cantarmos “Happy Birthday to You” e  o Zé Maria soprar as 50 velas do bolo de aniversário,  saímos umas três horas mais tarde para outro hotel, pois ao olharmos os nossos vouchers vimos que na última hora havia sido feita  a mudança de hotel pela agencia de viagem. Fizemos de moto um percurso de alto risco por cerca de uma 6 quadras da cidade de Page, pois se fôssemos parados pela polícia teríamos sérios problemas por causa do álcool que havíamos ingerido na festa de  aniversário do Zé maria.

02/05/2006 – Saída de Page/AZ para Williams/AZ

Distancia de 193 Milhas e Tempo de viagem de 4:38 hs
Hotel em Williams: Quality Inn Mountain Ranch & Resort , 6701 E. Mountain Ranch Rd – Williams AZ – Phone: (928)635-2693)

Estrada de Page/AZ para o Grand Canyon

Estrada de Page/AZ para o Grand Canyon

Saímos cedo rumo ao Grand Canyon por uma belíssima estrada. Quem conduziu a Van neste trecho foi o Zé Maria. Paramos algumas vezes para tirar fotos em mirantes e comprar souvenirs dos índios Navajos que tinham barracas na beira da estrada.  Fizemos um pequeno desvio para visitar o belo Marble Canyon, formado pelo rio Colorado rasgando o solo rosa do deserto .

Foi quando percebemos que ninguém havia abastecido as motos na saída de Page…A quantidade de combustível nas motos era suficiente para andar poucos quilômetro, não sendo possível retornar para Page.

Perfilados na entrada do Grand Canyon National Park

Perfilados na entrada do Grand Canyon National Park

Sabíamos que no meio daquele deserto os postos de gasolina eram raríssimos, mesmo assim arriscamos continuando a ir na direção do Marble Canyon. Ao chegarmos lá, perguntamos para uns índios que tinham suas barracas montadas próximo ao estacionamento onde poderíamos encontrar um posto de gasolina e eles informaram que logo após a ponte, do outro lado do Canyon, existia um posto!  Ufa…sorte nossa aqueles índios estarem alí, pois nossos planos nâo era atravessar aquela ponte e sim retornar do Marble Canyon de volta rumo ao Grand Canyon.

 

 

Grupo com o Grand Canyon ao fundo

Grupo com o Grand Canyon ao fundo

Após colocarmos gasolina nas motos, comermos e bebermos no posto rumamos para o Grand Canyon National Park. Sem dúvida ao chegar fica-se impressionado com a grandeza  e beleza do Grand Canyon, é um parque que vale cada minuto da visita.  O ingresso para o parque custa US 12,00 por pessoa ou US 25 por veículo, como já tinhamos comprado um ticket anual no Lake Powel tivemos apenas que apresentar o ticket na entrada do parque.

Animados pela beleza da paisagem, pelo grande número de paradas dentro do parque e pelo fato de ser permitido pilotar moto sem capacetes no estado do Arizona, todos colocaram os capacetes dentro da Van e aproveitaram para curtir o vento e as belíssimas paisagens sem o desconforto dos capacetes.

No final do dia chegamos em William/AZ, onde tivemos o primeiro contato com uma placa de estrada da Rota 66. Jantamos em um excelente restaurante típico e fomos passear nas pequenas lojas de souvenirs da Rota 66.

03/05/2006 –Saída de Williams/AZ para Kingman/AZ

Distancia de 132 Milhas e Tempo de viagem de  3:00 hs
Hotel em Kingman: Best Western A Wayfare´s Inn and Suites, 2815 E Andy Devine Avenue – Kingman AZ

Loja Grand Canyon Harley-Davidson

Loja Grand Canyon Harley-Davidson

Saímos de William/AZ e fomos até a loja Grand Canyon Harley-Davidson para comprar souvenirs e camisetas, tirarmos fotos e fazermos filmagens. Rumamos em seguida pela Highway 40 até Seligman, uma vez que a Rota 66 não é transitável entre Willians e Seligman. A partir de Seligmamn passamos a curtir a autêntica paisagem da Rota 66, a qual deixaríamos somente em Barstow.

