Deserto do Atacama

Atacama 2011: Corrientes a Salta

Índice de posts da viagem ao Atacama 2011

Este é o  trecho mais longo da viagem e sabíamos que seria bravo, mas não imaginávamos que seria tão difícil…. a estrada estava péssima, com buracos, calombos….dos 800 km, mais de 200km estavam com piso rústico, e numa dessas, lá veio a Merda 4.

O escapamento da minha moto (Folegati) soltou !!!! Nao sei como isso aconteceu, mas consegui parar sem maiores problemas. Com a ajuda dos meus amigos Maguivers, colocamos o dito cujo no lugar (mal colocado por sinal) e lá fomos nós de novo, pelo meio dos buracos…. de repente, em outro buraco, soltou de novo, só que dessa vez, a coisa foi pior, pois além do escape soltou também o suporte inferior da mala, e ao estacionar tive que beijar o solo argentino, pois a roda passou em cima do escape e nao consegui segurar a belezura da minha moto…

O estrago foi feio, mas novamente com os 2 Maguivers ajudando e o item mais importante da caixa de ferramenta, o ARAME, e com um pedaço da banda de rodagem de um pneu que estava bem no local do beijo do solo argentino, fizemos uma perfeita gambiarra, que nos levou a Salta sem maiores problemas… eu na frente, e os meus guardiões atrás, garantindo que tudo estava sob controle…. isso é que é companheirismo !!!! A gente só conhece as pessoas quando viaja junto,  e com esses 2 eu vou até à Lua !!!!

Chegamos no Hotel Ghalla em Salta  já meio que escuro…. um banhinho rápido, e fomos procurar a PARRILHADA, pois estávamos varados de fome (principlamente o Helinho) !!!! Nada de parrilhada de novo, mas achamos um restaurante tão bom na “Calle Caseros” que jantamos lá também no dia seguinte… ficamos amigos do garçon, e fomos super bem atendidos…. Também pudera, tomamos 4 garrafas de vinho Malbec e duas garrafas de champagne de presente do garçon !!!!  Fomos dormir cedo, meia noite…. pois no dia seguinte tínhamos que consertar decentemente o escape da moto….

Salta - Argentina

Salta – Argentina

Acordamos cedo, e lá se foram os 3 mosqueteiros à procura de um taller (aprendemos isso de tanto perguntar), que significa “mecânico” !!!! Enquanto ralávamos na procura do taller, as meninas foram visitar as igrejas da cidade, muito bonitas por sinal… lógico que a Solange foi visitar tambem outro tipo de igreja…e queimou umas moedinhas do Geraldo jogando no Cassino….

Nos encontramos um mecânico chamado Hugo!!! Um artista que elogiou a nossa gambiarra !!!! Era uma oficina pequena onde trabalhavam ele e o filho…. o cara inspirou confiança, e então deixamos a Harley lá, com dor no coração, mas ela ficou lá sozinha, e vi até uma lagriminha escorrer do farol de milha, quando montei na garupa do Helio !!!!

Foi uma experiência no minimo estranha…. mas acho que o Helinho gostou, pois foi pelo caminho mais longo, colocou uma música romântica, e me chamou até de “NEGUINHO” !!!!!

A ansiedade de buscar a moto era tanta que resolvemos ir na oficina antes da hora combinada… prometido para as 18:00hs, chegamos lá às 14:00hs !!!! E aí a surpresa….. meu amigo Hugo, montado na moto, o filho dele se preparando para subir também, e ele tava indo almoçar em casa com a minha moto….. e o detalhe: ele até tirou a bandeira brasileira da moto…. jamais um argentino iria andar com uma bandeira do Brasil na moto !!!!!

