Viagem de Aventura

Entrando de moto Harley na Argentina rumo ao Chile

Guarapuava/Porto Iguazú 405 Km

Saímos as 7:30 hs da manha, com um forte frio e céu nublado mas sem chuva. Por precaução, colocamos capas de chuva que tiveram que ser tiradas no meio do dia, visto que o céu se abriu com um sol maravilhoso. Chegamos em Puerto Iguazu no inicio da tarde e fomos ao Freeshop fazer compras. Em seguida fomos comer Parrilla no centro da cidade.

A moto do Marcão estava com problemas na injeção com dificuldades para dar partida. Contatamos o PHD Bam-Bam que nos indicou um mecânico para ver a moto no dia seguinte. Entretanto, o Geraldo às 23 hs do domingo, colocou um rele novo na moto e o problema foi resolvido. O Marcão em agradecimento lavou a moto do Geraldo, visto que todas estavam imundas devido à chuva dos dias anteriores.

______________________________________________________________________________
Texto: José Maria

A Partida de Campinas rumo a Santiago do Chile

No dia 18/10/2008, integrantes do HOG Campinas (Zé Maria/Imaculada, Betão/Marli, Geraldo/Solange, Hélio/Cristiane, Jeferson/Maria Helena e Marcão/Beth) partiram para uma viagem de moto, sem carro de apoio, de 23 dias de duração com um percurso de cerca de 8 mil quilômetros de Campinas até Santiago do Chile seguindo o roteiro abaixo.

mapaviagempeq

Mapa do Roteiro da Viagem

18/10/2008 Campinas/Guarapuava 670 km

Cidade: GUARAPUAVA (Paraná/Brasil)
Chegada 18/10/2008 saída 19/102008
San Marino Palace Hotel, Rua Inácio Karpinski nº 899
Tel: 42 3624 32 00 contacto: Patrik
Diária casal: R$80,00 com café da manhã (A/C , Frigobar, Estac.)

O ponto de encontro em Campinas na manhã do dia 18 de outubro foi o Ventura Mall. Após um rápido café da manhã saímos para encontrar os colegas Betão, Geraldo e Marcão em um posto de gasolina em Tatuí a 160 km de Campinas. O céu estava aberto, mas perto de Sorocaba o tempo fechou e tivemos que parar na rodovia para colocar as capas de chuva.

Conforme combinado previamente, o Betao conduziria o grupo até Santa Fé, na Argentina. Durante a viagem para Guarapuava a chuva fina foi constante, com breve intervalos sem chuva. Almoçamos em Castro e chegamos em Guarapuava no meio da tarde. O primeiro jantar do grupo na viagem foi numa pizzaria onde, além do chopp, foi acertado detalhes em aberto da viagem.

______________________________________________________________________________
Texto: José Maria

Duplas sobre duas rodas

Casal do Cambuí, ao lado de Outros cinco, percorrerá 8 mil quilômetros em motocicletas

A vida de Zé maria e Maria Imaculada é movida a roncos. Não os dos humanos, mas os de uma preciosidade que o engenheiro guarda no condomínio onde mora, na Coronel Quirino. Para conhecê-la, é preciso pedir permissão ao casal e, num solavanco só, tirar a capa contra poeira que cobre a motocicleta. Nem é preciso observar muito para chegar a conclusão que trata-se de uma Harley-Davidson. Ainda não foi batizada e seus donos a chamam pelo modelo, Heritage, de 1.600 cilindradas. O zelo pelo qual Zé e Imaculada  cuidam da moto se assemelha ao oferecido a um filho. É por essas e outras que, como dois pais corujas em um dia de apresentação do filho na escola, o casal está ansioso com a primeira viagem internacional da moto. Ao lado de mais cinco casais e suas respectivas Harleys, o trio cairá na estrada entre outubro e novembro. E o destino final ? Chile.

Reportagem no Jornal do Cambuí de 17/10/2008

Reportagem no Jornal do Cambuí de 17/10/2008

Antes de conhecer o roteiro da viagem, é necessário descobrir de onde vem a amizade entre Zé maria e Imaculada, com Jeff e Maria Helena, Hélio e Cristiana, de Campinas, e Betão e Marli, de Limeira, e Gera e Solange, e Marcão e Beth, de Salto. Os aventureiros trombaram com suas motocicletas pela primeira vez num sábado na concessionária da Harley-Davidson na Moraes Sales, ponto de encontro do HOG (Harley Owners Group), de Campinas. Zé Maria, que afiliou-se à turma em 2001, quando adquiriu sua primeira Harley, adianta-se para contar um pouco do grupo. “Aos finais de semana, todos os proprietários dessas motocicletas se reúnem. Depois de um café da manhã, saímos a passeio”. Na lista de cidade que ouvem os roncos das motos estão Piracicaba, Serra Negra e Atibaia. “No final da tarde, voltamos”.

O grupo campineiro no total, arrisca o número, é composto por mais de 200 pessoas, mas nem todos são assíduos como o sexteto da motocicleta. Há ainda viagens mais longas aos encontros nacionais do HOG Brasil, realizados duas vezes por ano em cidades turísticas. E, para não perder o costume, os seis casais são figurinhas carimbadas. Já passaram por Búzios, Angra dos Reis, Campos do Jordão, Bonito além de Araxá e Tiradentes.

“Foi assim que fortalecemos a nossa amizade”. Também, não é para menos, já que todos do sexteto da motocicleta dividem gostos iguais. Não só a paixão por duas rodas, como também a por comidas, músicas e estilo de vida um tanto parecidos. Outro aspecto importante, que cabe a Betão contá-lo: “Todos nós ou somos  quarentões ou cinquentões”, brinca o aventureiro, de 54 anos, arquiteto quando não está montado em uma de suas duas possantes (tem uma Elektra e outra Heritage).

Com o intuito de despistar a ansiedade com relação à viagem do Chile, Zé Maria abre um album com fotos e lembranças da viagem de parte do sexteto aos Estados Unidos. Em 2006, depois de alugar as motocicletas em Las Vegas, o grupo partiu rumo a Barstow numa viagem de 1.600 quilômetros, feita em 7 dias. “Fizemos parte da famosa Rota 66, além disso passamos por cidades fantasmas, como Oatman e Calico, e paramos no Bagdad Cafe, em Newsberry Springs, cenário do filme de mesmo nome”. Já em 2007, quatro deles, em 13 dias, viajaram 3.500 quilômetros. De paisagem, puderam comtemplar as do Yellowstone National Park e parte das Montanhas Rochosas. “Não pegamos tanta neve”, diz, um pouco frustrado. Das duas vezes, ao contrário da viagem ao Chile, foram escoltados por um carro de apoio. “Sempre pilotado por um dos casais”, frisa.