Passamos por inúmeros lugarejos até que pararmos em Hackberry, em uma loja e museu da Rota 66, a  Hackberry General Store. Esta lojinha é um “must stop place”  na Rota 66. Nela voce pode comprar inúmeras lembranças de qualidade da Rota 66, tais como canecas, cinzeiros, adesivos, isqueiros, bonés e camisetas, portanto não saia de Hackberry sem os seus souvenirs. Foi isso que fizemos!

Parada na Hackberry General Store

Parada na Hackberry General Store

Após as compras retornamos para a estrada, onde encontramos um forte vento e presenciamos uma cena muito inusitada: o vento forte fazia com que a vegetação solta e seca dos campos rolasse formando esferas de gravetos enormes que iam cruzando a estrada à nossa frente…de repende vimos a moto do Betão entrar literalmente dentro de uma destas esferas de gravetos, que por ser leve e seco desintegrou-se com o impacto ficando apenas o susto que levamos!

Chegamos em Kingman no final da tarde,  fomos até a loja da Harley-Davidson comprar camisetas e em seguida  tentamos ir ao Museu da Rota 66, mas o mesmo já se encontrava fechado. Neste ponto a casal de amigos Eliana e James, ela brasileira e ele americano que vivem em San Diego, se  juntaram ao grupo pilotando um conversível PT Cruiser branco.

04/05/2006 –Saída de Kingman/AZ para Barstow/CA

Distancia de 214 Milhas e Tempo de viagem de  5:12 hs
Hotel em Barstow: Best Western Desert Villa Inn, 1984 E Main Street – Barstow CA

Rota 66 entre Kingman e Oatman

Rota 66 entre Kingman e Oatman

No dia seguinte partimos para Barstow pela Rota 66, este não é o trajeto mais rápido mas com certeza é o mais charmoso, sendo sem dúvida uma das partes mais interessantes da famosa  Rota 66.  O visual é fantástico e o asfalto deve ter a idade da estrada!! Passamos por alguns grupos de moto, todas Harley-Davidson, inclusive por um grupo de brasileiros.

Quem dirigia a Van neste trecho era o Hélio, enquanto a Cris fez as excelentes tomadas de câmera durante o trajeto até Barstow.  Depois de alguns quilômetro num região de serra, paramos na cidade fantasma de Oatman (Ghostown). Esta é uma pequena cidade que se desenvolveu em torno de  minas de ouro e que após o esgotamento das minas teve adicionalmente que sobreviver à construção da Highway 40 que desviou completamente o tráfego de veículos da Rota 66, tornando assim a cidade decadente.

Show de Bang-bang em Oatman

Atualmente a cidade sobrevive com a fama de cidade fantasma, atraindo turistas para as suas lojas de souvenirs, restaurantes, bares e shows de bang-bang em pleno ar livre na única  rua do lugarejo.Oatman também é um ótimo lugar para comprar camisetas e souvenirs da Rota 66, elas são baratas e de boa qualidade, com uma variedade  de estampas  para todos gostos. Se voce não comprou os seus souvenirs em Hackberry, compre aqui pois voce não terá mais oportunidade de comprá-los em lugar com tanta variedade.

Saímos de Oatman e paramos para almoçar em Needles em um Fast Food, visto que estávamos com pressa para não chegarmos ao anoitecer em Barstow. Após o almoço rumamos pela Rota 66 para Amboy, um pequeno lugarejo com um famoso posto de gasolina da época áurea da Rota 66, que entretanto está  meio decadente com o desvio do tráfego para a Highway 40.