O serviço ficou maravilhoso…. coisa de artista !!!! Custou 600 pesos, mas valeu a pena !!!! O mesmo farolzinho que derramou uma lágrima quando deixamos a moto sozinha na oficina, esboçou um largo sorriso ao me ver !!!! ah, e o Hugo lavou a moto, pois tava um barro só, devido as chuvas que pegamos…. aí o Geraldo e Helinho quizeram também lavar a moto deles, e fomos até um lava rápido !!!! Fizeram uma lavagem rápida pois tínhamos um compromisso muitooooooo importante para as 16:30, arranjado pela Solange: a Merda 5….. um City Tour pela cidade de Salta !!!!!

Nem mascando folha de coca, gentilmente cedida pelo nosso guia David, a gente conseguiu ficar acordado !!!! O que valeu, foi depois de uma cantadinha, o David deixou pra gente a sobra das folhas de coca, pois no dia seguinte, seria a nossa vez de atravessar a cordilheira dos Andes, com altitudes de cerca de 5000 metros !!!!

Na volta do City Tour (e pensar que quase perdemos isso…..) mais um jantar dos deuses, muito vinho, e como tinhamos que acordar as 4:30hs da matina, fomos dormir cedo…. Meia noite !!!!!

Amanhã mandamos a aventura de cruzar as cordilheiras e o deserto…. abraços!

OBS. Betão, e até agora, nada de parrilhada…. que saudades de você !!!!
_________________________________________________________________________
Texto: Folegati/Geraldo/Helio

Atacama 2011: Puerto Iguazu a Corrientes

Índice de posts da viagem ao Atacama 2011

Corrientes

Saímos cedinho e o tempo estava muitoooooo nublado. Com exceção da Glaucia e Cris que colocaram capa de chuva, todos os demais acreditamos que não iria chover…. menos de 10 Kms de estrada, caiu uma das maiores tormentas que já enfrentamos… ventos muito fortes, e durou mais de uma hora. A nuvem parecia uma montanha negra…

Não tinha lugar pra se parar e, bravamente, o Helinho nos conduziu até um posto, onde esperamos um pouco, tomamos umas “cositas” para esquentar e mergulhamos na chuva de novo.

Há umas duas horas de Corrientes a chuva parou, e chegamos sequinhos…. outro show de hotel (valeu Betão… obrigado), com elevador panorâmico, estilo antigo e com uma vista muito bacana….  HOTEL LA ROZADA !!!! recomendamos para os próximos visitantes !!!!!

Doidos pra explorarmos a costaneira, nem trocamos de roupa e já saímos de moto !!!! sol, calor, e lá vão as 3 Harleys, fazendo barulho, parando a cidade…. até que apareceu um sinal vermelho no nosso caminho…. e essa foi a Merda 3 da viagem!!

Corrientes

No meio do caminho tinha um sinal vermelho, tinha um sinal vermelho no meio do caminho…. mas ninguem viu !!!! O primeiro passou (tô louco de vontade de dizer quem foi, mas não vou…..) e eu e o Helio fomos atrás !!!!! Tocou uma sirene, apareceu um guarda de trânsito, feito doido, gritando… O Geraldo achou que era um flanelinha querendo ajudar a estacionar a moto, e a gente não queria e continuamos andando…. o guarda passou a gente, e nos forçou a parar…

Saiu da moto com o talão de multa na mão…. eu não tinha documento da moto, o Helio disse que também não tinha… a Cris, eficiente como sempre, queria procurar os documentos do Helio e ele não deixava, até que a Cris forçou e abriu a mala lateral….. lá estavam os documentos, e duas garrafas de cachaça…..

Depois disso tudo ganhei um amigo que me custou 100 piezos…. o guarda virou amigo mesmo, até escoltou a gente até o Hotel…..

Finalmente com os documentos todos, e depois de rir muito, fomos para  a avenida Costaneira!!!!! O show meus amigos !!!! O por do sol sob o Rio Paraná é muito bonito….