Eles partem amanhã para Santiago

Sexteto da motocicleta levará poucas roupas: primeira parada será Guarapuava

Sexteto da motocicleta levará poucas roupas: primeira parada será Guarapuava

Na mala de viagem, poucas  mudas de roupa. No máximo, duas calças, além da do corpo de couro, peças íntimas, um par de camisetas e tratando-se de um percurso como esse, um agasalho reforçado. “esse vai no corpo, mesmo”, explica Maria Imaculada. A mala, que está mais para uma trouxa, nem parece que será usada durante 23 dias, num trajeto de quase 8 mil quilômetros. “Nas paradas, vamos aproveitar para lavá-las”, adianta Marli, esposa de Betão, conta uma tática que emprega nas expedições. “Levamos poucas roupas porque no caminho compramos novas”. Mas não são apenas as mulheres que reclamam, os homens também se queixam da economia de vestuário. “Como não vamos ter o carro de apoio, em que podíamos colocar a roupa desejada, será uma das maiores dificuldades”, avalia Betão. A aventura, que começará amanhã (18) logo pela manhã, terá como primeira parada Guarapuava, no Paraná (ao todo serão 600 quilômetros). A média de trajeto percorrido por dia ficará entre 124  e  740 quilômetros. O que não intimida o sexteto da motocicleta. “O maravilhoso não é chegar na cidade, mas pilotar 12 horas uma Harley e conhecer novas culturas e comidas diferentes”, conta Betão. O percurso, traçado a meses, contemplará Santa Fé, Mendoza (“passaremos pela região de rios e vinícolas”). Viña del Mar, Santiago, entre outras. Mesmo com tanta fartura de paisagem, uma em especial é a mais aguardada pelos casais – a travessia pela Cordilheira dos Andes. “Estaremos no pé do Aconcágua. Imagine só a emoção. Estamos contando com o gelo”.

EUA Western Frontier Journey – Setembro 2007

Nosso objetivo na aventura era viver profundamente o clima do velho Oeste americano! Queríamos descobrir a autêntica America  e curtir o ambiente de velho oeste selvagem, nos transportando de volta no tempo dos Cowboys. Mas em vez de cavalos, estaríamos montados no ícone americano, as legendárias motocicletas Harley-Davidson.

Nosso trajeto previa a passagem  por belíssimas paisagens com natureza selvagem e campos abertos e lugares especiais  onde os espíritos de Buffalo Bill, General Custer e o Crazy Horse  continuam vivos. Queríamos também poder  mergulhar na aventura e esquecer o estresse da nossa vida agitada.

Trajeto da Viagem Western Frontier Tour

Trajeto da Viagem Western Frontier Tour

Rumamos para o Aeroporto de Guarulhos com o objetivo de embarcar no final da noite do dia 06/09/2009 para os EUA.  Depois de um contratempo devido ao cancelamento do vôo da Delta Airlines de São paulo para Atlanta/EUA, pernoitamos na cidade de Guarulhos/SP e partimos para os EUA no dia seguinte à noite.

Tivemos que replanejar às pressas o início da viagem para comportar a perda de um dia devido ao cancelamento do vôo. Cortamos a parada na cidade de West Yellowstone, encurtando nossa visita ao parque Yellowstone em um dia. Mantivemos todas as demais cidades e visitas a parques previstos em nosso plano de viagem inicial.

Trajeto detalhado com os pontos de pernoite

Trajeto detalhado com os pontos de pernoite

08/09/2007 – Escala em New York

Vista a partir do Empire State Building

Vista a partir do Empire State Building

Como brinde para compensar o nosso transtorno ocasionado pelo cancelamento do vôo no dia anterior, o grupo formado pelo Betão/Marli, Gera/Solange, Zé Maria/Imaculada e Toninho/Paula ganhou  da Delta Airlines passagens de primeira classe em um vôo de São Paulo para Salt Lake City com escala  em New York.

Em New York, como tinhamos uma boa folga no tempo na escala, aproveitamos e fomos visitar pontos turísticos como o Empire State Building e passamos em uma loja Harley-Davidson para comprar camisetas.

No início da noite embarcamos para Salt Lake City e fomos beneficiados pelo fuso horário, chegando no destino ainda no dia 08/09/2009.

08/09/2007 – Chegada em Salt Lake City

Hotel Holiday Inn Express – 4465 South Century Drive, Salt Lake City, UT, 84123, US – Fone: 801 268-2533 (diária US$ 90,00 com café da manhã continental).

Salt Lake City

Salt Lake City

Chegamos em Salt Lake City, pegamos no aeroporto a Van alugada e fomos para o Hotel.  Como estávamos cansados jantamos em um fast food próximo e fomos dormir.

No dia seguinte, um domingo, fomos ansiosamente até a loja Eaglerider pegar as motocicletas Harley-Davidson alugadas. Chegando lá duas  Elektras, uma Ultra preta e uma Classic Azul e Prata estavam nos esperando. A funcionária, gentilmente abriu a loja no domingo para que pudessemos pegar as motos. Agradecemos, demos uma gorgeta para a funcionária e saímos nas poderosas motocicleta  rumo ao hotel de onde saímos rapidamente para a cidade de Jackson Hole.

09/09/2007 – Saída de Salt Lake City para Jackson/WY 

Distancia – 273 Milhas e Tempo de viagem de  5 hs 11min
Hotel em Jackson: Days Inn Jackson Hole – 350 South Highway 89/P Box2986, Jackson, WY,  83001, US – Fone: 307-7330033 (diária de US$ 134,00 com café da manhã continental) 

Jackson Hole City

Jackson Hole City

As estradas sinuosas das montanhas Wasatch nos levaram para Wyoming. Depois de uma parada para abastecimento, seguimos rumo a Bridger Teton National Forest e para a cidade de Jackson Hole, uma charmosa estação de esqui onde o velho oeste ainda está vivo e muito presente nas lojas e decoração dos prédios.

Ao chegarmos no hotel o Laraia e família, amigos brasileiros que residem em Pocatello, estavam nos esperando. Descarregamos as motos no Hotel e fomos jantar na cidade de Jackson. A cidade é famosa por seus rodeios e pelas pistas de esqui, onde Harrison Ford ou Uma Thurmann podem ser facilmente vistos durante a época de Inverno!

