Monthly Archives: Janeiro 2010

Mi Buenos Aires Querida

Realmente a cidade de Buenos Aires é um excelente lugar para passear, relaxar, comer e se divertir!! O povo é bastante hospitaleiro, existem inúmeros lugares interessantes para se conhecer e o trânsito é muito bom. Como dispúnhamos de bastante tempo nesta viagem (de 28/12 a 03/01/2009), procuramos curtir bastante cada lugar que visitamos. Descobrimos, por exemplo, como é agradável ficar sentado numa mesa de bar no El Caminito, tomando cerveja geladíssima e observando os artistas na rua interagindo com os turistas…é muito divertido!! Demos boas risadas. Como é interessante caminhar pelas margens dos diques de Puerto Madero, tirando lindas fotos e parando vez ou outra nos inúmeros Cafés para tomar uma água mineral ou cerveja. Como é bom assistir a um autêntico show de Tango na cidade!!! Poderíamos ficar escrevendo inúmeros parágrafos sobre Buenos Aires, entretanto vamos destacar os 10 programas que mais gostamos (must go!):

1. Comer Bife de Chorizo no Restaurante Chiquilin
Praticamente em todo lugar de Buenos Aires pode-se comer excelentes carnes, entretanto o que faz este clássico restaurante portenho ser especial é o ambiente acolhedor, o serviço atencioso e obviamente a variedade de pratos tradicionais. Eu comi um Pollo ao Verdeo e o Zé um Bife de Chorizo com Papas Fritas, os pratos foram acompanhados por um excelente vinho tinto Malbec (Norton).
Restaurante Chiquilin, Calle Montecideo, 321

Restaurante Chinquilin

2. Cerveja no El Caminito vendo os artistas junto aos Turistas
O El Caminito é de fato um lugar voltado para turistas, portanto que tal ficar sentado saboreando uma geladíssima cerveja e apreciando a interação dos artistas de rua com os turistas? Eu e o Zé especialmente gostamos de ficar observando as performances de casais vestidos à caráter como dançarinos de Tango tirando fotos com turistas em poses típicas e ousadas desta dança. Portanto, caso você queira também entrar na fantasia, capriche na escolha da roupa para ir no El Caminito…

Tango nas ruas do El Caminito

3. Visitar a Feira de Antiguidades em San Telmo
Este é um dos bairros mais típicos de Buenos Aires, além dos casarões antigos, pode ser visitada nos domingos na Plaza Dorrego, a mais antiga feira de antiguidades de Buenos Aires. Além da feira existem inúmeras lojas de antiguidades na região. Portanto se você gosta de relógios antigos, lustres e máquinas antigas, objetos de prata com incustrações de pedras e de um bom tango dançado na praça, o lugar certo é a Plaza Dorrego em San Telmo.

Feira de Antiguidades em San Telmo

4. Comer Paella no Restaurante La Parolaccia Del Mare
Você pode programar a sua visita a Puerto Madero de modo que possa almoçar no restaurante La Parolaccia Del Mare. Minha sugestão é que se chegue às 10:30hs diretamente na loja Harley Davidson de Puerto Madero. Após a compra de souvenirs e camisetas, vá andando pela marginal dos diques até a Puente de La Mujer (ponte Pencil para pedestres). Atravesse a ponte e procure do outro lado pelo restaurante. Escolha uma mesa com vista para os diques. Todos os pratos são maravilhosos, mas eu recomendo a Paella! Sem dúvida uma das melhores que comi até hoje!
Restaurante La Parolaccia Del Mare, Av. Alicia Moreau de Justo, 1160, Puerto Madero

Paella do Restaurante La Parolaccia del Mare

5. Caminhar pelas margens dos diques de Puerto Madero
Como dito na dica 4, se esta caminhada for feita no final da manhã, além de aproveitar para visitar a Loja da Harley Davidson em Puerto Madero, você poderá almoçar no Restaurante Parolaccia Del Mare. Se isto não for possível, aproveite para caminhar e cruzar a Puente de La Mujer (ponte Pencil para pedestres) e desfrute da paisagem dos dois lados dos diques.

Puerto Madero

6. Assistir um Show no Madero Tango
O Madero Tango é um Show de Tango com opção para jantar para turistas…Existem outros mais tradicionais, mas além do excelente Show e da ótima comida, o que faz o Madero Tango especial é a sua localização com a sensacional vista dos diques de Puerto Madero à noite. Portanto escolha um lugar que além de ter vista para o palco tenha vista para o anoitecer com as luzes de Puerto Madero refletidas na água…é imperdível!

Show no Madero Tango

7. Visitar o Café Tortoni
O Café Tortoni é um tradicional Café inaugurado a mais de 150 anos, sendo famoso por ter sido freqüentado por conhecidos políticos, artistas e escritores.

Além das deliciosas tortas e salgados, você pode curtir o ambiente interno, com pesadas colunas e paredes espelhadas art nouveau numa atmosfera elegante. Prefira ir nos dias de semana, pois o lugar é muito procurado e pode existir fila para entrar.

8. Curtir a belíssima e preservada arquitetura dos prédios do centro da cidade
Aproveite para caminhar calmamente pelo centro da cidade, principalmente pela Avenida de Mayo, observando a rica arquitetura dos prédios antigos da cidades. Os prédios da Avenida de Mayo fazem parte de um projeto do século 19 para a reconstrução da cidade nos moldes da cidade de Paris em estilo art noveau e art déco.