Por do sol em Corrientes

Tomamos a PATAGONIA, uma cerveja especial que era vendida no Bar Brahma onde aproveitamos e jantamos…. Como o dia seguinte seria longo (mais de 800kms até Salta), resolvemos dormir cedo…. meia noite !!!

OBS. Betao…. mais uma vez, nada de Parrillada ainda !!!!
_________________________________________________________________________
Texto: Folegati/Geraldo/Helio

Atacama 2011: Guarapuava a Puerto Iguazu

Índice de posts da viagem ao Atacama 2011

Estrada estava boa, mas cheia de pedágio…. o tempo era maravilho, com sol e bastante calor…. Saímos de Guarapuava por volta das 8:00hs e chegamos em Puerto Iguazu por volta das 14:00hs… Passamos pela imigração numa boa…Mas na hora do câmbio, aconteceu a segunda Merda da viagem: o Geraldo perdeu todos os documentos… Na verdade ele não perdeu…..Ele abandonou os passaportes, dinheiro, documentos moto, e tudo mais na grama…. imagina isso no lado argentino!!

Por sorte um brasileiro achou e entregou à Policia Argentina…. Esse mesmo brasileiro coincidentemente foi conversar com o Helio, tirar fotos das Harleys, e como o Helio não gosta muito de falar, depois de 1 hora, o brasileiro contou pra ele que tinha achado os documentos de um brasileiro, e lá se foi Geraldo esbaforido atrás da autoridade Argentina, sem a Solange…. mas o guarda só liberou o Geraldo depois que a Solange foi lá, e soltou o Geraldo….

Depois do sufoco, demos muita risada e  rumamos para  o Hotel Sol das Cataratas que,  pelo Google era logo após a fronteira… Foi um pouco difícil achá-lo, pois ficava escondido na mata, com acesso em terra de uns 500 metros, chão vermelho batido. Ficamos rezando para não chover pois se chovesse a gente não sairia de lá nem de trator !!! O Hotel é show de bola, com piscina aquecida, acomodações ótimas…. e o caminho em terra já será asfaltado esse ano…

Aproveitamos o restinho do dia e fomos visitar as Cataratas de Iguazu . A Glaucia e a Solange só se referiam a elas como cachoeiras e o Helio só falava que o lado argentino era um “mijinho” de água, mas quando chegamos lá, ficamos todos impressionados com a grandiosidade do espetáculo…. é fácil entender porque as cataratas é uma das maiores maravilhas do mundo…. Fizemos o circuito superior e,  depois para mostrar que estamos em forma, descemos uns 600 degraus para visitar o circuito inferior. Outro show !!!! A subida foi f… com PH !!!! todos de língua de fora, o que aumentou o apetite pelo jantar…

Como era sexta-feira santa, decidimos comer no hotel, e saboreamos o melhor pão com ovo do planeta, acompanhado de muita cachaça que o Helinho trouxe, além de muita cerveja GUILMES e STELA ATOIS !!!! O pessoal do hotel deixou a gente guardar as motos na varanda do restaurante.,… jantar ao lado das esposas, e da motos, com todo mundo tirando foto delas (das motos é claro) foi o máximo…

A noite ótima, cama de 5 estrelas, e saímos cedinho…. com destino a CORRIENTES!

OBS: Betãoo…. até agora nada de parilhada !!!!
_________________________________________________________________________
Texto: Folegati/Geraldo/Helio

Cruzando o Atacama de Harley Davidson

Acompanhe os Posts sobre a viagem:

Atacama 2011: Saindo de Casa!
Atacama 2011: Guarapuava a Puerto Iguazu
Atacama 2011: Puerto Iguazu a Corrientes
Atacama 2011: Corrientes a Salta
Atacama 2011: Salta a San Pedro de Atacama
Atacama 2011: San Pedro de Atacama a Antofagasta
Atacama 2011: Antofagasta a Caldera
Atacama 2011: Caldera a La Serena
Atacama 2011: La Serena a Viña del Mar
Atacama 2011: Viña del Mar a Santiago
Atacama 2011: Santiago a Uspallata
Atacama 2011: Uspallata a San Luiz
Atacama 2011: San Luiz a Santiago del Estero
Atacama 2011: Chegando em Casa !