 10/09/2007 – Saída de Jackson/WY para Gardiner/MT,

Distancia: 220 Milhas e Tempo de viagem de  6 hs 14min
Hotel em Gardiner: Confort Inn Yellowstone North, 107 Hellroaring St., Gardiner, MT, US – Fone: 406-8487536  (diária US$112,49+7%, sem café da manhã).

Grand Teton National Park

Grand Teton National Park

O dia começou com um frio muito forte. Saímos 8:00hs do hotel rumo ao Grand Teton National Park.  Logo que entramos no parque, avistamos as majestosas montanhas que formam os “Tetons”, que infelizmente para nós, não estavam com os cumes cobertos de neve. Rodamos um bom tempo na estrada tendo as montanhas à nossa esquerda.

Visitamos o famoso Jenny Lake e rumamos para o primeiro parque nacional americano, o Yellowstone National Park! Dentro do parque pudemos ver de perto animais selvagens e belíssimas paisagens.

O parque Yellowstone possui cerca de 60% dos geiseres do mundo, e o mais famoso de todos, o “Old Faithful”  foi a nossa parada para o almoço!  À tarde seguimos viagem rumo a Gardiner, visitando no caminho vulcões de lama espectaculares e nascentes ácidas no “Upper Geyser Basin”. Visitamos o Grand Canyon of Yellowstone com a majestosa cachoeira Uper Falls of Yellowstone. Finalmente chegamos à pequena cidade de Gardiner no final da tarde, descarregamos as motos no Hotel e fomos jantar em um aconchegante restaurante da pequena cidade.

11/09/2007 – Saída de Gardiner/MT para Cody/WY,

Distancia: 192 Milhas e Tempo de viagem de  4hs 53min
Hotel em Cody: Best Western Sunset Motor Inn, 1601 8th Street,  Cody,  WY,  82414-4134,  US Phone: 307-587-4265  (diária de US$107,10 + 9%, sem café da manhã)  

Bufalo na estrada do Parque Yellowstone

Bufalo na estrada do Parque Yellowstone

Saímos cedo do hotel e depois de abastecermos as motos, fizemos uma rápida parada no Mamooth Springs dentro do Yellowstone National Park. Seguimos em seguida rumo a Cody/WY pela belíssima estrada Beartooth Highway (The most beautiful Roadway in America – HOG Tales Magazine Sept/Oct 2005). Cruzamos o Beartooth Pass a 3336 metros de altitude e curtimos a belíssima vista e o forte vento gelado das montanhas.

Comemos deliciosos sanduiches em Red Lodge/MT e quando fomos abastecer as motos o Gera, ao estacionar a Ultra, puxou o descanço para um lado e deitou a moto  para o lado contrário. A moto tombou e  foi levantada do chão com  a ajuda de alguns Harleyros, bem no estilo  “Del Fuegos” do filme Motoqueiros Selvagens (Wild Hogs), que estavam parados no posto de gasolina.

Continuamos a viagem e chegamos em Cody no meio da tarde,  indo  visitar  o museu em homenagem ao Buffalo Bill. O jantar foi num ótimo restaurante, onde pudemos saborear a deliciosa comida da região. No dia seguinte pela manhã, visitamos a loja da Harley-Davidson  de Cody onde compramos camisetas da Harley.

12/09/2007 –Saída de Cody/WY para Buffalo/WY

Distancia de 183 Milhas e Tempo de viagem de  2hs 57min
Hotel em Buffalo: Best Western Crossroads Inn, 75 N Bypass Road,  Buffalo,  WY, 82834-9361, US Fone: 307-684-2256 (diária de  US$  95,39 + 7%, sem café da manhã).

Big Horn National Forest

No caminho para Buffalo, encontramos  lugares com nomes sugestivos, tais como Greybull (Búfalo Cinza) ou Sitting Bull (Búfalo Sentado). Cruzamos  o  magestoso Little Big Horn Pass e a Floresta Nacional Bighorn antes de pararmos em Sheridan para abastecermos as motos e almoçarmos no Pizza Hut.

Devido a um engano, colocamos óleo Diesel numa das Elektras, e após alguns metros a moto apagou totalmente. Após quase 3 horas de trabalho, onde desmontamos o filtro de ar, retirarmos o óleo diesel do tanque e colocarmos gasolina no tanque e diretamente na câmara injetora, conseguimos colocar a moto em funcionameto. Continuamos assim, com a moto soltando muita fumaça no escapamento,  a viagem rumo a Buffalo onde pernoitamos.

13/09/2007 –Saída de Buffalo/WY para Keystone/SD

Distancia: 261 Milhas e Tempo de viagem de  4hs 36min
Hotel em Keystone: Best Western Four Presidents Lodge , 24075 Highway 16A, Keystone,  SD,  57751-6664,  US Phone: 605-666-4472 (diária de US$ 99,95, sem café da manhã).

Devil´s Tower National Monument

Devil´s Tower National Monument

Deixamos a cidade de Búfalo numa manhã muito fria. Nossa primeira parada foi na loja Harley-Davidson da cidade de Gillete onde compramos camisetas, jaquetas e luvas. Nais adiante saímos da Highway  90 e fomos na direção da Devil´s Tower (Torre do Diabo), um local sagrado dos indios, que foi proclamado por Theodore Roosevelt como primeiro monumento nacional da nação. Mais tarde, outra lenda nos esperava: Sturgis/SD, lar do mais famoso rally do mundo, onde almoçamos e visitamos a famosa concessionária local da Harley-Davidson para comprarmos camisetas e souvenirs.

Na parte da tarde, continuando no clima típico do Western americano, seguimos em direção a Keystone onde ficamos por dois dias, para descansar e para ter tempo de ver as atrações turísticas da região.

14/09/2007 –Keystone/SD
Hotel em Keystone: Best Western Four Presidents Lodge , 24075 Highway 16A, Keystone,  SD,  57751-6664,  US Phone: 605-666-4472 (diári de  US$ 99,95, sem café da manhã)

Mount Rushmore

Mount Rushmore

Aproveitamos a manhã para visitar a famosa montanha que tem as quatro faces de presidentes americanos esculpidos na rocha – o admirável Mount Rushmore – que fica a poucos quilometros de Keystone nas famosas Black Hills Mountains. Na parte da tarde fomos visitar o Crazy Horse Monument, uma outra montanha bem maior que o Mount Rushmore onde está sendo esculpido na rocha a gigantesca estátua do índio “Crazy Horse” montado no seu cavalo. O monumento ainda está inacabado, mas é possível apreciar o gigantismo e a beleza da obra.