Parada no Bagdad Café na Rota 66

Parada no Bagdad Café na Rota 66

Mais para a frente, ainda na Rota 66, chegamos no Bagdad Café do famoso filme homônimo na pequena cidade de  Newberry Springs. Paramos para tomar refrigerantes e conhecer o lugar, que é dirigido por uma senhora bastante exótica e falante. Constatamos  a grande quantidade de visitantes que passam por ali ao vermos um mural com mensagens dos turistas.

Chegamos em Barstow no final da tarde e fomos para o hotel. Jantamos num restaurante recomendado pela Eliana e James. Ao voltarmos para o Hotel, fomos todos para a suite da Eliana e James tomarmos caipirinha com Jack Daniels que o James preparou e vermos na TV algumas das filmagens realizadas.

05/05/2006 – Saída de Barstow/CA para Las Vegas

Distancia de 160 Mihas e Tempo de viagem de 2:30 hs
Hotel Las Vegas: Circus Circus, 2880 Las Vegas Blvd – Las Vegas

Rota 66 próximo a Barstow

Rota 66 próximo a Barstow

Em Barstow saímos da Rota 66 e rumamos em direção a Las Vegas.  Aproveitamos e paramos em Calico, uma pequena cidade fantasma (Ghost Town) bastante explorada turísticamente. A cidade teve seu tempo de glória no final do século 19, com o esgotamento das minas de ouro a cidade ficou decadente. Atualmente vive do turismo dos viajantes que vão de Los Angeles para Las Vegas e param para visitar o lugar. Em Calico, como era bastante cedo e tudo estava fechado, conseguimos ter um clima bastante próximo de uma cidade fantasma!!

 

Cidade fantasma de Calico

Cidade fantasma de Calico

Continuamos viagem e chegamos na hora do almoço em Las Vegas a tempo de entregarmos as motos na Eaglerider e alugarmos mais uma Van para continuarmos a viagem rumo aos parques Sequóia e Yosemite passando por Los Angeles e San Francisco.  Almoçamos todos, inclusive a Eliana e o James, em um acochegante restaurante nas margens do canal do Cassino Venetian e no jantar o grupo se dispersou.

06/05/2006 – Saída de Las Vegas para Los Angeles (Hollywood)

Distancia de 290 Milhas e Tempo de viagem de 5:00 hs
Hotel Los Angeles: Best Western Hollywood Plazza Inn , 2011 N Hightland Avenue

No dia seguinte cedo, saímos nas duas Vans rumo a Los Angeles. Paramos em uma Loja Harley-Davidson em Lancaster para comprar camisetas e souvenirs, chegando em Los Angeles no final da tarde.

Entramos na cidade por Hollywood e fizemos um pequeno city tour percorrendo  toda a Sunset  Boulevard até o nosso hotel que ficava próximo ao Teatro Chinês e calçada da fama. Após descarregarmos as malas no hotel, saímos a pé para ver as atrações turísticas que ficavam próximas, além é claro, de visitar a loja Harley-Davidson de Hollywood que também ficava próxima.

Trajeto da segunda parte 2 da viagem

Trajeto da segunda parte 2 da viagem

07/05/2006  a  08/05/2006   Los Angeles/CA

Hotel Los Angeles: Best Western Hollywood Plazza Inn , 2011 N Hightland AvenueGalera na calçada da fama em Hollywood

No segundo dia, o casal Zé maria e Imaculada foi visitar  um casal de amigos em Irvine/CA enquanto parte do grupo foi fazer um city tour pela cidade e os demais foram visitar loja Harley-Davidson em Santa Mônica e conhecer o início da Rota 66.No último dia fomos até Malibu e no almoço comemos deliciosos frutos do mar num restaurante à beira mar. Na parte da tarde fomos até  Beverly Hills na Rodeo Drive tirar fotos e fazer filmagens.

