Cruzando as Altas Cumbles de Harley Davidson

Altas Cumbles

Índice das Postagens da Viagem

RoteiroGuarapuava – Puerto Iguazu – Corrientes – Santa Fé – Mina Clavero – Mendoza – Viña del Mar – Santiago – San Luis – Pergamino – Buenos Aires – Montevideo – Punto del Este – Porto Alegre – Caxias do Sul – Ponta Grossa – Campinas

Hoje rodaremos 509 km entre as cidades de Santa Fé e Mina Clavero, cruzando uma cadeia de montanhas chamada Altas Cumbles. Saímos às 7:30hs rumo a Mina Clavero com tempo bom mas com temperatura abaixo de 5 graus e ao meio dia o calor era muito forte exigindo que grande parte das roupas fossem tiradas. O Zé Maria foi conduzindo o grupo neste trecho da viagem.

Fomos até Córdoba em uma estrada plana e reta, onde a monotonia era quebrada ao atravessarmos os pequenos lugarejos. Almoçamos na Villa Carlos Paes, uma pequena cidade turística na beira de um lago perto de Córdoba.

Altas Cumbles

Após o almoço rumamos para Mina Clavero atravessando as Altas Cumbles, uma cadeia de montanhas que corta o chaco deixando a paisagem bastante diferente. Neste trecho subimos a cadeia de montanhas que tinha uma paisagem com aspecto “lunar” e um solo bastante pedregoso e com curvas maravilhosas, principalmente para nós que estávamos cansados de andar nos dias anteriores pelo chaco e suas estradas planas e retilíneas. Paramos algumas vezes para tirar fotos.

Altas Cumbles

Mina Clavero

Chegamos em Mina Clavero no final da tarde. Embora a cidade fosse pequena (um pouco menor que Monte Alegre do Sul/SP), ficamos um bom tempo procurando o Hotel, foi o bastante para marcarmos nossa presença na cidade nas Harleys enormes montadas por forasteiros com roupa de couro preta.

MIna Clavero

MIna CLaveroApós o City Tour forçado, chegamos no Hotel, descarregamos as motos e fomos almoçar em um simpático restaurante familiar  nas margens do rio que corta a cidade. O restaurante La Parrilla de Nahuel é tocado pelo pai, mãe e filhas que dividem a cozinha e o atendimento. 

_____________________________________________________
Texto: José Maria

(Visitado 78 vezes, 1 visitas hoje)

Postar sua mensagem