Na saída para abastecermos as motos, o Gera ao sair  sem tirar a corrente anti-roubo que travava as rodas, deitou a Ultra novamente na garagem do Hotel.

O programa noturno foi um excelente show musical típico com cowboys do velho oeste acompanhado de um delicioso jantar  com comida típica.

15/09/2007 – Saída de Keystone/SD  para Cheyenne/WY

Distancia de 289 Milhas e Tempo de viagem de 4hs 48min
Hotel em Cheyenne: Holiday Inn,  204 West Fox Farm Road, Cheyenne, Wyoming, 82007, US – Phone: 307-6384466 (diária de US$ 99,00, sem café da manhã)

Crazy Horse Memorial

Crazy Horse Memorial

Na manhã do dia seguinte, de volta à estrada passamos novamente pela montanha do Crazy Horse Memorial e cruzamos a região que foi palco da saga arrebatadora de expansão no Western americano com a resistência indígena à invasão de seus territórios. Continuamos a viagem, e ao cruzarmos a cidade de Hot Springs,  tivemos que esperar o desbloqueio de ruas tomadas por uma característica parada dos moradores da cidade, com direito a pegar balas e guloseimas atiradas pelos carros elegóricos  para as “crianças” que estavam assistindo. Após o término da parada rumamos  para  Cheyenne, a capital do estado de Wyoming.

16/09/2007 – Saída de Cheyenne para Winter Park/CO

 Distancia: 150 Milhas e Tempo de viagem de  3hs 39min
Hotel em Winter Park: Best Western Alpenglo Lodge, 78665 US Highway 40, Winter Park, CO,  80482,  US Phone: 970-726-8088 (diária de  US$ 64,80 + 9,9%, com café da manhã)

Cruzando o Rocky Mountain National Park

Cruzando o Rocky Mountain National Park

Saímos cedo de Cheyenne e fomos em direção ao Rocky Mountains National Park, com seus picos impressionantes e com altas montanhas de mais de 14.000 pés. O parque é repleto de animais selvagens e de uma natureza exuberante, onde pudemos respirar um ar puro da montanha e apreciar a vista deslumbrante. No topo da montanha, fomos surpreendidos por uma forte chuva de gelo e granizo, ficando a estrada totalmente branca. Reduzimos a velocidade e continuamos a viagem até chegar no final da tarde à pequena e simpática cidade de  Winter Park.

Winter Park é uma aconchegante estação de esqui durante o inverno, como estávamos saindo do verão a cidade estava vazia. Entretanto pudemos visitar charmosos shopping centers e comer uma comida excelente.

17/09/2007 – Saída de Winter Park/CO para Denver/CO.

Distancia- 86 Milhas e Tempo de viagem de 1h 45min.
Hotel em Denver: Holiday Inn Denver City Center – 1450 Glenarm Place, Denver, CO, 80202, US – Phone: 303 5731450 (diária de US$ 119,00, sem café da manhã)

denver

Denver (Mile high city)

O dia seguinte amanheceu chuvoso e muito frio, todos estavam esperando que nevasse, o que ocorreu na subida das montanhas rumo a Denver, exatamente quando a temperatura se igualou a zero graus centígrados.

Paramos num mirante da estrada para apreciar a neve caindo, tiramos fotos e voltamos para a estrada cuidadosos com a neve na estrada.

Chegamos a Denver no início da tarde e fomos visitar a belíssima loja “Mile High Harley-Davidson” em Denver onde, para variar, compramos camisetas.

Fomos para o hotel, descarregamos as motos e fomos almoçar e passear no famoso calçadão comercial de Denver que ficava a uma quadra do nosso hotel.  Tiramos inúmeras fotos das praças e dos belos monumentos.

18/09/2007 – Saída de  Denver/CO para Aspen (Basalt)/CO

Distancia- 198 Milhas e Tempo de viagem de 3hs 31min
Hotel em Aspen (Basalt): Best Western Aspenalt Lodge, 157 Basalt Road,  Basalt,  CO, 81621, USPhone: 970-927-3191 (diária de US $112,50+8,6% com café da manhã continental)

Aspen à noite

Aspen à noite

Saímos de Denver seguindo as belas paisagens e picos nevados da  Highway 70, passando pelo Vail Pass a 3250 metros de altitude, onde tivemos que parar para colocar mais agasalho devido ao frio, visto que estávamos no nível da neve das montanhas.

Continuamos no Highway 70  até a cidade de Glenwood Springs já no vale de Aspen, onde paramos para almoçar e visitar a bela loja da Harley-Davidson. Após o almoço continuamos serpenteando a estrada na direção de Aspen, uma das mais famosas estações de esqui do mundo e que mantém um certo charme mesmo no verão.

Na cidade aproveitamos para visitar lojas, shopping centers e cafés.  No final da tarde fomos para o hotel em Basalt, uma pequena vila perto de Aspen. À noite o Zé Maria e Imaculada foram jantar em Aspen, em um aconchegante restaurante onde aproveitaram para comer um delicioso Fondue  para curtir o frio que já estava chegando na região. Os demais integrantes do grupo ficaram em Basalt e jantaram em um restaurante da cidade.

19/09/2007 – Saída de  Aspen/CO para Vernal/UT

Distancia- 213 Milhas e Tempo de viagem de 4hs 02min
Hotel em Vernal: Best Western Dinosaur Inn , 251 E Main Street,  Vernal,  UT,  84078-2605,  US Phone: 435-789-2660 (diária de  US $ 125 + 10,75%  – sem café da manhã)

Rumo a Vernal/Utah

Rumo a Vernal/Utah

Saímos cedo em direção de Vernal. Tomamos a Highway 70 até Grand Junction onde visitamos mais uma loja Harley-Davidson.

Um pouco mais à frente saímos da Highway 70 e fomos rumo norte até Vernal já no estado de Utah. Vernal é considerada a terra dos Dinossauros. Em suas redondesas são encontrados inúmeros vestígios da presença dos antigos moradores e que desapareceram há muito tempo, os principais fósseis podem ser vistos no parque Dinosaur National Monument.

Visitamos a pequena loja Harley-Davidson de Vernal e fomos para o Hotel. O programa noturno foi um jantar num restaurante chinês, a mais farta e  barata comida que comemos na viagem.