Sem dúvida Buenos Aires é uma das mais européias cidades fora da Europa. Tem-se a impressão de se estar andando por Paris em algumas partes da cidade. Aproveite e pare em algum dos inúmeros Cafés com mesinhas na rua e tome uma cerveja gelada enquanto aprecia a arquitetura dos prédios.

Arquitetura dos prédios do centro da cidade

9. Galerias Pacífico
Sem dúvida ir a Buenos Aires sem conhecer a Galerias Pacifico é como ir ao Vaticano e não ver o Papa!! Na verdade o lugar é um sofisticado Shopping Center em um imponente prédio abobadado e ornado com afrescos, construído no final do século 19. A Gallerias Pacífico está incrustada no centro da cidade, na esquina da Calle Florida com a Avenida Córdoba. Aproveite para visitar lojas de grife e, se der tempo, visite a praça de alimentação e tome um sorvete no Fredo.

Galerias Pacífico

10. Praça do Obelisco, na Avenida 9 de Julho
Vá no final da tarde quando o sol estiver se pondo, sente-se em um dos Cafés ao redor da praça e acompanhe o anoitecer com o reflexo dourado do sol no Obelisco, saborendo uma cerveja gelada e comendo as deliciosas “empanadas” praticamente servidas em todos os cafés na Argentina.

Praça da República com o Obelisco

_________________________________________________________________________Texto: Imaculada

 

Rally Dakar 2010: Argentina e Chile

Eu e a Imaculada estamos em viagem de turismo por Buenos Aires e região desde o dia 28/12/2009.

Hoje  tivemos a oportunidade de fazer um programa diferente: acompanhamos a largada do Rally Dakar, que está sendo realizado pela segunda vez consecutiva na América do Sul, devido a problemas de segurança com os carros e  pilotos no Rally Paris-Dakar nos desertos do norte da África.

O cerimonial com a partidas dos 361 participantes do Rally foi na Praça da República, em frente ao Obelisco, em Buenos Aires.

Uma  multidão muito animada de cerca de 250 mil pessoas, na qual estávamos  eu e a Imaculada,  prestigiaram a abertura do evento.

Foram colocados cordões de isolamento  em  mais de 6 quilometros das Avenidas 9 de Julho, Calle Mitre  e Avenida de Mayo por onde as motos, quadricíclos, carros e Caminhões desfilaram após a largada oficial.

O piloto  argentino Javier Pizzolito foi a primeira vítima do Rally, com o fogo que se alastrou em sua moto antes da sua partida oficial.

Moto do piloto Javier Pizzolito

O Rally será realizado no período de  1 a 17 de janeiro, e terá 15 etapas nos territórios argentino e chileno, totalizando cerca de  9 mil quilômetros  incluindo o cruzamento das geladas montanhas da Cordilheira dos Andes por estrada de terra e o Deserto do Atacama com suas gigantescas dunas.

Sao as seguintes as etapas do Rally Dakar:

02/01: Buenos Aires – Córdoba (ARG)
03/01: Córdoba – La Rioja
04/01: La Rioja – Fiambalá
05/01: Fiambalá – Copiapo (CHI)
06/01: Copiapo – Antofagasta
07/01: Antofagasta – Iquique
08/01: Iquique – Antofagasta
09/01: Reposo
10/01: Antofagasta – Copiapo
11/01: Copiapo – La Serena
12/01: La Serena – Santiago
13/01: Santiago – San Juan (ARG)
14/01: San Juan – San Rafael
15/01: San Rafael – Santa Rosa
16/01: Santa Rosa – Buenos Aires

O total de 361 participantes estao divididos nas seguintes classes de veículos:

Largada das motocicletas

160 Motocicletas, com a participação de seis pilotos brasileiros:

Rodolpho Mattheis,
Carlos Ambrosio,
Bernardo Bonjean,
Tiago Fantozzi,
Vicente De Benedictis Neto e
Antonio Sequeira.

11 Quadricíclos, com a participação de apenas um piloto brasileiro, Carlo Giovanni  Collet Júnior.

 

140 Carros, com a participação de 8 equipes brasileiras:

  • Mauricio Jose Neves/ Clecio Maestrelli,
  • Jean de Azevedo/ Youssef Haddad,
  • Guilherme Spinelli/ FilipePalmeiro,
  • Klever Kolberg/ Giovanni Godoi,
  • Julio Bonache/ Lourival Roldan,
  • Reinaldo Marques Varela/ Erley Ayala,
  • Sven Fischer/ Joao Stal e
  • Sergio  Williams/ Rodrigo Konig.

O carro do piloto paulista Klever Kolberg  será o primeiro veículo na história do Rally Dakar a competir usando o etanol como combustível, seu carro é  um Mitsubishi Pajero Sport Flex com um tanque de combustível adaptado para uma capacidade de 570 litros.

50 Caminhões, com a participação apenas da equipe brasileira André  de Azevedo/ Maykel Justo.

Largada dos Carros

Largada dos Caminhões

Desfile pelas Avenidas após a largada oficial


Texto: José Maria