09/05/2006 – Saída de Los Angeles/CA para Oakhust/CA

Distancia  de 383 Milhas e Tempo de viagem de 7:34 hs
Hotel em Oakhust Best Western Yosemite Gateway In, 40530 Highway 41 Oakhust/CA

Grupo com a Sequoia General Shermann ao fundo

Grupo com a Sequoia General Shermann ao fundo

No dia seguinte saímos cedo pois o trecho a ser percorrido era bastante longo. Rumamos para o Sequóia National Park, onde almoçamos na entrada do parque antes de subir até as Sequoias gigantes no topo do parque. Como era final de inverno, encontamos muita neve no topo da estrada do parque.

Visitamos algumas sequoias famosas, como a “General Sherman”,  o maior ser vivo da face da terra. Após inúmeras fotos e filmagens rumamos para a pequena cidade de Oakhurst, na entrada do parque Yosemite onde chegamos de noite ao hotel Best Western.

10/05/2006 – Saída de Oakhust/CA para San Francisco/CA

Distancia de 211 Milhas e Tempo de viagem de  4:13 hs
Hotel em San Francisco: Cathedral Hill Hotel, 1101 Van Ness Avenue – San Francisco/CA

Grupo no Yosemite National Park

Grupo no Yosemite National Park

Saímos cedo pela manhã para aproveitarmos o dia o máximo possível no parque Yosemite. O dia estava claro e o céu com um azul maravilhoso. Logo na entrada do parque paramos para ver algumas sequoias gigantes. Mais um pouco e chegamos ou espetacular Yosemite Valley com suas inúmeras cachoeiras gigantes formadas pelo degelo da neve das montanhas. Como estávamos bem na época do degelo, as cascatas estavam maravilhosamente cheias de água.

Paramos em todos os pontos cênicos para fotagrafias e fimagens. Na hora do almoço, paramos na Yosemite Village para comermos e compramos souvenirs do parque. Continuamos o nosso trajeto pelas cachoeiras do Yosemite Valley e no final da tarde rumamos para San Francisco.

Chegando em San Francisco no início da noite,  fomos para o hotel e jantamos em restaurante nas proximidades.

11/05/2006  a 13/05/2006  San Francisco/CA

Hotel em San Francisco: Cathedral Hill Hotel, 1101 Van Ness Avenue – San Francisco

Grupo com a Golden Gate ao fundo

Grupo com a Golden Gate ao fundo

No dia seguinte fomos visitar os pontos turísticos da cidade: o Fisherman´s Wharf, o Pier 39 e a Lombard Street. No dia seguinte fizemos um city tour nos pontos turísticos mais distantes, fomos até a ponte Golden Gate, ao Goldem Gate Park , ao  Jardim Japonês e ao Alamo Square. No Alamo Square fica a parte da Rua Steiner onde é possível tirar fotos com o fundo do cartão postal de San Francisco formado pelas belas casas em estilo vitoriano emolduradas com o famoso skyline formado pelos prédios de San Francisco downtown.

No ultimo dia livre em San Francisco fizemos uma tour um pouco mais longa, fomos ao Napa Valley visitar as famosas vinículas e  degustar os excelentes vinhos da região. Fomos ciceroneados por amigos do casal Jef e Maria Helena. Aproveitamos e fomos em duas lojas Harley-Davidson da região comprar camisetas e souvenirs.

No jantar voltamos ao Pier 39, onde fizemos as últimas compras, tiramos fotos, fizemos filmagens e jantamos num aconchegante restaurante com vista para a baía.

14/05/2006 – Saída de San Francisco para São Paulo/Brasil

San Francisco/Atlanta: 10:00am / 17:25pm
Atlanta/Guarulhos: 19:45pm / 6:05am

No último dia saímos cedo para devolvermos as duas Vans no aeroporto e embarcarmos para o Brasil. Chegava ao fim nossa maravilhosa aventura!  Com certeza os momentos que passamos nesta viagem ficarão marcados para sempre em nossas memórias.

Veja mais em nosso eBook da viagem!

__________________________________________________________________________________________
Texto: José Maria
Imagens: Integrantes da Viagem
Viagem ao EUA pela Rota 66, em Maio  de 2006, feita por integrantes do HOG Campinas