20/09/2007 – Saída de  Vernal/UT para Salt Lake City/UT

Distancia de 178 Milhas e Tempo de viagem de 3hs 02min
Hotel em Salt Lake City: Holiday Inn Express – 4465 South Century Drive, Salt Lake City, UT, 84123, US – Phone: 801 268-2533 (diária de US$ 90,00 com café da manhã continental)

Templo Mormon

Templo Mormon

Vôo Salt Lake City/Las Vegas DL4014 : 9:40am / 09:59am
Hotel em Las Vegas: Flamingo

Las Vegas Harley-Davidson Café

Las Vegas Harley-Davidson Café

Depois da última noite em Salt Lake City, logo pela manhã,  foi o momento de ir  para o aeroporto rumo a Las Vegas.  Após a entrega da VAN alugada no aeroporto, os casais Gera/Solange, Toninho/Paula e Zé Maria/Imaculada tomaram um avião para Las Vegas e o casal Betão/Marli tomaram um avião para San Diego.

A nossa aventura de motocicleta Harley-Davidson – a Western Frontier Journey – terminou, mas as lembranças e o desejo de retornar para uma nova aventura, vai ficar conosco para sempre.

Chegamos em Las Vegas, pegamos no aeroporto a Van alugada e fomos para o Hotel Cassino Flamingo, um dos mais tradicionais cassinos de Las Vegas. Após descarregarmos as bagagens no hotel, fomos até a gigantesca loja da Harley-Davidson de Las Vegas comprar camisetas, souvenirs e acessórios.

No resto do dia e na parte da noite visitamos inúmeros Cassinos. No jantar o grupo se dispersou, o Zé maria e a Imaculada jantaram no famoso Harley-Davidson Café  bem no centro das atrações da cidade.

22/09/2007 – Las Vegas

Cassino Luxor

Cassino Luxor

Pode-se  ir inúmeras vezes em Las Vegas e visitar os diversos Cassinos, sempre vai ficar alguma coisa  para ser vista ou ser  revista. Portanto, no dia seguinte, fomos aos Cassinos Luxor, no Excalibur, no New York-New York,  no Cesar Palace, no Paris, no Bellagio, no Treasure Island e no Venetian, onde fizemos vários registros em fotos e vídeo para o DVD que será produzido sobre a nossa aventura.

O jantar do grupo foi num excelente restaurante da piazza de “San de San Marco”  no Cassino Venetian, um dos mais charmosos cassinos da cidade de Las Vegas.

23/09/2007 – Embarque Las Vegas/NV para São Paulo/Brasil

Vôo Las Vegas/Atlanta DL1789 :           10:50am / 05:52pm
Vôo Atlanta/São Paulo  DL0105 :           08:10 pm / 06:40am

No dia seguinte pela manhã devolvemos a Van no aeroporto e embarcamos para São Paulo, com escala em Atlanta, onde econtramos com o Betão e a Marli que vinham de San Diego.

Veja mais sobre a viagem em nosso eBook!

__________________________________________________________________________________________
Texto: José Maria
Imagens: Integrantes da Viagem
Viagem aos EUA Western Frontier, em Setembro de 2007, feita por integrantes do HOG Campinas

Harley Davidson Route 66 Journey – Maio de 2006

O sonho de todos sempre foi fazer a Rota 66 em motocicletas Harley Davidson. Estava também nos planos, cruzar as estradas e parques nacionais americanos fora do trajeto da Rota 66, tais como o Grand Canyon e o Zion National Park.

Portanto, um ano antes da viagem, começamos os preparativos e o planejamento detalhado do trajeto com as paradas para abastecimento, escolha das cidades para pernoite, etc. Utilizamos o H.O.G.® Ride Planner (www.harley-davidson.com) que nos ajudou muito na definição das distâncias e nos tempos de percurso. O grupo era formado por cinco casais amigos, integrantes do HOG Campinas: Betão e Marli, Hélio e Cris, Gera e Solange, Jef e Maria Helena e Zé Maria e Imaculada.

Trajeto da primeira parte: Rota 66

Trajeto da primeira parte: Rota 66

No final do planejamento a nossa aventura ficou com o tamanho de um quase loop com 1860 milhas, percorridas em 14 dias pelas estradas dos estados de Nevada, Utah, Arizona e Califórnia.

As primeiras 974 milhas foram feitas em 4 motocicletas Harley-Davidson acompanhadas de uma Van de apoio. Iniciamos a viagem em Las Vegas, dando uma volta no sentido horário no Grand Canyon, passando pelo Zion National Park, Lake Powel, Grand Canyon e finalizamos pela Rota 66 a partir Willians/AZ até Barstow/CA, onde retornamos para Las Vegas.

Em Las Vegas trocamos as Harleys por mais uma Van e pegamos mais 886 milhas de Las Vegas a San Francisco passando pelos parques Sequoia National Park e pelo Yosemite National Park.

28/04/2006 – Embarque São Paulo para Las Vegas

Saída São Paulo: 10:55pm / chegada Las Vegas 10:31 am, com escala em Atlanta
Hotel : Cassino Circus Circus, 2880 Las Vegas Blvd – Las Vegas

Las Vegas

Las Vegas

Em Las Vegas  pegamos uma Van Dodge Caravan alugada no aeroporto e rumamos para o hotel.  Las Vegas é uma cidade muito interessante e é uma prova de que a arquitetura não tem limites desde que se tenha dinheiro para investimento.

Para se visitar minimamente as atrações da cidade são necessários uns 3 dias e ao contrário do que dizem, é possível não se gastar muito dinheiro na cidade.  Escolha um hotel Cassino que esteja bem localizado, de preferência no meio do boulevard (como referência de boa localização utilize o Cassino Bellagio). Procure por promoções pois sempre tem algum Hotel Cassino em promoção e elas variam dia a dia. Nós não seguimos esta regra e ficamos no Cassino Circus-Circus, que está a uma distância difícil de ser feita a  pé até a parte mais agitada do boulevard.

29/04/2006  e 30/04/2006 – Las Vegas

Hotel : Cassino Circus Circus, 2880 Las Vegas Blvd – Las Vegas

Loja Las Vegas Harley-Davidson

Loja Las Vegas Harley-Davidson

Levantamos cedo para visitar as atrações da cidade. Fomos na  gigantesca loja da Harley-Davidson onde compramos camisetas, acessórios e souvenirs. Fomos em  outras duas lojas Harley-Davidson menores.

No final da tarde do dia 30/04/2006 fomos até a Eaglerider pegar as motocicletas Harley-Davidson: duas  Elektras, uma Road King e uma Fat Boy. À noite o casal Zé Maria e Imaculada foram assistir o espectáculo “O” do Cirque du Soleil no Cassino Bellagio. Os casais Jef /Maria Helena e Gera/Solange foram assistir ao show Ka também do Cirque du Soleil no cassino MGM. Os demais foram visitar os cassinos.