Era primavera de 2010 quando surgiu a ideia de fazermos uma nova viagem ao Chile.

Qual seria o destino desta vez? Como seria a terceira viagem de moto ao Chile, o Paso de Jama que cruza a Cordilheira dos Andes ao norte do Chile cortando o deserto do Atacama, era o destino ideal pois não tínhamos ido nesta região nas vezes anteriores.

Inicialmente, o número de aventureiros era de cerca de 6 casais, todavia, no transcorrer dos dias somente confirmaram a participação os casais Betão/Marli, Folegatti/Glaucia, Hélio/Cristiane e Geraldo/Solange, todos membros do PHD e HOG Campinas.

O Betão ficou incumbido de traçar o roteiro inicial, o que mais tarde foi discutido com os demais.  O passo seguinte foi selecionar os hotéis em que nos hospedaríamos e efetuar as reservas.  À medida em que o tempo ia passando o projeto tomava forma, tudo voltado ao prazer de viajar de motocicleta Harley-Davidson  pelo deserto do Atacama.

Há 2 meses o grupo de aventureiros foi reduzido a 3 casais com a desistência do Betão/Marli. Por ironia do destino, ao fazer um exame de sangue, o Betão descobriu que no seu DNA possuía uma partícula na sequencia do genoma, no mínimo curiosa: era a sigla HD (Harley-Davidson) e,  inesperadamente, teve que cancelar a sua participação na aventura que ajudara  formatar.  O Betão foi convidado para ser gerente da  nova loja Harley-Davidson de Campinas, que foi aberta aos clientes no dia 9 de abril de 2011. É claro que quem tem HD na sequencia do DNA, não poderia deixar uma oportunidade dessa passar e, portanto, o Betão foi guindado para ser o primeiro gerente da Loja Tennessee Harley-Davidson Campinas, a quem devemos render as nossas homenagens e desejar imensa sorte na nova e gratificante empreitada.

Ao final, o projeto traçado, fez  com que San Pedro do Atacama ficasse no meio do caminho, pois, adiante da fronteira Chilena ainda iriamos nos hospedar em Antofagasta, Caldera, La Serena, Viña del Mar e Santiago do Chile, para só então retornarmos em território Argentino passando por Uspallata, Córdoba, Santiago del Estero e Resistencia.  A partir desse ponto entraremos no território Paraguaio rumo a Asunción, de onde retornaremos para as linhas brasileiras rumo a Foz do Iguaçú, Maringá e finalmente nossas casas.

Lembrando que na ida, antes de chegarmos em San Pedro do Atacama, passaremos por Guarapuava, Puerto Iguazú, Corrientes e Salta.  Em algumas dessas cidades ficaremos 2 ou 3 dias, dependendo do interesse turístico de cada localidade.

Entre a partida e o retorno está previsto 25 dias de aventura, pura emoção, não pela velocidade  mas simplesmente pela beleza das paisagens que iremos desfrutar.  A partida foi marcada para a próxima quinta-feira dia 21 de abril de 2011, data que vem se aproximando com a mesma velocidade que a nossa ansiedade aumenta.

Máquinas revisadas, malas feitas, documentação das 3 Electras em ordem, incluindo carta verde, extensão de perímetro do seguro, carteira de vacinação de febre amarela, carteira internacional de habilitação e documentos pessoais, tudo voltado para evitar percalços desnecessários durante a viagem.  É claro que os equipamentos para registrar a magnifica viagem também estão preparados.

