San Pedro de Atacama

Atacama 2011: Corrientes a Salta

Índice de posts da viagem ao Atacama 2011

Este é o  trecho mais longo da viagem e sabíamos que seria bravo, mas não imaginávamos que seria tão difícil…. a estrada estava péssima, com buracos, calombos….dos 800 km, mais de 200km estavam com piso rústico, e numa dessas, lá veio a Merda 4.

O escapamento da minha moto (Folegati) soltou !!!! Nao sei como isso aconteceu, mas consegui parar sem maiores problemas. Com a ajuda dos meus amigos Maguivers, colocamos o dito cujo no lugar (mal colocado por sinal) e lá fomos nós de novo, pelo meio dos buracos…. de repente, em outro buraco, soltou de novo, só que dessa vez, a coisa foi pior, pois além do escape soltou também o suporte inferior da mala, e ao estacionar tive que beijar o solo argentino, pois a roda passou em cima do escape e nao consegui segurar a belezura da minha moto…

O estrago foi feio, mas novamente com os 2 Maguivers ajudando e o item mais importante da caixa de ferramenta, o ARAME, e com um pedaço da banda de rodagem de um pneu que estava bem no local do beijo do solo argentino, fizemos uma perfeita gambiarra, que nos levou a Salta sem maiores problemas… eu na frente, e os meus guardiões atrás, garantindo que tudo estava sob controle…. isso é que é companheirismo !!!! A gente só conhece as pessoas quando viaja junto,  e com esses 2 eu vou até à Lua !!!!

Chegamos no Hotel Ghalla em Salta  já meio que escuro…. um banhinho rápido, e fomos procurar a PARRILHADA, pois estávamos varados de fome (principlamente o Helinho) !!!! Nada de parrilhada de novo, mas achamos um restaurante tão bom na “Calle Caseros” que jantamos lá também no dia seguinte… ficamos amigos do garçon, e fomos super bem atendidos…. Também pudera, tomamos 4 garrafas de vinho Malbec e duas garrafas de champagne de presente do garçon !!!!  Fomos dormir cedo, meia noite…. pois no dia seguinte tínhamos que consertar decentemente o escape da moto….

Salta - Argentina

Salta – Argentina

Acordamos cedo, e lá se foram os 3 mosqueteiros à procura de um taller (aprendemos isso de tanto perguntar), que significa “mecânico” !!!! Enquanto ralávamos na procura do taller, as meninas foram visitar as igrejas da cidade, muito bonitas por sinal… lógico que a Solange foi visitar tambem outro tipo de igreja…e queimou umas moedinhas do Geraldo jogando no Cassino….

Nos encontramos um mecânico chamado Hugo!!! Um artista que elogiou a nossa gambiarra !!!! Era uma oficina pequena onde trabalhavam ele e o filho…. o cara inspirou confiança, e então deixamos a Harley lá, com dor no coração, mas ela ficou lá sozinha, e vi até uma lagriminha escorrer do farol de milha, quando montei na garupa do Helio !!!!

Foi uma experiência no minimo estranha…. mas acho que o Helinho gostou, pois foi pelo caminho mais longo, colocou uma música romântica, e me chamou até de “NEGUINHO” !!!!!

A ansiedade de buscar a moto era tanta que resolvemos ir na oficina antes da hora combinada… prometido para as 18:00hs, chegamos lá às 14:00hs !!!! E aí a surpresa….. meu amigo Hugo, montado na moto, o filho dele se preparando para subir também, e ele tava indo almoçar em casa com a minha moto….. e o detalhe: ele até tirou a bandeira brasileira da moto…. jamais um argentino iria andar com uma bandeira do Brasil na moto !!!!!

O serviço ficou maravilhoso…. coisa de artista !!!! Custou 600 pesos, mas valeu a pena !!!! O mesmo farolzinho que derramou uma lágrima quando deixamos a moto sozinha na oficina, esboçou um largo sorriso ao me ver !!!! ah, e o Hugo lavou a moto, pois tava um barro só, devido as chuvas que pegamos…. aí o Geraldo e Helinho quizeram também lavar a moto deles, e fomos até um lava rápido !!!! Fizeram uma lavagem rápida pois tínhamos um compromisso muitooooooo importante para as 16:30, arranjado pela Solange: a Merda 5….. um City Tour pela cidade de Salta !!!!!

Nem mascando folha de coca, gentilmente cedida pelo nosso guia David, a gente conseguiu ficar acordado !!!! O que valeu, foi depois de uma cantadinha, o David deixou pra gente a sobra das folhas de coca, pois no dia seguinte, seria a nossa vez de atravessar a cordilheira dos Andes, com altitudes de cerca de 5000 metros !!!!

Na volta do City Tour (e pensar que quase perdemos isso…..) mais um jantar dos deuses, muito vinho, e como tinhamos que acordar as 4:30hs da matina, fomos dormir cedo…. Meia noite !!!!!

Amanhã mandamos a aventura de cruzar as cordilheiras e o deserto…. abraços!