01/05/2006 – Saída de Las Vegas para Page/AZ

Distancia de 281 Milhas e Tempo de viagem de 5 hs
Hotel em Page: Quality Inn at Lake Powel,  287 N. Lake Powell Blvd – Page AZ – Phone: (928)645-8851

Zion Nationa Park

Zion National Park

O aniversário de 50 anos do Zé Maria era neste dia 1 de maio, portanto, logo pela manhã  no saguão do hotel Circus Circus foi saudado pelos integrantes do grupo com um “Parabéns para voce”.

Saímos rumo ao Zion National Park (http://www.zionnational-park.com ), um dos mais belos parques que visitamos nesta viagem.   No caminho para o Zion, na altura da cidade de Hurricane/UT, ocorreu um dos casos  mas exóticos da viagem e também, com o passar dos dias, um dos casos mais lembrados com muito humor!

Neste trecho quem estava guiando a Van era o Gera. O Zé Maria conduzia o grupo, pilotando a sua moto na frente por toda a viagem. Para isso, ele se preparou bem tendo memorizado o trajeto, estradas e cidades,  portanto conseguia viajar sem a necessidade de olhar os mapas.

De repente, no meio do deserto, ao olhar no retrovisor da moto não viu ninguém, nem as motos nem o carro de apoio. Parou a sua moto com a Imaculada na garupa, esperou um pouco e resolveu retornar para ver o que tinha acontecido. Ao avistar um emblema da Harley-Davidson em uma loja próxima da estrada, não teve dúvida, o pessoal havia ido na loja Harley sem avisá-lo, para comprar camisetas e souvenirs.

Ao chegar na loja, houve um grande bate-boca devido ao ocorrido. O Zé Maria insistindo que deveriam tê-lo avisado que iriam na loja e membros do grupo dizendo que não o fizeram porque  notaram que ele havia visto a saída das motos da estrada em direção à loja. Após o bate-boca o Zé Maria se recusou a continuar conduzindo o grupo, somente retornando quilômetros à frente, por insistência do grupo, pois a viagem não estava rendendo com as frequentes paradas para olhar os mapas!.

Lake Powell e a Wahweap Marina ao fundo

Lake Powell e a Wahweap Marina ao fundo

O Zé Maria concordou em reassumir a frente do comboio, mas o “climão” continuou até a chegada na cidade de Page…O pior de tudo (e que ninguém estava sabendo) é que havia uma festa de aniversário surpresa para o Zé Maria no hotel da cidade de Page, organizada secretamente pela Imaculada e encomendada pela Eliana e James, um casal de amigos de San Diego que se juntaria ao nosso grupo quando chegássemos em Kingman/AZ.  A Imaculada estava preocupada pelo fato do Zé Maria estar rompido com o grupo e à medida que nos aproximávamos da cidade de Page ela ía ficando mais preocupada.

Chegamos no Zion National Park e o  clima entre o Zé e o grupo melhorou um pouco. Na parada para o almoço em um restaurante típico muito agradável que nos serviu hamburguer de búfalo, o grupo já estava praticamente em sintonia novamente!

Quase chegando em Page, visitamos  a Wahweap Marina no Lake Powell, com a sua deslumbrante paisagem e o fabuloso contraste das montanhas do deserto com a água azul do famoso lago. O acesso até a Wahweap Marina é pago, pois a área é considerada um parque nacional americano. Optamos por comprar um ticket que valia para múltiplas entradas em  inúmeros parques americanos por uma período de um ano.

Zé maria e o Paul Morris

Zé maria e o Paul Morris

Na chegada do hotel em Page, ainda sem ninguém saber da festa surpresa que nos aguardava, todos fizeram  as pazes no estacionamento do hotel. Em seguida a Imaculada avisou da festa surpresa e fomos chamados pelo cantor Paul Morris que nos levou para o Pub do Hotel onde ficamos bebendo cerveja e whisky e cantando com o Paul a excelente música do seu repertório: rock e musica country americana de alta qualidade.

Após cantarmos “Happy Birthday to You” e  o Zé Maria soprar as 50 velas do bolo de aniversário,  saímos umas três horas mais tarde para outro hotel, pois ao olharmos os nossos vouchers vimos que na última hora havia sido feita  a mudança de hotel pela agencia de viagem. Fizemos de moto um percurso de alto risco por cerca de uma 6 quadras da cidade de Page, pois se fôssemos parados pela polícia teríamos sérios problemas por causa do álcool que havíamos ingerido na festa de  aniversário do Zé maria.

02/05/2006 – Saída de Page/AZ para Williams/AZ

Distancia de 193 Milhas e Tempo de viagem de 4:38 hs
Hotel em Williams: Quality Inn Mountain Ranch & Resort , 6701 E. Mountain Ranch Rd – Williams AZ – Phone: (928)635-2693)

Estrada de Page/AZ para o Grand Canyon

Estrada de Page/AZ para o Grand Canyon

Saímos cedo rumo ao Grand Canyon por uma belíssima estrada. Quem conduziu a Van neste trecho foi o Zé Maria. Paramos algumas vezes para tirar fotos em mirantes e comprar souvenirs dos índios Navajos que tinham barracas na beira da estrada.  Fizemos um pequeno desvio para visitar o belo Marble Canyon, formado pelo rio Colorado rasgando o solo rosa do deserto .

Foi quando percebemos que ninguém havia abastecido as motos na saída de Page…A quantidade de combustível nas motos era suficiente para andar poucos quilômetro, não sendo possível retornar para Page.

Perfilados na entrada do Grand Canyon National Park

Perfilados na entrada do Grand Canyon National Park

Sabíamos que no meio daquele deserto os postos de gasolina eram raríssimos, mesmo assim arriscamos continuando a ir na direção do Marble Canyon. Ao chegarmos lá, perguntamos para uns índios que tinham suas barracas montadas próximo ao estacionamento onde poderíamos encontrar um posto de gasolina e eles informaram que logo após a ponte, do outro lado do Canyon, existia um posto!  Ufa…sorte nossa aqueles índios estarem alí, pois nossos planos nâo era atravessar aquela ponte e sim retornar do Marble Canyon de volta rumo ao Grand Canyon.

 

 

Grupo com o Grand Canyon ao fundo

Grupo com o Grand Canyon ao fundo

Após colocarmos gasolina nas motos, comermos e bebermos no posto rumamos para o Grand Canyon National Park. Sem dúvida ao chegar fica-se impressionado com a grandeza  e beleza do Grand Canyon, é um parque que vale cada minuto da visita.  O ingresso para o parque custa US 12,00 por pessoa ou US 25 por veículo, como já tinhamos comprado um ticket anual no Lake Powel tivemos apenas que apresentar o ticket na entrada do parque.

