Castelo de Vaux-le-Vicomte

Castelo Vaux-le-Vicomte

O magnífico Castelo de Vaux-le-Vicomte está localizado dentro de um parque de 1.200 acres, sendo visitado por cerca de 300.000 pessoas todos os anos para descobrir esta obra-prima arquitetônica clássica, apenas a 50km de distância de Paris. Como planejávamos gastar apenas um dia, optamos por uma excursão da empresa ParisCityVision que nos levou em um confortável ônibus aos castelos de Vaux-le-Vicomte e Fountainebleu.

História do Castelo de Vaux-le-Vicomte

Simbolo da extravagância do XVII, o Castelo Vaux-le-Vicomte foi concebido por  Louis Le Vau (arquiteto), Charles Lebrun (pintor e decorador) e André Le Nôtre (paisagista). Depois de 20 anos de construção, em 1661 o castelo foi dado a Nicolas Fouquet, que era o superintendente das finanças durante o reinado de Louis XIV. A propriedade não lhe pertenceu por muito tempo, uma vez que foi condenado à prisão perpétua por Luís XIV. O Castelo Vaux-le-Vicomte inspirou Louis XIV a projetar o Palácio de Versalhes.

Em 1875, a propriedade foi completamente abandonada e se deteriorou com telhados danificados e desaparecimento de móveis. Posteriormente foi adquirido em leilão por Alfred Sommier. Empresário da indústria açucareira, Alfred se apaixonou por Vaux-le-Vicomte, gastando assim 29 milhões de euros na sua restauração. Até o momento de sua morte em 1908, o castelo tinha voltado à sua antiga glória. O Castelo foi aberto à visitação pública em 1968 e atualmente é propriedade privada de seus descendentes diretos que continuam a cuidar do castelo ao lado de seus 75 funcionários.

O interior do Castelo de Vaux-le-Vicomte

O piso térreo é o piso cerimonial com um interior barroco excepcional formado pela sala da Grande Praça, Sala das Musas, Salão de Jogos e o Quarto do Rei que ostenta um magnífico teto decorado com ouro. O lounge central com a sua bela cúpula italiana  se destaca pela arquitetura típica francesa. O primeiro andar abriga os aposentos particulares do Sr. e da Sra. Fouquet sendo formados pela antecâmara, o escritório e o quarto, que mantiveram sua decoração original. No porão do castelo, fica a cozinha, a adega abobadada e a sala dos criados.

O exterior do Castelo de Vaux-le-Vicomte

O Castelo é rodeado por um imenso jardim francês desenhado por André Le Nôtre com uma área total de cerca de 100 hectares de terras. Foi no castelo de Vaux-le-Vicomte que o famoso designer de jardim pôde exercer plenamente a sua competência, criando o que é hoje conhecido como o jardin à la française com desenhos de alta qualidade, estátuas, perspectivas e elementos que compõem um perfeito domínio da natureza. André Le Nôtre tornou-se o jardineiro favorito de Luís XIV, para quem também desenhou os majestosos jardins do Palácio de Versalhes.

Vaux-le-Vicomte no Cinema!

O castelo Vaux-le-Vicomte foi o palco de inúmeros produções cinematográficas que estampam a sua bela imagem barroca do século XVII como locação. São mais de 20 filmes desde a década de 1960, dentre eles os filmes “Maria Antonieta” (de 2006) e “007 Contra o Foguete da Morte” (de 1979).  O filme de James Bond foi a produção que mais explorou as imagens do castelo Vaux-le-Vicomte, com mais de 30 minutos de estória acontecendo no interior e nos jardins do Castelo. Portanto, o filme  “007 Contra o Foguete da Morte”  é uma ótima oportunidade para se apreciar toda a beleza da arquitetura, do mobiliário e dos espetaculares jardins do Castelo Vaux-le-Vicomte.

________________________________________________________________
Texto: José Maria

(Visitado 11 vezes, 1 visitas hoje)

Postar sua mensagem