OBS. Betão, e até agora, nada de parrilhada…. que saudades de você !!!!
_________________________________________________________________________
Texto: Folegati/Geraldo/Helio

Atacama 2011: Puerto Iguazu a Corrientes

Índice de posts da viagem ao Atacama 2011

Corrientes

Saímos cedinho e o tempo estava muitoooooo nublado. Com exceção da Glaucia e Cris que colocaram capa de chuva, todos os demais acreditamos que não iria chover…. menos de 10 Kms de estrada, caiu uma das maiores tormentas que já enfrentamos… ventos muito fortes, e durou mais de uma hora. A nuvem parecia uma montanha negra…

Não tinha lugar pra se parar e, bravamente, o Helinho nos conduziu até um posto, onde esperamos um pouco, tomamos umas “cositas” para esquentar e mergulhamos na chuva de novo.

Há umas duas horas de Corrientes a chuva parou, e chegamos sequinhos…. outro show de hotel (valeu Betão… obrigado), com elevador panorâmico, estilo antigo e com uma vista muito bacana….  HOTEL LA ROZADA !!!! recomendamos para os próximos visitantes !!!!!

Doidos pra explorarmos a costaneira, nem trocamos de roupa e já saímos de moto !!!! sol, calor, e lá vão as 3 Harleys, fazendo barulho, parando a cidade…. até que apareceu um sinal vermelho no nosso caminho…. e essa foi a Merda 3 da viagem!!

Corrientes

No meio do caminho tinha um sinal vermelho, tinha um sinal vermelho no meio do caminho…. mas ninguem viu !!!! O primeiro passou (tô louco de vontade de dizer quem foi, mas não vou…..) e eu e o Helio fomos atrás !!!!! Tocou uma sirene, apareceu um guarda de trânsito, feito doido, gritando… O Geraldo achou que era um flanelinha querendo ajudar a estacionar a moto, e a gente não queria e continuamos andando…. o guarda passou a gente, e nos forçou a parar…

Saiu da moto com o talão de multa na mão…. eu não tinha documento da moto, o Helio disse que também não tinha… a Cris, eficiente como sempre, queria procurar os documentos do Helio e ele não deixava, até que a Cris forçou e abriu a mala lateral….. lá estavam os documentos, e duas garrafas de cachaça…..

Depois disso tudo ganhei um amigo que me custou 100 piezos…. o guarda virou amigo mesmo, até escoltou a gente até o Hotel…..

Finalmente com os documentos todos, e depois de rir muito, fomos para  a avenida Costaneira!!!!! O show meus amigos !!!! O por do sol sob o Rio Paraná é muito bonito….

Por do sol em Corrientes

Tomamos a PATAGONIA, uma cerveja especial que era vendida no Bar Brahma onde aproveitamos e jantamos…. Como o dia seguinte seria longo (mais de 800kms até Salta), resolvemos dormir cedo…. meia noite !!!

OBS. Betao…. mais uma vez, nada de Parrillada ainda !!!!
_________________________________________________________________________
Texto: Folegati/Geraldo/Helio

Atacama 2011: Guarapuava a Puerto Iguazu

Índice de posts da viagem ao Atacama 2011

Estrada estava boa, mas cheia de pedágio…. o tempo era maravilho, com sol e bastante calor…. Saímos de Guarapuava por volta das 8:00hs e chegamos em Puerto Iguazu por volta das 14:00hs… Passamos pela imigração numa boa…Mas na hora do câmbio, aconteceu a segunda Merda da viagem: o Geraldo perdeu todos os documentos… Na verdade ele não perdeu…..Ele abandonou os passaportes, dinheiro, documentos moto, e tudo mais na grama…. imagina isso no lado argentino!!

Por sorte um brasileiro achou e entregou à Policia Argentina…. Esse mesmo brasileiro coincidentemente foi conversar com o Helio, tirar fotos das Harleys, e como o Helio não gosta muito de falar, depois de 1 hora, o brasileiro contou pra ele que tinha achado os documentos de um brasileiro, e lá se foi Geraldo esbaforido atrás da autoridade Argentina, sem a Solange…. mas o guarda só liberou o Geraldo depois que a Solange foi lá, e soltou o Geraldo….

Depois do sufoco, demos muita risada e  rumamos para  o Hotel Sol das Cataratas que,  pelo Google era logo após a fronteira… Foi um pouco difícil achá-lo, pois ficava escondido na mata, com acesso em terra de uns 500 metros, chão vermelho batido. Ficamos rezando para não chover pois se chovesse a gente não sairia de lá nem de trator !!! O Hotel é show de bola, com piscina aquecida, acomodações ótimas…. e o caminho em terra já será asfaltado esse ano…

Aproveitamos o restinho do dia e fomos visitar as Cataratas de Iguazu . A Glaucia e a Solange só se referiam a elas como cachoeiras e o Helio só falava que o lado argentino era um “mijinho” de água, mas quando chegamos lá, ficamos todos impressionados com a grandiosidade do espetáculo…. é fácil entender porque as cataratas é uma das maiores maravilhas do mundo…. Fizemos o circuito superior e,  depois para mostrar que estamos em forma, descemos uns 600 degraus para visitar o circuito inferior. Outro show !!!! A subida foi f… com PH !!!! todos de língua de fora, o que aumentou o apetite pelo jantar…

Como era sexta-feira santa, decidimos comer no hotel, e saboreamos o melhor pão com ovo do planeta, acompanhado de muita cachaça que o Helinho trouxe, além de muita cerveja GUILMES e STELA ATOIS !!!! O pessoal do hotel deixou a gente guardar as motos na varanda do restaurante.,… jantar ao lado das esposas, e da motos, com todo mundo tirando foto delas (das motos é claro) foi o máximo…

A noite ótima, cama de 5 estrelas, e saímos cedinho…. com destino a CORRIENTES!