Animados pela beleza da paisagem, pelo grande número de paradas dentro do parque e pelo fato de ser permitido pilotar moto sem capacetes no estado do Arizona, todos colocaram os capacetes dentro da Van e aproveitaram para curtir o vento e as belíssimas paisagens sem o desconforto dos capacetes.

No final do dia chegamos em William/AZ, onde tivemos o primeiro contato com uma placa de estrada da Rota 66. Jantamos em um excelente restaurante típico e fomos passear nas pequenas lojas de souvenirs da Rota 66.

03/05/2006 –Saída de Williams/AZ para Kingman/AZ

Distancia de 132 Milhas e Tempo de viagem de  3:00 hs
Hotel em Kingman: Best Western A Wayfare´s Inn and Suites, 2815 E Andy Devine Avenue – Kingman AZ

Loja Grand Canyon Harley-Davidson

Loja Grand Canyon Harley-Davidson

Saímos de William/AZ e fomos até a loja Grand Canyon Harley-Davidson para comprar souvenirs e camisetas, tirarmos fotos e fazermos filmagens. Rumamos em seguida pela Highway 40 até Seligman, uma vez que a Rota 66 não é transitável entre Willians e Seligman. A partir de Seligmamn passamos a curtir a autêntica paisagem da Rota 66, a qual deixaríamos somente em Barstow.

Passamos por inúmeros lugarejos até que pararmos em Hackberry, em uma loja e museu da Rota 66, a  Hackberry General Store. Esta lojinha é um “must stop place”  na Rota 66. Nela voce pode comprar inúmeras lembranças de qualidade da Rota 66, tais como canecas, cinzeiros, adesivos, isqueiros, bonés e camisetas, portanto não saia de Hackberry sem os seus souvenirs. Foi isso que fizemos!

Parada na Hackberry General Store

Parada na Hackberry General Store

Após as compras retornamos para a estrada, onde encontramos um forte vento e presenciamos uma cena muito inusitada: o vento forte fazia com que a vegetação solta e seca dos campos rolasse formando esferas de gravetos enormes que iam cruzando a estrada à nossa frente…de repende vimos a moto do Betão entrar literalmente dentro de uma destas esferas de gravetos, que por ser leve e seco desintegrou-se com o impacto ficando apenas o susto que levamos!

Chegamos em Kingman no final da tarde,  fomos até a loja da Harley-Davidson comprar camisetas e em seguida  tentamos ir ao Museu da Rota 66, mas o mesmo já se encontrava fechado. Neste ponto a casal de amigos Eliana e James, ela brasileira e ele americano que vivem em San Diego, se  juntaram ao grupo pilotando um conversível PT Cruiser branco.

04/05/2006 –Saída de Kingman/AZ para Barstow/CA

Distancia de 214 Milhas e Tempo de viagem de  5:12 hs
Hotel em Barstow: Best Western Desert Villa Inn, 1984 E Main Street – Barstow CA

Rota 66 entre Kingman e Oatman

Rota 66 entre Kingman e Oatman

No dia seguinte partimos para Barstow pela Rota 66, este não é o trajeto mais rápido mas com certeza é o mais charmoso, sendo sem dúvida uma das partes mais interessantes da famosa  Rota 66.  O visual é fantástico e o asfalto deve ter a idade da estrada!! Passamos por alguns grupos de moto, todas Harley-Davidson, inclusive por um grupo de brasileiros.

Quem dirigia a Van neste trecho era o Hélio, enquanto a Cris fez as excelentes tomadas de câmera durante o trajeto até Barstow.  Depois de alguns quilômetro num região de serra, paramos na cidade fantasma de Oatman (Ghostown). Esta é uma pequena cidade que se desenvolveu em torno de  minas de ouro e que após o esgotamento das minas teve adicionalmente que sobreviver à construção da Highway 40 que desviou completamente o tráfego de veículos da Rota 66, tornando assim a cidade decadente.

Show de Bang-bang em Oatman

Atualmente a cidade sobrevive com a fama de cidade fantasma, atraindo turistas para as suas lojas de souvenirs, restaurantes, bares e shows de bang-bang em pleno ar livre na única  rua do lugarejo.Oatman também é um ótimo lugar para comprar camisetas e souvenirs da Rota 66, elas são baratas e de boa qualidade, com uma variedade  de estampas  para todos gostos. Se voce não comprou os seus souvenirs em Hackberry, compre aqui pois voce não terá mais oportunidade de comprá-los em lugar com tanta variedade.

Saímos de Oatman e paramos para almoçar em Needles em um Fast Food, visto que estávamos com pressa para não chegarmos ao anoitecer em Barstow. Após o almoço rumamos pela Rota 66 para Amboy, um pequeno lugarejo com um famoso posto de gasolina da época áurea da Rota 66, que entretanto está  meio decadente com o desvio do tráfego para a Highway 40.

Parada no Bagdad Café na Rota 66

Parada no Bagdad Café na Rota 66

Mais para a frente, ainda na Rota 66, chegamos no Bagdad Café do famoso filme homônimo na pequena cidade de  Newberry Springs. Paramos para tomar refrigerantes e conhecer o lugar, que é dirigido por uma senhora bastante exótica e falante. Constatamos  a grande quantidade de visitantes que passam por ali ao vermos um mural com mensagens dos turistas.

Chegamos em Barstow no final da tarde e fomos para o hotel. Jantamos num restaurante recomendado pela Eliana e James. Ao voltarmos para o Hotel, fomos todos para a suite da Eliana e James tomarmos caipirinha com Jack Daniels que o James preparou e vermos na TV algumas das filmagens realizadas.

05/05/2006 – Saída de Barstow/CA para Las Vegas

Distancia de 160 Mihas e Tempo de viagem de 2:30 hs
Hotel Las Vegas: Circus Circus, 2880 Las Vegas Blvd – Las Vegas

Rota 66 próximo a Barstow

Rota 66 próximo a Barstow

Em Barstow saímos da Rota 66 e rumamos em direção a Las Vegas.  Aproveitamos e paramos em Calico, uma pequena cidade fantasma (Ghost Town) bastante explorada turísticamente. A cidade teve seu tempo de glória no final do século 19, com o esgotamento das minas de ouro a cidade ficou decadente. Atualmente vive do turismo dos viajantes que vão de Los Angeles para Las Vegas e param para visitar o lugar. Em Calico, como era bastante cedo e tudo estava fechado, conseguimos ter um clima bastante próximo de uma cidade fantasma!!