Chegada a hora da partida, aos que ficam desejamos que nos acompanhem e partilhem conosco as nossas emoções além, é claro, de nos desejarem muita sorte.  Durante o percurso, na medida do possível passaremos as informações disponíveis.  Rogamos, por fim, que Deus nos dê a sua benção, nos protegendo para que a nossa aventura transcorra dentro do planejado.
_________________________________________________________________________
Texto: Geraldo Cabañas

Rally Dakar 2010: Argentina e Chile

Eu e a Imaculada estamos em viagem de turismo por Buenos Aires e região desde o dia 28/12/2009.

Hoje  tivemos a oportunidade de fazer um programa diferente: acompanhamos a largada do Rally Dakar, que está sendo realizado pela segunda vez consecutiva na América do Sul, devido a problemas de segurança com os carros e  pilotos no Rally Paris-Dakar nos desertos do norte da África.

O cerimonial com a partidas dos 361 participantes do Rally foi na Praça da República, em frente ao Obelisco, em Buenos Aires.

Uma  multidão muito animada de cerca de 250 mil pessoas, na qual estávamos  eu e a Imaculada,  prestigiaram a abertura do evento.

Foram colocados cordões de isolamento  em  mais de 6 quilometros das Avenidas 9 de Julho, Calle Mitre  e Avenida de Mayo por onde as motos, quadricíclos, carros e Caminhões desfilaram após a largada oficial.

O piloto  argentino Javier Pizzolito foi a primeira vítima do Rally, com o fogo que se alastrou em sua moto antes da sua partida oficial.

Moto do piloto Javier Pizzolito

O Rally será realizado no período de  1 a 17 de janeiro, e terá 15 etapas nos territórios argentino e chileno, totalizando cerca de  9 mil quilômetros  incluindo o cruzamento das geladas montanhas da Cordilheira dos Andes por estrada de terra e o Deserto do Atacama com suas gigantescas dunas.

Sao as seguintes as etapas do Rally Dakar:

02/01: Buenos Aires – Córdoba (ARG)
03/01: Córdoba – La Rioja
04/01: La Rioja – Fiambalá
05/01: Fiambalá – Copiapo (CHI)
06/01: Copiapo – Antofagasta
07/01: Antofagasta – Iquique
08/01: Iquique – Antofagasta
09/01: Reposo
10/01: Antofagasta – Copiapo
11/01: Copiapo – La Serena
12/01: La Serena – Santiago
13/01: Santiago – San Juan (ARG)
14/01: San Juan – San Rafael
15/01: San Rafael – Santa Rosa
16/01: Santa Rosa – Buenos Aires

O total de 361 participantes estao divididos nas seguintes classes de veículos:

Largada das motocicletas

160 Motocicletas, com a participação de seis pilotos brasileiros:

Rodolpho Mattheis,
Carlos Ambrosio,
Bernardo Bonjean,
Tiago Fantozzi,
Vicente De Benedictis Neto e
Antonio Sequeira.

11 Quadricíclos, com a participação de apenas um piloto brasileiro, Carlo Giovanni  Collet Júnior.

 

140 Carros, com a participação de 8 equipes brasileiras:

  • Mauricio Jose Neves/ Clecio Maestrelli,
  • Jean de Azevedo/ Youssef Haddad,
  • Guilherme Spinelli/ FilipePalmeiro,
  • Klever Kolberg/ Giovanni Godoi,
  • Julio Bonache/ Lourival Roldan,
  • Reinaldo Marques Varela/ Erley Ayala,
  • Sven Fischer/ Joao Stal e
  • Sergio  Williams/ Rodrigo Konig.

O carro do piloto paulista Klever Kolberg  será o primeiro veículo na história do Rally Dakar a competir usando o etanol como combustível, seu carro é  um Mitsubishi Pajero Sport Flex com um tanque de combustível adaptado para uma capacidade de 570 litros.

50 Caminhões, com a participação apenas da equipe brasileira André  de Azevedo/ Maykel Justo.

Largada dos Carros

Largada dos Caminhões

Desfile pelas Avenidas após a largada oficial


Texto: José Maria