OBS: Betãoo…. até agora nada de parilhada !!!!
_________________________________________________________________________
Texto: Folegati/Geraldo/Helio

Deserto do Atacama no Chile

Neste post abordarei as atrações do deserto do Atacama ao norte do Chile, um dos destinos preferidos de motociclistas em busca de aventura e belas paisagens. Planejamos ir até o Atacama em motocicletas Harley Davidson em  2011. As informações e fotos deste post são baseadas em viagens de amigos.

Igreja de San Pedro de Atacama

A principal cidade do ponto de vista turístico é San Pedro de Atacama, um pequeno lugarejo com cerca de 4 mil habitantes que fica estrategicamente posicionado a 2400 metros de altitude no meio de inúmeras atrações do deserto do Atacama. São necessários pelo menos tres dias para conhecer as principais pontos turísticos que ficam num raio de 100 quilometros da cidade. Algumas atrações exigem rígido horário de saída, de madrugada, sob pena do visitante não aproveitar  o passeio.

O transporte para os pontos turísticos deverá ser de Vans das várias empresas da cidade. Os preços dos tours são tabelados, e com cerca de 32.000 pesos é possível visitar todos os pontos de interesse (Gêisers, Vulcões, Vale de la Luna, Salar do Atacama e Lagunas Altiplânicas).

Dunas no Vale de La Luna – Deserto do Atacama

O Vale de La Luna fica cerca de 14 km a oeste de San Pedro, sendo formado por uma pequena depressão de 500 metros de diâmetro, com solo salino e rodeado por morros com formações exóticas compondo uma assombrosa paisagem lunar.  As pedras apresentam formas estranhas, sendo possível visualizar objetos e pessoas esculpidas pela natureza nas pedras, destacam-se as Três Marias, o Anfiteatro e cavernas. É obrigatório a subida pela crista de uma das dunas de cujo topo se tem uma vista espetacular do vale. O melhor período para visita é no horário da manhã cedo ou no final da tarde devido ao intenso calor do dia podendo chegar facilmente aos 54°C. O contraste do nascer e do por do sol proporciona também  uma maravilhosa combinação de cores nas montanhas.

Vale de La Luna – Deserto do Atacama

O início do Salar de Atacama fica a 10 km ao sul de San Pedro. O salar ocupa uma área de mais de 3 mil km quadrados coberto por uma vasta camada de sal. O salar possui inúmeras lagunas (Laguna Chaxa) onde se podem ver inúmeros Flamingos na água.

Flamingos na Laguna Chaxa – Deserto do Atacama

Salar Atacama – Deserto do Atacama

As Lagunas do Altiplano (Laguna Miñiques e Laguna Miscanti) são atrações cuja visita é obrigatória. São formadas por uma água límpida e com um azul muito forte, refletindo a cor do céu que praticamente não tem nuvens.  A vista é impressionante, podendo-se fotografar a laguna incluindo os picos gelados das altas montanhas  próximas.

Laguna Miscanti – Deserto do Atacama

Os Geisers do Tatio  ficam cerca de 95 km ao norte de San Pedro ao lado do Vulcão Tatio. O acesso é por uma estrada de rípio muito esburacada. O Tatio é o campo de geisers mais elevado do planeta, ficando a 4300 metros de altitude. Para ver os Geisers ativos, é necessário estar no local entre 6 e 8 horas da manhã. Portanto, os visitantes devem acordar de madrugada em San Pedro para apreciar os Geisers neste horário. Existe uma piscina com água quente onde pode-se tomar banho, portanto informe-se na agencia de turismo a possibilidade de entrar na piscina e leve roupa apropriada. Lembrar que como os Geisers ficam a 2000 metros acima de San Pedro, a temperatura pode ser muito baixa, e portanto deve-se levar agasalho para o frio.

Geisers do Tatio – Deserto do Atacama

Entretanto, aqueles que quiserem tirar uma foto de um dos símbolos do Deserto de Atacama terão que andar um pouco mais, deverão pegar a Ruta 5 até cerca de 70 quilômetros ao sul da cidade de Antofagasta. A uns 500 metros da estrada, ergue-se das areias do deserto uma impressionate  mão esculpida numa gigantesca rocha. Vale a pena parar e tirar uma foto!!

Mão gigante do Deserto de Atacama

 

Texto: José Maria