 

Cidade fantasma de Calico

Cidade fantasma de Calico

Continuamos viagem e chegamos na hora do almoço em Las Vegas a tempo de entregarmos as motos na Eaglerider e alugarmos mais uma Van para continuarmos a viagem rumo aos parques Sequóia e Yosemite passando por Los Angeles e San Francisco.  Almoçamos todos, inclusive a Eliana e o James, em um acochegante restaurante nas margens do canal do Cassino Venetian e no jantar o grupo se dispersou.

06/05/2006 – Saída de Las Vegas para Los Angeles (Hollywood)

Distancia de 290 Milhas e Tempo de viagem de 5:00 hs
Hotel Los Angeles: Best Western Hollywood Plazza Inn , 2011 N Hightland Avenue

No dia seguinte cedo, saímos nas duas Vans rumo a Los Angeles. Paramos em uma Loja Harley-Davidson em Lancaster para comprar camisetas e souvenirs, chegando em Los Angeles no final da tarde.

Entramos na cidade por Hollywood e fizemos um pequeno city tour percorrendo  toda a Sunset  Boulevard até o nosso hotel que ficava próximo ao Teatro Chinês e calçada da fama. Após descarregarmos as malas no hotel, saímos a pé para ver as atrações turísticas que ficavam próximas, além é claro, de visitar a loja Harley-Davidson de Hollywood que também ficava próxima.

Trajeto da segunda parte 2 da viagem

Trajeto da segunda parte 2 da viagem

07/05/2006  a  08/05/2006   Los Angeles/CA

Hotel Los Angeles: Best Western Hollywood Plazza Inn , 2011 N Hightland AvenueGalera na calçada da fama em Hollywood

No segundo dia, o casal Zé maria e Imaculada foi visitar  um casal de amigos em Irvine/CA enquanto parte do grupo foi fazer um city tour pela cidade e os demais foram visitar loja Harley-Davidson em Santa Mônica e conhecer o início da Rota 66.No último dia fomos até Malibu e no almoço comemos deliciosos frutos do mar num restaurante à beira mar. Na parte da tarde fomos até  Beverly Hills na Rodeo Drive tirar fotos e fazer filmagens.

09/05/2006 – Saída de Los Angeles/CA para Oakhust/CA

Distancia  de 383 Milhas e Tempo de viagem de 7:34 hs
Hotel em Oakhust Best Western Yosemite Gateway In, 40530 Highway 41 Oakhust/CA

Grupo com a Sequoia General Shermann ao fundo

Grupo com a Sequoia General Shermann ao fundo

No dia seguinte saímos cedo pois o trecho a ser percorrido era bastante longo. Rumamos para o Sequóia National Park, onde almoçamos na entrada do parque antes de subir até as Sequoias gigantes no topo do parque. Como era final de inverno, encontamos muita neve no topo da estrada do parque.

Visitamos algumas sequoias famosas, como a “General Sherman”,  o maior ser vivo da face da terra. Após inúmeras fotos e filmagens rumamos para a pequena cidade de Oakhurst, na entrada do parque Yosemite onde chegamos de noite ao hotel Best Western.

10/05/2006 – Saída de Oakhust/CA para San Francisco/CA

Distancia de 211 Milhas e Tempo de viagem de  4:13 hs
Hotel em San Francisco: Cathedral Hill Hotel, 1101 Van Ness Avenue – San Francisco/CA

Grupo no Yosemite National Park

Grupo no Yosemite National Park

Saímos cedo pela manhã para aproveitarmos o dia o máximo possível no parque Yosemite. O dia estava claro e o céu com um azul maravilhoso. Logo na entrada do parque paramos para ver algumas sequoias gigantes. Mais um pouco e chegamos ou espetacular Yosemite Valley com suas inúmeras cachoeiras gigantes formadas pelo degelo da neve das montanhas. Como estávamos bem na época do degelo, as cascatas estavam maravilhosamente cheias de água.

Paramos em todos os pontos cênicos para fotagrafias e fimagens. Na hora do almoço, paramos na Yosemite Village para comermos e compramos souvenirs do parque. Continuamos o nosso trajeto pelas cachoeiras do Yosemite Valley e no final da tarde rumamos para San Francisco.

Chegando em San Francisco no início da noite,  fomos para o hotel e jantamos em restaurante nas proximidades.

11/05/2006  a 13/05/2006  San Francisco/CA

Hotel em San Francisco: Cathedral Hill Hotel, 1101 Van Ness Avenue – San Francisco

Grupo com a Golden Gate ao fundo

Grupo com a Golden Gate ao fundo

No dia seguinte fomos visitar os pontos turísticos da cidade: o Fisherman´s Wharf, o Pier 39 e a Lombard Street. No dia seguinte fizemos um city tour nos pontos turísticos mais distantes, fomos até a ponte Golden Gate, ao Goldem Gate Park , ao  Jardim Japonês e ao Alamo Square. No Alamo Square fica a parte da Rua Steiner onde é possível tirar fotos com o fundo do cartão postal de San Francisco formado pelas belas casas em estilo vitoriano emolduradas com o famoso skyline formado pelos prédios de San Francisco downtown.

No ultimo dia livre em San Francisco fizemos uma tour um pouco mais longa, fomos ao Napa Valley visitar as famosas vinículas e  degustar os excelentes vinhos da região. Fomos ciceroneados por amigos do casal Jef e Maria Helena. Aproveitamos e fomos em duas lojas Harley-Davidson da região comprar camisetas e souvenirs.

No jantar voltamos ao Pier 39, onde fizemos as últimas compras, tiramos fotos, fizemos filmagens e jantamos num aconchegante restaurante com vista para a baía.

14/05/2006 – Saída de San Francisco para São Paulo/Brasil

San Francisco/Atlanta: 10:00am / 17:25pm
Atlanta/Guarulhos: 19:45pm / 6:05am

No último dia saímos cedo para devolvermos as duas Vans no aeroporto e embarcarmos para o Brasil. Chegava ao fim nossa maravilhosa aventura!  Com certeza os momentos que passamos nesta viagem ficarão marcados para sempre em nossas memórias.

Veja mais em nosso eBook da viagem!

__________________________________________________________________________________________
Texto: José Maria
Imagens: Integrantes da Viagem
Viagem ao EUA pela Rota 66, em Maio  de 2006, feita por integrantes do HOG Campinas